Jump to content
João

Notícias Grupo RTP

Recommended Posts

Que seja um novo canal realmente com programação alternativa. Sem noticiários - já temos em 3 canais, 3 vezes por dia, é um enjoo. Com novelas, poderia ser, mas no máximo duas. Já basta as 6 que TVI e SIC passam diariamente, em doses industriais. Com séries nacionais diferentes, quem sabe uma maior aposta em outros desportos sem ser futebol. Um canal que apostasse mais em programas culturais de grande interesse público. Muitas vezes não se pensa nas pessoas que, não tendo TV por cabo, são obrigadas a acompanhar a fraca programação da actual RTP2, para não levarem com o Jorge Gabriel, o Goucha, a Júlia Pinheiro, etc. e tal.

Ambas passam 7 (contando com PAOM e TDV, pois também são novelas). Se contar os MCA, a TVI tem 8. Juntando as 7 da SIC, as 8 da TVI e 1 da RTP1 são 16 novelas a serem transmitidas de segunda a sexta. Acho que é demais para tão poucos canais... Quanto aos desportos, a RTP2 já transmite o "Desporto 2", que basicamente é a transmissão de outros desportos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim, a RTP 2 já transmite outros desportos, mas com um canal privatizado a sua transmissão poderia ser muito melhor. A TF1 em França dá grande destaque a modalidades extra-futebol. E é privada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A SIC e a TVI não estão em concorrência direta com mais de 100 canais, lol e isso nunca vai ser possível.Os canais em sinal aberto vão ser sempre os mais vistos e nunca terão concorrência de 1 canal cabo. Já temos quase 80% de pessoas com TV cabo. O que pode e já está a acontecer é o conjunto crescer. Mas o canal mais visto da cabo não faz nem 1/3 da média de 1 generalista que normalmente se destribuir por 4 da TVI, 3 da SIC, 1 da RTP e da RTP2.

E quanto à comparação com a Andorra, a situação não é fácil. Somos 10 milhões e estamos apertados. Os 28 em canal apertado deles nem são nacionais, aliás a grande grande maioria é internacional e só são 28 porque ela recebe o sinal, como acontece na nossa fronteira.

Nunca um país pequeno como a andorra conseguiria sustenar 28 canais em TDT nacionais.

A contrapartida em ter esses 28 canais em sinal aberto é a promoção de produtos internacionais e esquecem-se dos nacionais.

A partir do momento em que TVI e SIC relegam a oferta FTA para relegar todos os seus esforços nas ofertas pagas, sim, estão em concorrência com cerca de 100 canais. Como é óbvio, nos próximos tempos vai ser difícil um canal desses (AXN, FOX, etc.), singularmente, ultrapassar uma SIC ou a TVI, mas isso deve-se ao facto de esses canais muitas das vezes actuarem em conjunto (como os canais AXN, que apesar de só passarem ficção, têm diferentes canais que atingem diferentes alvos, conseguindo agarrar todos os públicos, e com isso, todos os anunciantes interessados em apresentar os seu produto a esses grupos). Não se pode ver as audiências apenas por um todo. Tem de se analisar faixa etárias, classes sócio-económicas, etc. A SIC e a TVI é que cometem esse erro de olharem para as audiências como um todo, erro que lhes vai custar muito caro a médio-prazo. O canal que aí vier tem de romper com o status-quo presente na nossa TV FTA e criar algo novo. A TVI fê-lo em 2000 com a produção de novelas e exibição de reality-shows, algo impensável na altura, e a verdade, é que acabou por resultar. Mas verdade seja dita, mudam-se os tempos e mudam-se as vontades, e por isso, a SIC e a TVI tem de se adaptar à actualidade e abandonar um modelo que já não faz sentido à mais de quatro anos.

Fica Bem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A partir do momento em que TVI e SIC relegam a oferta FTA para relegar todos os seus esforços nas ofertas pagas, sim, estão em concorrência com cerca de 100 canais. Como é óbvio, nos próximos tempos vai ser difícil um canal desses (AXN, FOX, etc.), singularmente, ultrapassar uma SIC ou a TVI, mas isso deve-se ao facto de esses canais muitas das vezes actuarem em conjunto (como os canais AXN, que apesar de só passarem ficção, têm diferentes canais que atingem diferentes alvos, conseguindo agarrar todos os públicos, e com isso, todos os anunciantes interessados em apresentar os seu produto a esses grupos). Não se pode ver as audiências apenas por um todo. Tem de se analisar faixa etárias, classes sócio-económicas, etc. A SIC e a TVI é que cometem esse erro de olharem para as audiências como um todo, erro que lhes vai custar muito caro a médio-prazo. O canal que aí vier tem de romper com o status-quo presente na nossa TV FTA e criar algo novo. A TVI fê-lo em 2000 com a produção de novelas e exibição de reality-shows, algo impensável na altura, e a verdade, é que acabou por resultar. Mas verdade seja dita, mudam-se os tempos e mudam-se as vontades, e por isso, a SIC e a TVI tem de se adaptar à actualidade e abandonar um modelo que já não faz sentido à mais de quatro anos.

Fica Bem.

Concordo!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Era muito bom se assim fosse, mas provavelmente vão "contentar em fazer concorrência frontal com a SIC e a TVI." e vamos ver "bolo em fatias ainda mais finas. Isso não é sustentável para ninguém." Espero estar completamente enganado. Isto tambem incluindo um futuro possivel "quinto canal" (em Sinal Aberto).

Espero bem também. ;)

Mas acho que para um empresário que tenha dois dedos de lógica seria suicídio de fazer concorrência frontal sem trazer nada de novo. Iremos ver (infelizmente...).

E quanto à comparação com a Andorra, a situação não é fácil. Somos 10 milhões e estamos apertados. Os 28 em canal apertado deles nem são nacionais, aliás a grande grande maioria é internacional e só são 28 porque ela recebe o sinal, como acontece na nossa fronteira.

Nunca um país pequeno como a andorra conseguiria sustenar 28 canais em TDT nacionais.

A contrapartida em ter esses 28 canais em sinal aberto é a promoção de produtos internacionais e esquecem-se dos nacionais.

Esses 28 canais são os canais que são emitidos nos próprios emissores TDT andorranos. ;)

Eu não me estorvaria nada que houvesse também 27 canais estrangeiros na TDT portuguesa, o que portanto é possível tecnicamente. Os que moram perto da fronteira espanhola têm uns 30 canais e ninguém se queixa, pelo contrário. :P

Sim, a RTP 2 já transmite outros desportos, mas com um canal privatizado a sua transmissão poderia ser muito melhor. A TF1 em França dá grande destaque a modalidades extra-futebol. E é privada.

De cabeça continua a dar Fórmula 1 e também deu o Mundial de Râguebi em 2007 e 2011. ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Alguns canais privados internacionais, são muito melhores que os próprios canais públicos do seu país...Gostava que fosse um projecto inovador e arrojado, como foi a SIC em 1992.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Confirma-se o que há já algum tempo se vinha a especular: vai ser mesmo a RTP2 a ser privatizada.

Tenho pena pela RTP2, mas é preferível ser esta a ser privatizada que a RTP1!

Espero que venha daqui um óptimo canal privado, capaz de fazer concorrência às outras duas privadas!!! E já viram quem está a concorrer para comprar o canal?

E será que o nome se manterá?!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com a privatização da RTP2, a RTP1 de qualquer modo nao podia ser. Afinal foi a primeira estação do estado e a que inovou o panorama televisivo em Portugal!

Share this post


Link to post
Share on other sites

E será que o nome se manterá?!

Não faz qualquer sentido manter-se o nome.

A minha maior dúvida é: em termos de património imobiliário, como vão dividir as coisas? As instalações da RTP no Parque das Nações e no Monte da Virgem (V.N. Gaia) serão divididas pelos 2 canais, ou a RTP mantém-se lá e o novo canal terá que arranjar outras instalações, ou vice-versa?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Essa é uma das minhas maiores dúvidas. É que a RTP2 não é uma empresa, nem a RTP pode ser partida aos bocados, porque todos os canais da RTP partilham recursos técnicos e humanos, instalações, programas, etc.

Mas o governo só fala na licença, portanto as instalações não deverão estar incluídas. Só não percebo se activos como direitos de programas farão parte do negócio, ou possa mesmo haver a transferência de programas ou profissionais da RTP para o novo canal.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Confirma-se o que há já algum tempo se vinha a especular: vai ser mesmo a RTP2 a ser privatizada.

Tenho pena pela RTP2, mas é preferível ser esta a ser privatizada que a RTP1!

Espero que venha daqui um óptimo canal privado, capaz de fazer concorrência às outras duas privadas!!! E já viram quem está a concorrer para comprar o canal?

E será que o nome se manterá?!

Certamente que não. A partir do momento em que será privatizada deixará de pertencer ao estado.

Sobre a privatização em si - ainda aqui não tinha dado a minha opinião -, concordo que seja feita. Estamos em crise e o Estado não pode nem deve "alimentar" duas estações. E vejam esta privatização com o lado positivo: vamos ter um novo canal e novos projetos, novas carar e novos programas surgirão. Pode ser que nasça um bom canal...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tudo bem... Mas eu acho estúpido que não fechem os canais non-important como a RTP África, Madeira e Açores...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tudo bem... Mas eu acho estúpido que não fechem os canais non-important como a RTP África, Madeira e Açores...

Concordo. Não faz muito sentido ter canais regionais, então também quero uma RTP Norte, visto que a RTP tem aqui umas grandes instalações e que estão cada vez mais a ser abandonadas...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tudo bem... Mas eu acho estúpido que não fechem os canais non-important como a RTP África, Madeira e Açores...

Com isso também concordo. Não faz qualquer sentido ter tantos canais, como referiu...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com a privatização da RTP2, a RTP1 de qualquer modo nao podia ser. Afinal foi a primeira estação do estado e a que inovou o panorama televisivo em Portugal!

Na minha opnião, seria preferivel o estado ficar com a RTP2. Dos dois, será o mais próximo de um canal de serviço público. Quero com isto dizer que a RTP1 é mais parecida com os privados que a RTP2. Aliás, além da informação o que vejo mais é a RTP2...

Mas a futura RTP pública deverá ser uma mistura entre RTP1 e RTP2....do melhor das duas... que acham?

(p.s.- é o meu 1º post aqui... mas já tenho visitado este forum muitas vezes :) )

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu acho que a RTP1 vai ficar como está. O governo optou por ficar com ela por ser a televisão mais proxima daquilo que entende como serviço publico. Estou curioso em como será este novo canal, como começará, quem será o dono, etc...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sinceramente só uso a rtp2 para ver os JO de 4 em 4 anos :blush: acaba por me ser indiferente

Share this post


Link to post
Share on other sites

Deviam privatizar o canal dois. Mesmo que não desse muito dinheiro, sempre eram uns milhõesitos para aliviar as contas. A SIC e a TVI é que devem estar a pular de contentes por não terem mais um canal generalista.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Milhõezitos para aliviar as contas? O negócio que estão aqui a preparar vai ser altamente ruinoso! Mas claro, o povinho bate palmas por saber que não vai ter que sustentar o Malato e a Catarina Furtado... e afinal de contas a RTP2 só passava coisas chatas, nem uma novela dava, vejam lá! :dry:

E sim, esta nova decisão foi claramente para fazer a vontade à SIC e à TVI.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se a ideia é poupar, não vejo em que é que uma parceria publico-privada vai ajudar... Veja-se os exemplos de muitos hospitais PPP cuja gestão ruinosa beneficia muitas vezes os interesses dos administradores privados e prejudica o Estado.

Sendo assim, ficamos com menos um canal em sinal aberto, o que é péssimo, pois resulta sempre em menos variedade.

Como diz o miguelalex23, é claramente uma decisão para fazer a vontade à SIC à TVI que seriam abaladas com um novo privado a sugar o dinheiro das publicidades.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se a ideia é poupar, não vejo em que é que uma parceria publico-privada vai ajudar... Veja-se os exemplos de muitos hospitais PPP cuja gestão ruinosa beneficia muitas vezes os interesses dos administradores privados e prejudica o Estado.

Sendo assim, ficamos com menos um canal em sinal aberto, o que é péssimo, pois resulta sempre em menos variedade.

Como diz o miguelalex23, é claramente uma decisão para fazer a vontade à SIC à TVI que seriam abaladas com um novo privado a sugar o dinheiro das publicidades.

Realmente isso é verdade. Mas de qualquer das formas ainda não percebi bem o caminho que a RTP2 vai ter... Tantas indecisões que isso pode mudar de um momento para o outro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Enfim, menos um canal, menos variedade, e o cabo a crescer cada vez mais. Isto vai ser o futuro.

As generalistas não se mexem para mudar as grelhas para coisas mais apelativas, e basicamente, vamos ter 2 canais iguais e 1 a perder programas de qualidade.

E como já referiram, isto foi uma medida óbvia para fazer a vontade à SIC e à TVI.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...