Jump to content

Sexualidade


Recommended Posts

há 12 minutos, zent disse:

É preciso também não efabular a realidade de outros países. Há muitas vezes uma grande diferença entre a imagem que se cria/tem de outros locais, seja pela experiência de umas férias ou pelo relato de um amigo.

É muito isto.

Mesmo em Espanha, Madrid é a cidade com a vida sexual nocturna das mais variadas possíveis (isto é do conhecimento geral, há imensas reportagens sobre isso), mas depois também é uma região em que um partido como o Vox tem "imensa" expressão e tem uma agenda anti-lgbt marcada, querendo tirar direitos já consagrados.

Não acho que o Reino Unido seja tão incrível como pintam, eles são super conservadores.

  • Like 3
Link to post
Share on other sites
  • Replies 11.7k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Não dá para meter um gif no título do tópico?

Mão direita.

Isto do isolamento para alguns está mesmo mau, tive uma proposta para sexo com sigilo por 150 euros 

É muito isto.

Mesmo em Espanha, Madrid é a cidade com a vida sexual nocturna das mais variadas possíveis (isto é do conhecimento geral, há imensas reportagens sobre isso), mas depois também é uma região em que um partido como o Vox tem "imensa" expressão e tem uma agenda anti-lgbt marcada, querendo tirar direitos já consagrados.

Não acho que o Reino Unido seja tão incrível como pintam, eles são super conservadores.

Na minha opinião e experiência é uma mistura de realidades, à semelhança de Lisboa/Portugal também Londres é um caso à parte do resto do país, até porque tem uma população estrangeira tão grande e diversificada.

 

Em geral acho que a atitude face a Portugal é bastante mais aberta, respeitadora e menos importada com que cada um faz na sua vida pessoal, nomeadamente em relação a colegas, vizinhos, desconhecidos,etc., mas varia também entre as grandes cidades e vilas pequenas.

 

Apesar disso, a nível familiar as coisas mudam um pouco. Uma coisa são os outros, outra é um filho/a, aí ainda existe muita gente com problemas e que prefere não ter um filho gay e há, aliás, ainda vários casos de filhos expulsos de casa por isso.

 

E mesmo aqueles que aparentam "não ter nenhum problema com isso" existe alguma hipocrisia, como publicamente não é correto dizer que não gostam/aceitam não a exprimem em público mas em privado a homofobia/transfobia/etc. continua lá.

 

Mas se por um lado a atitude geral no Reino Unido é mais aberta e tolerante do que em Portugal também tens o lado oposto e é mais fácil teres uma situação de abuso ou violência grave no Reino Unido. Vão havendo vários casos de situações graves no Reino Unido, sendo o caso do casal lésbico agredido num autocarro de Londres o exemplo que maior repercussão internacional teve recentemente.

 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
há 14 horas, Luíza Albuquerque disse:

É muito isto.

Mesmo em Espanha, Madrid é a cidade com a vida sexual nocturna das mais variadas possíveis (isto é do conhecimento geral, há imensas reportagens sobre isso), mas depois também é uma região em que um partido como o Vox tem "imensa" expressão e tem uma agenda anti-lgbt marcada, querendo tirar direitos já consagrados.

Não acho que o Reino Unido seja tão incrível como pintam, eles são super conservadores.

Não é que eu discorde de ti, mas isso depende muito do lugar dentro do País, como já disse anteriormente eu estive em oviedo durante 10 semanas a realizar erasmus, e seja Oviedo ou nas Astúrias, o nível de homofobia lá é minimo, eu por exemplo já estive em Madrid e não vi tantos casais homossexuais como em Oviedo, e pelo que falei com o pessoal de lá, aquilo era considerado normal, e perguntei a pessoas heterossexuais, sem que eles soubessem que era Gay, só para perceber o tipo de mentalidade daquela cidade, fiquei super feliz, e ao mesmo tempo com inveja porque nunca vi no meu País um à vontade tão grande com a homossexualidade como ali, inclusive, tem até um parque que os bancos são todos pintados com as cores da bandeira LGBT, muitas fotos tirei ali :giveheart:

Sobre o Reino Unido, confesso que nunca fui mas tinha a impressão de que era aberto e não tão conservadores, mas isso pode ser na capital, por exemplo, a America é super conservadora, até mete nojo, e NY é representada como a cidade que ninguém se importa com a tua vida. 

há 2 horas, zent disse:

Na minha opinião e experiência é uma mistura de realidades, à semelhança de Lisboa/Portugal também Londres é um caso à parte do resto do país, até porque tem uma população estrangeira tão grande e diversificada

Não sei se compreendi bem o que quiseste dizer com isto, estas a dizer que Lisboa é a cidade  mais aberta de Portugal face a esta situação? Porque se for eu discordo, pelo menos em comparação com o Porto, vejo muitos menos olhares e comentários.

 

Já agora deixo aqui os bancos que falei de Oviedo 

spacer.png

Edited by Cory Shark
  • Like 2
  • Love 1
Link to post
Share on other sites

 

 

 

 

 

 

Não sei se compreendi bem o que quiseste dizer com isto, estas a dizer que Lisboa é a cidade  mais aberta de Portugal face a esta situação? Porque se for eu discordo, pelo menos em comparação com o Porto, vejo muitos menos olhares e comentários.

 Dizia que a realidade de Lisboa é diferente e não reflete necessariamente o resto do país. Implicitamente também dizia de facto que é a cidade mais aberta até porque Lisboa é a cidade mais cosmopolita, tem a população mais diversificada, tem uma zona gay friendly (Príncipe Real), terá o maior rácio de bares e discotecas gays do país entre outras coisas. 

 

Nunca vivi no Porto, mas apesar disso a área metropolitana de Lisboa, que tem cerca de 1/3 da população mais heterogénea do país, parece-me ser o local mais aberto à diferença, mas não deixa de ter os seus problemas.

  • Like 1
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
há 21 minutos, zent disse:


 

 


Dizia que a realidade de Lisboa é diferente e não reflete necessariamente o resto do país. Implicitamente também dizia de facto que é a cidade mais aberto até porque Lisboa é a cidade mais cosmopolita, tem a população mais diversificada, tem uma zona gay friendly (Príncipe Real), terá o maior rácio de bares e discotecas gays do país entre outras coisas.

Nunca vivi no Porto, mas apesar disso a área metropolitana de Lisboa que tem cerca de 1/3 do país parece-me ser a mais aberta à diferença.

 

Do que eu vivenciei de ambas, discordo. Acho que o Porto é muito mais acolhedor e aberto à homossexualidade. 

  • Like 2
  • Love 1
Link to post
Share on other sites
On 13/07/2020 at 02:51, Luíza Albuquerque disse:

É muito isto.

Mesmo em Espanha, Madrid é a cidade com a vida sexual nocturna das mais variadas possíveis (isto é do conhecimento geral, há imensas reportagens sobre isso), mas depois também é uma região em que um partido como o Vox tem "imensa" expressão e tem uma agenda anti-lgbt marcada, querendo tirar direitos já consagrados.

 

Mas em Madrid tens a Chueca...

Edited by Faded
  • Love 1
Link to post
Share on other sites
há 16 horas, Faded disse:

Mas em Madrid tens a Chueca...

Nunca fui U_U Mas quero tanto! 

Alguém já esteve lá? O que achou? Bem, eu queria aproveitar tudo, seja de passeios a discotecas, então, vou esperar isto do covid passar (daqui a uns 2 anos com sorte :dry:) para aproveitar essa maravilha na totalidade!

  • Love 2
Link to post
Share on other sites
16 minutes ago, Cory Shark said:

Nunca fui U_U Mas quero tanto! 

Alguém já esteve lá? O que achou? Bem, eu queria aproveitar tudo, seja de passeios a discotecas, então, vou esperar isto do covid passar (daqui a uns 2 anos com sorte :dry:) para aproveitar essa maravilha na totalidade!

Eu já, é em tudo semelhante aos outro bairros de Madrid, a grande diferença é o comércio com maior foco LGBT, muitas bandeiras arco-íris e haver muito mais casais gay na zona, essencialmente é isso. Apesar de gostar de Madrid, pessoalmente não sou grande fã em geral do centro da cidade, está demasiado degradado para mim.

Edited by zent
Link to post
Share on other sites
há 1 minuto, zent disse:

Eu já, é em tudo semelhante aos outro bairros de Madrid, a grande diferença é o comércio com maior foco LGBT, muitas bandeiras arco-íris e haver muito mais casais gay na zona, essencialmente é isso. Apesar de gostar de Madrid, pessoalmente não sou grande fã em geral do centro da cidade, está demasiado degradada para mim.

Mas há mais discotecas? Bares? Lojas com temática LGBT? (Encontrei uma quando estive a realizar intercambio no Brasil, e amei haha)

  • Love 1
Link to post
Share on other sites
1 minute ago, Cory Shark said:

Mas há mais discotecas? Bares? Lojas com temática LGBT? (Encontrei uma quando estive a realizar intercambio no Brasil, e amei haha)

Sim há, lembro-me até de uma padaria/pastelaria que vendia alguns produtos com temática sexual, por exemplo uns bolos em formato de pénis. Tem também um mercado muito conhecido, semelhante ao mercado de Campo de Ourique e ao mercado da Ribeira, embora esse não tenha nada de LGBT em específico.

  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
há 6 horas, zent disse:

Sim há, lembro-me até de uma padaria/pastelaria que vendia alguns produtos com temática sexual, por exemplo uns bolos em formato de pénis. Tem também um mercado muito conhecido, semelhante ao mercado de Campo de Ourique e ao mercado da Ribeira, embora esse não tenha nada de LGBT em específico.

Mas isso tb tens na Caldas da Rainha. Já fui a uma com o meu namorado. 

  • Like 2
  • Love 1
Link to post
Share on other sites

Um bar gay na minha cidade é que era, enfim. Se algum de vocês disser que tem azar eu vou dar umas valentes gargalhadas. 

Link to post
Share on other sites
há 6 minutos, Free Live disse:

Por acaso conheço algumas histórias de pais que ameaçaram o suicídio quando descobriram dos filhos. É chocante, mas acontece e também me dá medo.

Eu acho que a podes ir tentando preparar aos poucos, mas sem pressões. Não sei qual é a tua idade, mas talvez com o tempo e com a ausência de uma namorada tua ela vá começando a equacionar a ideia e aceite melhor quando souber.

Infelizmente não há uma fórmula perfeita, vai ser sempre um choque e eu sei o que é isso de tentarmos proteger a saúde mental dos outros "escondendo-nos".

O que está a negrito já acontece. Mas não aceita melhor, de todo :(  E também me dá medo, a primeira frase. Ela não ameaçou, mas nessas situações de nervos, já referiu que é algo em que pensa algumas vezes, e tenta fugir desses pensamentos. Acho que se eu fugisse, as hipóteses de concretizar esses pensamentos subiriam muito. Talvez até não, mas para já não sou capaz.

  • Like 1
  • Love 1
Link to post
Share on other sites

Bem, coloquei isto no “Saúde e Bem Estar” mas acho que se enquadra melhor neste tópico!

Alguém aqui entende de profilaxias e podia esclarecer umas dúvidas nem que fosse por mensagem privada ? Visto que há imensos LGBTs, acho um local indicado para falar da situação:

Recentemente tive relações sexuais após um longo período de interregno! O sexo foi tão bom que o preservativo estourou....
Inicialmente o rapaz queria fazer sem preservativo, o que me levou a suspeitar da sua saúde sexual.. disse que os preservativos são desconfortáveis! 
 

Quanto tempo tenho que esperar para fazer as análises ao sangue? E não estou a falar dos testes rápidos!

Estou em pânico e deprimido! Sinto que a minha vida terminou... não quero apanhar DSTs! 

Edited by onionboy
Link to post
Share on other sites
há 1 hora, onionboy disse:

Bem, coloquei isto no “Saúde e Bem Estar” mas acho que se enquadra melhor neste tópico!

Alguém aqui entende de profilaxias e podia esclarecer umas dúvidas nem que fosse por mensagem privada ? Visto que há imensos LGBTs, acho um local indicado para falar da situação:

Recentemente tive relações sexuais após um longo período de interregno! O sexo foi tão bom que o preservativo estourou....
Inicialmente o rapaz queria fazer sem preservativo, o que me levou a suspeitar da sua saúde sexual.. disse que os preservativos são desconfortáveis! 
 

Quanto tempo tenho que esperar para fazer as análises ao sangue? E não estou a falar dos testes rápidos!

Estou em pânico e deprimido! Sinto que a minha vida terminou... não quero apanhar DSTs! 

Existem CAD (Centros de Deteção Precoce do HIV) onde é possível fazeres testes rápidos ao HIV de forma gratuita e anónima, caso prefiras. Podes consultá-los aqui: https://positivo.org.pt/centros-de-deteccao-do-vih-em-portugal/. Os testes rápidos são fiáveis e é sempre uma forma rápida de obteres um resultado que te possa "acalmar". No entanto, tens sempre a opção de pedires análises ao sangue, se assim o desejares.

Quanto ao HIV, existe um "período de janela", entre 2 a 4 semanas, no qual o teu corpo, a haver infeção, cria anticorpos detetáveis ao vírus. Só após esse período é que vais ter um resultado fiável, no entanto é aconselhável fazeres um segundo teste 3 meses após o comportamento de risco para garantires que, de facto, não foste infetado. 

Tens ainda a opção de recorrer a PPE - profilaxia pós-exposição. Terás de te dirigir às urgências num período de 72h (ou assim que possível), explicar a tua situação, que será avaliada e decidida por médicos. https://positivo.org.pt/nao-tenho-vih-mas-quero-saber-mais/#profilaxia-pos-exposicao

Há ainda sintomas que podes "associar" ao HIV, semelhantes aos da gripe (Acute HIV Infection), e que aparecem nesse período de janela. Incluem febre, rash cutânea, calafrios, fadiga, cefaleias, garganta inflamada, etc. No entanto, convém ressalvar que nem sempre uma infeção HIV resulta em sintomas e que estes variam de pessoa para pessoa. Nem todos os sintomas têm de estar presentes, nem a presença de um destes indica que tens HIV.

  • Like 3
  • Love 1
Link to post
Share on other sites
há 2 horas, onionboy disse:

Bem, coloquei isto no “Saúde e Bem Estar” mas acho que se enquadra melhor neste tópico!

Alguém aqui entende de profilaxias e podia esclarecer umas dúvidas nem que fosse por mensagem privada ? Visto que há imensos LGBTs, acho um local indicado para falar da situação:

Recentemente tive relações sexuais após um longo período de interregno! O sexo foi tão bom que o preservativo estourou....
Inicialmente o rapaz queria fazer sem preservativo, o que me levou a suspeitar da sua saúde sexual.. disse que os preservativos são desconfortáveis! 
 

Quanto tempo tenho que esperar para fazer as análises ao sangue? E não estou a falar dos testes rápidos!

Estou em pânico e deprimido! Sinto que a minha vida terminou... não quero apanhar DSTs! 

Também reagi assim quando fiz a primeira e a única vez sem preservativo. Mas felizmente está tudo bem comigo. 

Tenta ser mais positivo com esta situação. Pessoas com essas doenças podem ter uma vida normal com os devidos cuidados. 

Tenta fazer sempre com proteção. Aquela vez que falei acima foi porque o rapaz insistiu demais. As vezes seguintes foram com proteção, mas algo me dizia que ele tinha furado o preservativo. Há malucos pra tudo. Tenta tomar cuidado, tomar as devidas precauções. 

Mas, pensa sempre positivo. 

Edited by VINTAGE
  • Like 1
Link to post
Share on other sites
há 2 horas, onionboy disse:

Bem, coloquei isto no “Saúde e Bem Estar” mas acho que se enquadra melhor neste tópico!

Alguém aqui entende de profilaxias e podia esclarecer umas dúvidas nem que fosse por mensagem privada ? Visto que há imensos LGBTs, acho um local indicado para falar da situação:

Recentemente tive relações sexuais após um longo período de interregno! O sexo foi tão bom que o preservativo estourou....
Inicialmente o rapaz queria fazer sem preservativo, o que me levou a suspeitar da sua saúde sexual.. disse que os preservativos são desconfortáveis! 
 

Quanto tempo tenho que esperar para fazer as análises ao sangue? E não estou a falar dos testes rápidos!

Estou em pânico e deprimido! Sinto que a minha vida terminou... não quero apanhar DSTs! 

Se foi há menos de 72 horas deves ir à urgência para fazer profilaxia pós-exposição caso se justifique.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
On 18/07/2020 at 22:00, tjspy disse:

 

Esta situação deixa-me sem saber o que fazer com a minha vida sexual (entre outras situações que me "prendem") e com o meu próprio futuro. Só se vai tornar mais insuportável conviver com os meus pais, porque a pressão de arranjar alguém não diminui, tal como as suas suspeitas e tal como o seu conservadorismo. A idade não joga ao favor deles, porque é sabido que a juventude é o momento da nossa vida em que temos a nossa mente mais aberta. Tenho medo do futuro. 

Eu sempre considerei o meu pai como "homofóbico", dizia as coisas mais hediondas que se poderiam ouvir sobre gays (ele usava a palavra p*). Desde os 14 anos que sabia que era gay. Mas só ganhei coragem de contar aos meus pais, quando tinha 21 anos. Foram muitos anos de sofrimento. O meu pai reagiu muito mal, mas não deixou de falar para mim. Tornou o assunto num tabu. Passados 3 anos, ele já tem uma mente mais aberta em relação ao assunto. O tempo tem-lhe feito bem e a  mudança dele tem-me surpreendido imenso.

Eu pensei em levá-lo até a uma reunião da AMPLOS, mas não foi necessário.

No teu caso, quando quiseres, tenta contactar a AMPLOS (Associação de Mães e Pais pela Liberdade da Orientação Sexual).  Há montes de pais que estão a passar o mesmo que os teus vão passar, quando lhes decidires contar, e se eles ouvirem outros pais a relatarem a mesma experiência ou uma semelhante, isso poderá ajudá-los a aceitar-te. És filho deles, eles gostam de ti, por muito quer lhes custe, isso é algo que tu não vais conseguir mudar. E quanto mais tempo passa, pior fica. Pelo menos comigo, foi assim. Parece que vivemos numa prisão que não tem fim.

Boa sorte. 

Se precisares de falar, tenho a minha DM aberta. 

  • Like 2
  • Thanks 2
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...