Jump to content
Ruben Fonseca

Message added by Ruben Fonseca

Recommended Posts

Lucros da Cofina sobem 31,3% e chegam aos 6,7 milhões de euros

Oct%C3%A1vio-Ribeiro_Lu%C3%ADs-Santana_P

O resultado líquido da Cofina atingiu os 6,7 milhões de euros em 2018, valor que traduz um crescimento de 31,3% dos lucros do grupo dono do Correio da Manhã face aos 5,1 milhões alcançados em 2017. Fechadas as contas do último ano, o resultado positivo é conseguido apesar de uma quebra de 0,5% nas receitas operacionais, sendo explicado sobretudo pela redução dos custos operacionais e pelo facto de os números de 2018 serem comparados com um ano de 2017 em que o grupo havia registado custos de reestruturação na ordem dos 2,4 milhões de euros. Ainda que com menos expressão comparativamente aos custos de reestruturação, o registo de perdas de imparidade no valor de 800 mil euros acabou, contudo, por puxar para baixo os resultados do último ano.

“Em Setembro de 2017, a revista mensal de moda Vogue deixou de incorporar o portfólio da Cofina, o que afecta a comparabilidade com o exercício de 2018”, recorda o grupo no comunicado enviado à CMVM, onde explica que “em 2018, a Cofina registou uma perda de imparidade de 0,8 milhões de euros referente ao goodwill associado ao portfólio de revistas detidas pelo grupo”. Com base nestes valores, a performance financeira do grupo em 2018 apresenta-se positiva, com o EBITDA consolidado, excluindo as perdas de imparidade, a fixar-se nos 14,9 milhões de euros, o que representa uma melhoria de 12,2% comparativamente aos 13,3 milhões de euros registados em 2017, valor onde estão excluídos os custos de reestruturação. Caso fossem considerados quer as perdas de imparidade em 2018 quer os custos de reestruturação em 2017, o crescimento do EBITDA seria de 30,2%, passando dos 10,9 milhões de euros para os 14,1 milhões de euros.

Além destes ajustes, o resultado líquido apresentado pela Cofina é consolidado após considerado o impacto de 454 mil euros das operações descontinuadas em 2018. “Os resultados das operações descontinuadas em 2018 referem-se ao impacto da alienação da operação que o grupo Cofina detinha no Brasil, através da subsidiária AdCommedia e da associada Destak Brasil”, esclarece o grupo no comunicado enviado à CMVM, informando que esses “investimentos foram alienados no final de 2018” pelo que “a demonstração dos resultados do exercício de 2017 foi re-expressa de modo a segregar numa linha autónoma os resultados atribuíveis àquelas unidades em descontinuação”.

Analisando as receitas operacionais, fixadas em 89,3 milhões de euros (ligeiramente abaixo dos 89,7 milhões de euros obtidos em 2017), a Cofina regista perdas tanto nas receitas de circulação como nas publicitárias. Nas primeiras, a quebra foi mais expressiva, com os 43,1 milhões de euros alcançados a representarem uma descida de 6,1% face aos 45,8 milhões de euros registados no ano anterior. Ao nível das receitas publicitárias, entre os meses de Janeiro e Dezembro de 2018 o grupo encaixou 28,1 milhões de euros, valor que traduz um recuo de 5,3% já que compara com 29,7 milhões de euros no período homólogo em 2017. A quebra nas receitas totais foi, ainda assim, amenizada por um crescimento na ordem dos 27,6% nas receitas de produtos de marketing alternativo e outros, onde estão incluídas as receitas correspondentes à presença do canal CMTV nas plataformas de cabo, que passaram dos 14,2 milhões de euros para os 18,1 milhões. Do lado dos custos operacionais, o grupo regista um corte de 2,7%, reduzindo dos 76,4 milhões de euros em 2017 para os 74,4 milhões de euros no último ano.

Separando a análise por segmento, a área de televisão regista uma evolução positiva das receitas, ao contrário do segmento de imprensa. No negócio de televisão, onde a Cofina detém a CMTV, as receitas operacionais fixaram-se nos 12,4 milhões de euros, disparando 42,9% em comparação com os 8,7 milhões de euros reportados pelo grupo em 2017. Para isso contribuíram crescimentos de 45,4% nas receitas publicitárias (de 2,8 milhões para 4,1 milhões de euros) e de 41,7% nas receitas de produtos de marketing alternativo e outros (de 5,9 milhões para 8,3 milhões de euros). Do lado dos custos, regista-se igulamente um aumento significativo: passaram dos 7,8 milhões de euros em 2017 para os 9,3 milhões de euros, um incremento de 19,4%. O EBITDA do segmento de televisão fica assim nos 3,1 milhões de euros, uma melhoria de 258,2% face aos 852 mil euros apresentados no relatório e contas da Cofina em 2017.

Já no segmento de imprensa, o EBITDA regista um recuo de 4,6%, descendo dos 12,5 milhões de euros para os 11,9 milhões. Resultado que fica a dever-se a uma quebra de 5,1% nas receitas operacionais, que passaram dos 81,1 milhões de euros para os 76,9 milhões de euros em 2018. Neste segmento, o maior impacto em termos percentuais vem das receitas publicitárias, que recuam 10,5% (de 26,9 milhões de euros para 24 milhões de euros), com quebra semelhante em termos absolutos do lado das receitas de circulação, que descem dos 45,8 milhões de euros para os 43,1 milhões (-6,1%). No total, são cerca de 5,8 milhões de euros a menos, que não foram compensados pela subida de 17,8% nas receitas de produtos de marketing alternativo e outros, de 8,3 milhões para 9,8 milhões de euros, e pela redução de 5,2% nos custos operacionais do segmento, que passaram dos 68,6 milhões de euros para os 65,1 milhões.

Encerradas as contas de 2018, a dívida nominal líquida da Cofina situa-se agora nos 39,7 milhões de euros, valor que representa uma diminuição da dívida em 9,9 milhões de euros relativamente ao endividamento na ordem dos 49,6 milhões de euros reportado pelo grupo no fecho de contas de 2017.

Fonte:http://www.meiosepublicidade.pt/2019/03/lucros-da-cofina-sobem-313-chegam-aos-67-milhoes-euros/

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 14/03/2019 at 15:02, ATVTQsV disse:

Alguém Perdeu vai ter capítulos de uma hora, todas as noites, às 20:30. Às 21:30 segue-se a Investigação CM (que era do CM Jornal das 8). Às 22 arrancam os futebolísticos.

No Meo a grelha já está atualizada e corresponde ao que disseste. Referir só que os episódios repetem no dia seguinte por volta das 14:25, após o CM Jornal da hora de almoço.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Citação

O Notícias CM das 6h57 chegou a um share de 8,1% com audiência média de 0,7%, com picos superiores a 18%.

Referente ao dia de ontem, retirado do Espalha-Factos. Não sei como é que a TVI e a SIC nunca pensaram em fazer edições de fim-de-semana dos noticiários matinais, o BDP faz sempre bons resultados.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Alguém a ver a novela?? 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
há 4 minutos, Dan S. disse:

Alguém a ver a novela?? 

 

Edited by HugoMiguel

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isto é realmente muito fraco mas temos que dar um desconto, é a primeira novela do canal, o orçamento é baixo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 28 minutos, Francisco2004 disse:

Quanto fez ?

Não deve ter sido grande coisa, senão ainda antes de saírem as médias no Zapping já o CM tinha feito uma notícia sobre isso :ph34r:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estreou com 1,6%/3,3%. O pico foi de 1,9%/3,8% às 20h54.

Não conseguiu liderar no universo de canais cabo.

  • Like 3
  • LOL 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Com 1.6 de rating e 3.3% de quota média de mercado, “Alguém Perdeu” não conseguiu liderar a audiência no universo de canais de cabo."

Pudera, tão fraca e num horário tão patético...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
agora mesmo, Lurdes disse:

"Com 1.6 de rating e 3.3% de quota média de mercado, “Alguém Perdeu” não conseguiu liderar a audiência no universo de canais de cabo."

Pudera, tão fraca e num horário tão patético...

Muito provavelmente a segunda novela vai ser pior nas audiências.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ou então colocam num horário menos competitivo... Não será a CMTV a quebrar a tradição da informação àquela hora por uma novela, ainda por cima má.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Horário nobre da CMTV cresce 27,7% com estreia da novela "Alguém Perdeu"
Canal do Correio da Manhã CMTV cresceu mais de 30 mil espectadores por dia. 

Ao fim da primeira semana de emissões da novela "Alguém Perdeu", a CMTV cresceu mais de 30 mil espectadores por dia, em média, no período do horário nobre em que é emitida. Desde o início do ano até à semana passada, entre as 20.30 e as 22 horas, a CMTV registou uma média de 129.694 espectadores diários, de segunda a sexta feira. Da passada segunda feira, dia de estreia da novela e do programa de investigação, até ontem, a média deste horário subiu para 165.670 espectadores. Ou seja, um crescimento exponencial de 27,7%. Trata-se do horário que passou a ser preenchido pela primeira novela portuguesa da CMTV, seguida pelo primeiro programa de investigação jornalística diário nas televisões portuguesas, "Investigação CM". A novela "Alguém Perdeu" é a primeira ficção nacional original emitida pela CMTV. Escrita por António Barreira, tem António Pedro Cerdeira, Anabela Teixeira, Joana Alvarenga, Mafalda Luís de Castro e João Mota entre os atores principais. Todos os dias, é emitida às 20h30 na CMTV (canal 8 de todas as plataformas, exceto TDT). Todos os números são da responsabilidade da GFK.

 

  • Love 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 18/03/2019 at 19:25, Dan S. disse:

Alguém a ver a novela?? 

Aquela imagem toda a mexer 😂 que lindo!!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

O pior é que o elenco até é bem decente. Não sei como é que convenceram alguns deles a entrar nisto Ahah. 

Edited by M2M

Share this post


Link to post
Share on other sites
O pior é que o elenco até é bem decente. Não sei como é que convenceram alguns deles a entrar nisto Ahah. 
Salário
É mais um trabalho

Enviado do meu Mi A2 através do Tapatalk

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bela jogada de marketing. Na grelha de programação do Correio da Manhã a RTP 2 tem sido despromovida desde que a CM TV arrancou.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bela jogada de marketing. Na grelha de programação do Correio da Manhã a RTP 2 tem sido despromovida desde que a CM TV arrancou.
Peta de 1 de abril

Enviado do meu Mi A2 através do Tapatalk

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 4 minutos, Corppiz disse:

Peta de 1 de abril

Enviado do meu Mi A2 através do Tapatalk
 

Bem sacado! @Rmeteora mestre do Photoshop

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hoje a CMTV vai prescindir do relato do Braga x Porto, mantendo-se a grelha normal. Na sexta-feira também há futebol, mas aí o episódio de "Alguém Perdeu" passa para as 19:00.

  • Shock 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 56 minutos, RenatoSimões disse:

Hoje a CMTV vai prescindir do relato do Braga x Porto, mantendo-se a grelha normal. Na sexta-feira também há futebol, mas aí o episódio de "Alguém Perdeu" passa para as 19:00.

Ai que se o Braga der a volta, o Penim corta a novela a meio! AHAHAH

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...