Jump to content
Sign in to follow this  
vanadio

Novos Canais Cabo

Recommended Posts

Estou farto de ver os mesmos tipos de programação, os canais todos se a copiarem... Devia haver uma maior alternativa, eu praticamente televisão só no computador, assim eu assisto aquilo que quero, e não aquilo que me impingem.

Abençoada TV Online...

Share this post


Link to post
Share on other sites

QUOTE(k3o4 @ 10-Mar-2009, 11:43) <{POST_SNAPBACK}>
SIC foi líder desde de 1995 até 2004

Corrijo: a SIC foi líder de 1994 a 2004, ou seja, 10 anos consecutivos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado _zapping_, foi de uma fonte pouco segura, Wikipédia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

QUOTE(k3o4 @ 21-Mar-2009, 17:30) <{POST_SNAPBACK}>
Obrigado _zapping_, foi de uma fonte pouco segura, Wikipédia.

:mocking_mini: Não sabia que a Wikipédia andava a fazer esse tipo de contas! :laugh_mini:

Share this post


Link to post
Share on other sites

QUOTE(Jfrp @ 17-Mar-2009, 08:56) <{POST_SNAPBACK}>
E o TVI24 não é temático?

Fixa-se na informação.

Tipo, não emite jornais hora a hora, mas emite os essenciais ao longo do dia para o espectador se manter actualizado, para além de documentários e de programas informativos em relação a imensos assuntos.

Achas que falar de «estrelas» e outros programas é informação?

O que é que o Pedro Granger ou a Alexandra Lencastre têm a ver com o tema «informação»?

Repara: o canal está praticamete há um mês no ar... e os resultados não podiam ser mais desastrosos, fora dos 15 mais vistos e por vezes abaixo do 1%!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Um programa de debate não é informação?? Um programa de entrevistas não é informação?? O programa das "estrelas" chama-se "Notícias das Estrelas". Notícias não é informação? E o que é que o programa "Caras Notícias" da SIC Notícias faz? Não é o mesmo?

Falas falas mas aposto que ainda não viste nada do canal...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ai ai Maria! Essa tua língua afiada quando se trata do assunto TVI ainda te traz dissabores...mas enfim! :rolleyes:

Share this post


Link to post
Share on other sites

QUOTE(elrey @ 23-Mar-2009, 20:22) <{POST_SNAPBACK}>
Um programa de debate não é informação?? Um programa de entrevistas não é informação?? O programa das "estrelas" chama-se "Notícias das Estrelas". Notícias não é informação? E o que é que o programa "Caras Notícias" da SIC Notícias faz? Não é o mesmo?

Falas falas mas aposto que ainda não viste nada do canal...

Sim! E falar de tricot...é informação!

Essas entrevistas e debates ligeiros não atraem espectadores, é a opinião de Rui Cádima, do Emídio Rangel...e do público, que não o leva a sério.. É só olhar para as audiências do canal TVI 24!

Por isso a SIC NOtícias lidera...e atrai a atenção dos telespectadores das classes altas, ou seja AB.

O «folclore» da TVI 24, além de não conseguir audiências...tem um perfil de espectadores diferente, o das classes baixas, segundo a Martest.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não percebo essa tua insistência em eu ataco a SIC! Eu não ataco ninguém...simplesmente parece-me óbvio que a SIC está num mau momento em termos de audiências... ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Porque não falas da SIC generalista MARIA???só tens falado da SIC NOTÍCIAS, eu cria saber o que achas desses ultimos resultados...

Share this post


Link to post
Share on other sites

eu gostava de poder ver os canais franceses TF1 e France Televisions e a TSR da Suiça, isto pela minha paixão pela Língua Francesa e por alguns programas que já vi nos sites destes canais e que gostei.

esses canais na cabovisão sem excepção fazem todos parte da EBU/UER a identidade responsável pela Eurovisão

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu franceses só apanho M6 e apanho o TV5 Monde.

Gostava de ter mais canais lusófonos de Angola, Moçambique, Cabo Verde, mas são países ainda pouco desenvolvidos em termos de televisão, o país mais desenvolvido é Angola, em termos de televisão que fez a primeira novela angolana e tem também a TVA Internacional.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Conselho Regulador da ERC aprova criação de dois canais infantis

O Conselho Regulador da ERC autorizou a actividade de cinco canais de televisão por cabo

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) autorizou a criação de dois novos canais de televisão e a alteração da jurisdição de outros três, Hollywood, Mov 2 e Canal Panda, divulgou ontem o organismo regulador.

Biggs será o novo canal infantil e prevê uma programação dedicada a crianças entre os oito e os 14 anos de idade. Este canal pretende ainda "cobrir uma necessidade actual do mercado, dado que o canal Disney é mais vocacionado para o público feminino e os restantes canais infantis para estas idades possuem uma programação pouco diversificada".

Este canal é detido pela DREAMIA - Serviços de Televisão, S.A., empresa que nasce de uma joint- -venture entre a ZON e a Iberian Program Services. O canal será exibido na ZON TV Cabo.

O segundo canal dirigido ao público infantil cuja actividade foi aprovada pela ERC dá pelo nome de SIC K. Este será lançado pelo grupo Impresa e emitido pela operadora para a televisão da Portugal Telecom, o Meo, que terá o exclusivo durante os primeiros seis meses. O canal deverá começar a ser exibido em Dezembro e terá ainda uma componente dedicada aos adolescentes.

A ERC aprovou ainda os canais Mov, Hollywood e Panda, requeridos pela DREAMIA, que, apesar de disponíveis em Portugal, estavam sob jurisdição de outro estado da União Europeia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostava de ter por cabo, o canal SBT. Não sei se existe o SBT Internacional como a Globo. SBT é uma televisão popular do Brasil. Telemundo também seria bem vista, assim como outros canais televisivos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostava de ter por cabo, o canal SBT. Não sei se existe o SBT Internacional como a Globo. SBT é uma televisão popular do Brasil. Telemundo também seria bem vista, assim como outros canais televisivos.

Concordo plenamente. Se têm a Record, porque não têm o SBT?! Se calhar até era preferível, não sei. Mas talvez não haja o SBT Internacional!

Sim, a Telemundo também era bem-vinda, mas como é em espanhol, não sei se teria muita aceitação cá em Portugal.

Share this post


Link to post
Share on other sites

TVI alarga oferta no Cabo com criação de TVI Kids e TVI Novelas

A direcção de programas da estação de Queluz de Baixo disse recentemente que tinha em vista o alargamento dos canais por cabo com o "selo" TVI. Uma das primeiras novidades e já confirmada pela estação é a TVI Internacional que estará prestes a arrancar. Outros dois canais em vista são a TVI Kids e a TVI Novelas, que segundo alguns sites deverão arrancar já no inicio do mês de Maio, na grelha da ZON. Esta informação ainda não é oficial, mas o certo é que a estação de Queluz de Baixo deverá mesmo apostar forte no universo Cabo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Canal de música da RTP terá de autofinanciar-se

Canal prepara emissão para divulgar trabalho dos artistas nacionais

O novo canal de música portuguesa que a RTP está a preparar não pode ser pago com dinheiros públicos. Jaime Fernandes, mentor do projecto, revela que o financiamento virá da publicidade, do pagamento dos operadores e da comercialização de conteúdos.

"A Administração (da RTP) sempre foi muito clara a esse nível: a ser feito, não pode ser ao abrigo do contrato de concessão (do serviço público de televisão)", explica o responsável. O canal, ainda em fase de projecto, terá de arranjar receitas próprias e ter contabilidade separada da do resto da estação.

Recorde-se que o documento que atribui à RTP o serviço público de televisão prevê, além dos canais existentes, em sinal aberto e no cabo, a criação de dois novos serviços de programas. Um destinado ao público infanto/juvenil, o outro de promoção das diferentes áreas do conhecimento.

"Nem a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) iria autorizar se o canal não fosse criado fora da concessão de serviço público. A RTP pode desenvolver os canais que entender, desde que o faça fora do financiamento público", prossegue.

E de que forma será feito esse financiamento? Por um lado, através dos montantes que as operadoras pagam pela distribuição do canal. Por outro, com as receitas da publicidade. Será ainda possível a rentabilização dos conteúdos produzidos pelo canal através de soluções como a sua disponibilização nas áreas de "video-on-demand".

Dedicado à produção nacional ou em língua portuguesa, "no mínimo 70% dos conteúdos" serão da responsabilidade do novo canal. "Queremos produzir pequenos telediscos, 'low cost', nada 'à Beyoncé'", revela Jaime Fernandes. Os restantes 30% poderão ser conteúdos da responsabilidade das próprias editoras.

Actual director de Novos Projectos da estação, Jaime Fernades é considerado o "pai" da Antena3. O canal de rádio dedicado à música em português lançado em Abril de 1994. Nascido em 1947, começou aos 13 anos no teatro infantil radiofónico. Aos 16, estreou-se como locutor na Lisboa 2 em estereofonia, que deu origem à Antena2. Já foi administrador da RDP e director de Programas da RTP.

Fonte: JN

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com um canal de música português, espero que seja mais virado para o público jovem, mas que tenha música portuguesa(pimba não se faz favor!)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sem dúvida que a ideia é óptima e deve concretizar-se (há que apoiar a música portuguesa e hoje não há espaço na TV para promoção de novos talentos). Mas, "autofinanciar-se"?! Como?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não vejo como um canal que apenas passe música portuguesa se consiga manter. Acho uma excelente ideia, mas creio que terão de alargar a música q transmitem! Creio que o velhinho Sol Música tinha um conceito semelhante e... acabou! LOL

De qualquer forma, é uma boa ideia! :headbang:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tbm n digo um canal com 100% de música portuguesa, digo com mais música portuguesa do que aquela que as rádios e que a MTV passa, até porque só português tbm enjoa, é preciso variedade mas não centrar sempre nos mesmos. Eu queria era que não houvesse emanueis e pimbalhadas Lda

Share this post


Link to post
Share on other sites

Novos canais da RTP congelados

Decisão até 2011: TV infanto-juvenil e estação de conhecimento

Mais de dois anos depois de o Governo ter encarregado a RTP de preparar estudos para o lançamento de dois novos canais, estes projectos continuam parados.

No Contrato de Concessão de Serviço Público de Televisão (CCSPT), assinado a 25 de Março de 2008 pelo ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, e por Guilherme Costa, presidente da RTP, pode ler-se que "no decurso do quadriénio 2008-2011 a RTP desenvolve os estudos necessários ao lançamento de um serviço de programas que procure satisfazer as necessidades educativas e formativas do público infantil e juvenil; e/ou um serviço de programas destinado a promover o acesso às diferentes áreas do conhecimento".

Contactada pelo CM, a RTP optou por não comentar. No entanto, o CM sabe que o processo está parado. Até porque o CCSPT acrescenta que a empresa pode "proceder ao lançamento se os respectivos custos estiverem contidos no quadro geral de financiamento estipulado ". Ou seja, estes canais podem avançar mas sem aumentar os encargos do grupo. Um cenário complicado para a empresa, sobretudo numa altura em que foi anunciado um corte de custos de 12 milhões de euros, na sequência da contenção financeira exigida pelo ministro das Finanças.

O CCSPT prevê que o canal infanto/juvenil tenha conteúdos dirigidos a um público dos três aos 16 anos, com uma programação que promova "a cultura e a língua portuguesa" e que "fomente a sua capacidade de reflexão e o seu sentido crítico".

Já o outro canal deve promover o "desenvolvimento intelectual", com ênfase no "conhecimento sobre a realidade, histórica e contemporânea, do território e da sociedade".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por acaso já me tinha passado pela cabeça que isto teria ficado em «águas de bacalhau», mas era de esperar a RTP com os cortes de orçamento, não ia dar para abrir um canal novo, mas de qualquer das formas, acho que já há canais infantis que cheguem, agora canal de documentários 100% português não há, e canal de música tbm n(a MTV é de entretenimento).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...