Jump to content

Conta-me Como Foi [T7 | estreia dia 3 de outubro]


Recommended Posts

A acção inicia-se em Março de 1968 e relata a vida de uma família lisboeta, de apelido Lopes, de classe média baixa, oriunda da província, que se debate todos os meses com dificuldades financeiras que, ainda assim, permitem a aventura da compra de uma televisão mas que não deixam senão sonhar com a compra de um pequeno automóvel.

Além do acompanhar das peripécias em que se vê envolvida esta família, a história é também contada pela voz de um narrador que, no presente já adulto, se recorda da infância vivida a partir de 1968, então com 8 anos. A história é contada pela voz adulta mas pelas recordações e olhos de uma criança.

Ao ser contada a história da família, acompanha-se também a evolução social, económica e política de Portugal e do mundo, recorrendo a referências no guião, a arquivos e a reconstituições de conteúdos de rádio e televisão.

Acontecimentos marcantes na vida política, social e desportiva em Portugal e no mundo podem ser aqui descobertos, enquadrados com a trama de cada de episódio. Curiosidades, publicidades, programas de rádio e televisão, locutores e apresentadores e as imagens de Portugal de 1968 a 1976 marcam também presença para serem conhecidos pelos mais jovens e recordados pelos menos novos.

Apresentam-se na história a evolução da moda, da roupa aos cabelos, as inovações tecnológicas, novos produtos, publicações periódicas, carros e motas... as coisas de um tempo em que telemóveis com máquina fotográfica não seriam mais do que simples alucinação futurista e em que os jovens pensavam no Festival da Canção em vez de em coloridas séries juvenis.

"Conta-me como foi" retrata, acima de tudo, o modo de viver e pensar de uma sociedade ainda fechada sobre si, os papéis e as ambições sociais de homem e mulher, de jovens e idosos, os tabus de uma época e a gradual e desconfiada abertura a novas mentalidades.

"Conta-me como foi" tem o objectivo de retratar, em forma de ficção, a vida e o país desde 1968 mas sem espírito saudosista, sem abordagens moralistas, sem juízos de valor, sem tomar partido por nenhum lado da história, sem aspirações documentalistas. Possui a intenção de entreter, com a vontade de mostrar e dar a conhecer o passado, com a certeza de ser uma oportunidade descontraída de recordar, rever e reviver um tempo que faz parte da história pessoal de milhões de portugueses.

Tenho que dar os PARABENS a RTP por fazer uma série destas com uma qualidade espectacular, que muitos podiam aproveitar e mostrar mais um bocadinho a nossa história e a nossa cultura, aos jovens que não ligam e a televisão é um bom negócio de mostrar o que já se fez por Portugal.

Link to post
Share on other sites
  • Replies 628
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Parece que vem aí uma sexta temporada da série "Conta-me Como Foi", com a história a decorrer nos anos 80, e, novamente, Miguel Guilherme e Rita Blanco como protagonistas... 

CONTA-ME COMO FOI É O PROGRAMA DE FICÇÃO MAIS VISTO DO RTP PLAY A nova temporada de Conta-me Como Foi tem levado mais público ao RTP Play e a série já é o produto de ficção mais visto da pl

Que bom!

A RTP1 faz excelentes séries históricas. Esse mérito ninguém lhe tira! São vários os exemplos... o problema é que não lhe dão tanta visibilidade. Falo, nomeadamente, da imprensa: desde quando é que as séries históricas da RTP1 têm páginas ou chamadas de capa de revistas/jornais como tem "A Vida Privada de Salazar" ou "Equador"?

Link to post
Share on other sites

QUOTE(k3o4 @ 21-Aug-2008, 23:42) <{POST_SNAPBACK}>
a vida privada de salazar vai ter cenas de sexo com a soraia chaves, a soraia chaves tem azar,e so para mostrar se nua na televisao, como a paula coelho das nuticias.

A Soraia Chaves já fez trabalhos na TV sem ter que se despir. E pôr em causa a sua qualidade como actriz por causa dos papéis que desempenha é um erro!

Depois, as cenas mais ousadas poderão não ter nada a ver com aquelas que estamos "acostumados".

Link to post
Share on other sites
  • 3 months later...

sim a serie e mt boa... e pena o sr.fragoso por a competir com o equador...toda a gente sabe que os produtos made in tvi vencem e tem mais audiencia...eu acho que o horario mais justo era as 21h00 do domingo...do que competir directamente com o equador...enfim se querem perder audiencia o problema é dele...o k vale e k posso por a gravar uma coisa e ver outra...

Link to post
Share on other sites

eu vi na tv7 dias, que o equador estreava as 23 horas...por isso e que estava a dizer...ou entao se o equador estreia a essa hora...por as 22h porque nao podem competir ao mesmo tempo os dois produtos...

Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...

Eu também. Mas depois tenho um dilema. Ou vejo "Olhos nos Olhos" ou "Os Contemporâneos".

Mas devo optar pelo programa da RTP. Tenho saudades, já não aparecem com episódios novos há umas semanas...

Link to post
Share on other sites

Espectacular hoje novo episódio do Conta-me Como foi, à bastante tempo que espero pela nova série, e depois logo a seguir os contemporâneos.

Vamos lá ver a magnífica família Lopes outra vez.

Link to post
Share on other sites

já perdi 2 episódios da série equador, vou ver o conta me como foi, porque adoro aquilo...e nao vou muito a bola com as series da tvi e nem com a tvi, mas quando da alguma coisa de util sou o primeiro a elogiar.

Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...
  • Ruben Fonseca changed the title to Conta-me Como Foi [T7 | estreia dia 3 de outubro]

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...