Jump to content
João

Notícias Grupo RTP

Recommended Posts

Sem que eu me tenha apercebido fecharam a RTP internacional? É que ao vermos o destaque da página atelevisao está a notícia de que Pedro Miguel Ramos namora com antiga apresentadora da RTP e a pessoa em causa apresenta há pelo menos três anos um programa na RTP internacional. Quem pretende ser jornalista tem que estar informado. Mas também não é de estranhar pois quando um ator vai para a SIC ou TVI se comenta que há muito tempo que não faz nada em ficção embora a pessoa até possa estar ao mesmo tempo numa série da RTP. Para alguns a televisão resume-se aos canais que assistem. 

  • Like 2
  • LOL 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 51 minutos, DoAudiovisual disse:

Sem que eu me tenha apercebido fecharam a RTP internacional? É que ao vermos o destaque da página atelevisao está a notícia de que Pedro Miguel Ramos namora com antiga apresentadora da RTP e a pessoa em causa apresenta há pelo menos três anos um programa na RTP internacional. Quem pretende ser jornalista tem que estar informado. Mas também não é de estranhar pois quando um ator vai para a SIC ou TVI se comenta que há muito tempo que não faz nada em ficção embora a pessoa até possa estar ao mesmo tempo numa série da RTP. Para alguns a televisão resume-se aos canais que assistem. 

Por acaso, reparei e pensei: "Será que ela já não apresenta o programa na RTP Internacional?". Pior é que não é só o ATV a fazer esse erro...

Ainda assim, nem lá devia estar. :ph34r: Muito estranho terem apostado nela no Portugal no Coração. Confesso que também não gostei de quando disse que tinha nascido no país errado num programa brasileiro... :rolleyes:

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

O desfecho esperado, independentemente do que se pense das envolvidas e da decisão da direção da MFP, não vejo como a decisão da ERC pudesse ser outra. As alegações da Sandra Felgueiras podem ser suficientes para fazer capas do jornal Sol, mas não mais do que isso.

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 13 minutos, miguelalex23 disse:

O desfecho esperado, independentemente do que se pense das envolvidas e da decisão da direção da MFP, não vejo como a decisão da ERC pudesse ser outra. As alegações da Sandra Felgueiras podem ser suficientes para fazer capas do jornal Sol, mas não mais do que isso.

Sim, também já estava à espera.

Não sei é o que achar das "sugestões" da ERC.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 16/03/2018 at 18:45, LP 98 disse:

Bem, tecnicamente, já chegou a haver. A RTP-Brasil e, uns anos mais tarde, a RTP-USA foram o berço da RTP Internacional.

Mas estou de acordo com ele, seria uma boa ideia esse projeto. Nomeadamente com esta desinformação na qual vivemos hoje em dia, e ainda mais com o condicionamento que muitas emissoras brasileiras exercem na sua informação. Claro, esse não é um mal exclusivo deles, mas basta ver-se a ascenção do Bolsonaro como exemplo disso.

Na minha opinião, a RTPi perdeu uma grande oportunidade ao não enxegar o imenso público das antenas parabólicas no Brasil. Por volta de 1996, estimava-se que existiam 6 milhões de antenas voltadas ao satélite Brasilsat B1. Após doze anos, já eram 18 milhões!
 

On 16/03/2018 at 19:04, ATVTQsV disse:

A RTP Brasil era um programa de reportagens. Só a RTP-USA é que foi um canal a sério.

Do que se tratava exatamente esse programa "RTP Brasil"? E como funcionava o RTP USA? pelo que eu saiba, lá por 1988, era possível apanhar emissões ocasionais da RTP para os EUA no Brasil. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

RTP gasta 200 mil euros por ano para manter terrenos não utilizados

rtp-sede-300x173.jpg

Nos últimos cinco anos gastámos um milhão de euros numa actividade que não é produtiva”, apontou Gonçalo Reis, presidente do Conselho de Administração da RTP, referindo-se a uma verba de 200 mil euros gasta anualmente com a manutenção de terrenos não utilizados. Em causa estão os custos de manutenção, a cargo da estação pública, de terrenos agrícolas como os de Miramar ou Pegões, o que representa “200 mil euros em manutenção, segurança, desmatagem e isso é um montante significativo”, referiu Gonçalo Reis.

O presidente do Conselho de Administração da estação pública, que respondia a questões dos deputados no âmbito de uma audição na comissão parlamentar de Cultura e Comunicação”, explicou que “a política da RTP nos últimos 20 anos é tratar bem das instalações que são necessárias e racionalizar aquelas que comprovadamente não têm actividade produtiva”. No entanto, justificou, a administração “não toma hoje uma decisão” sobre os activos “sozinha, sem ter a aprovação do accionista”.

Gonçalo Reis chamou, por isso, a atenção para o facto de que “nos últimos cinco anos gastámos um milhão de euros numa actividade que não é produtiva”, sugerindo uma reflexão sobre o assunto já que “quem paga a CAV [contribuição para o audiovisual] é para a empresa produzir conteúdos audiovisuais”.

Sobre o programa de indústrias criativas no actual contexto de pandemia, o administrador da RTP Hugo Figueiredo assegurou que, neste momento, há cerca de “dois milhões de euros de adiantamentos que foram feitos a diversas produções que estavam aprovadas e muitas delas já retomaram a produção”. Ao nível da aquisição de novos programas, acrescentou, desde meados de Março que estão em curso “cerca de dois milhões de euros” em programas de apoio às indústrias. Já na rádio, os investimentos rondam os três milhões de euros.

Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/07/rtp-gasta-200-mil-euros-ano-manter-terrenos-nao-utilizados/

Brasil é "mercado difícil" mas RTP está "na luta" para reforçar distribuição no país

O presidente do Conselho de Administração da RTP, Gonçalo Reis, afirmou hoje que o Brasil é "um mercado difícil", mas que a empresa está "na luta" para reforçar a sua distribuição, além de atuar "em outras frentes" naquele país.

1Y=

"O Brasil é um mercado difícil por várias razões, nós queremos estar no Brasil e divulgar ao máximo", afirmou Gonçalo Reis, que falava na comissão parlamentar de Cultura e Comunicação.

O mercado é difícil "porque tem uma indústria de conteúdos muito forte", disse.

Além disso, "os brasileiros têm mais alguma dificuldade em compreender a língua portuguesa do que na prática pensamos”, acrescentou, apontando que é o que os estudos referem.

A RTP Internacional "é distribuída no Brasil via satélite e isso mantemos", referiu, recordando que há um histórico da presença de um operador privado português, a SIC, naquele mercado, que tinha um acordo com a Sky/Rede Globo.

"Estamos na luta para distribuir junto desse operador ou junto de outros operadores que o consigam distribuir", acrescentou Gonçalo Reis.

No Brasil, "estamos a atuar em outras frentes", disse, apontando o fecho de um acordo "muito relevante com a TV Cultura" e com a "Fundação Roberto Marinho e a secretaria de Estado da Cultura do Brasil, que prevê e executa intercâmbio de programas".

"Estamos a trabalhar" com o Museu de Língua Portuguesa, que vai ter conteúdos dos arquivos da RTP, acrescentou.

Na audição anterior, o presidente do Conselho de Opinião da RTP, Manuel Coelho da Silva, tinha partilhado a sua preocupação com a cobertura da estação pública no mercado brasileiro.

Fonte:https://mag.sapo.pt/tv/atualidade-tv/artigos/brasil-e-mercado-dificil-mas-rtp-esta-na-luta-para-reforcar-distribuicao-no-pais

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por muito tempo, a RTP Internacional era o único canal português distribuído no Brasil e estava presente em todas os operadores de TV a cabo, até na Nossa TV do R.R. Soares! E assim o foi por uns dez anos, quando a SIC firmou um contrato de exclusividade com o maior operador de TV via satélite do Brasil, a Sky, graças a influência da Rede Globo que, até então, era acionista de ambas as empresas. A SIC também substituiu a RTPi na NET, operador de TV à cabo que ainda era de propriedade da Rede Globo. 

Curiosamente, a SIC Internacional é o único canal estrangeiro de propriedade privada com ampla distribuição no Brasil. Os demais (TVE Internacional, RAI Internazionale, TV5, DW Desutch, BBC World News, NHK World Premium) são públicos. A TVI até hoje não emite para cá. 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 17 minutos, PierreDumont disse:

Por muito tempo, a RTP Internacional era o único canal português distribuído no Brasil e estava presente em todas os operadores de TV a cabo, até na Nossa TV do R.R. Soares! E assim o foi por uns dez anos, quando a SIC firmou um contrato de exclusividade com o maior operador de TV via satélite do Brasil, a Sky, graças a influência da Rede Globo que, até então, era acionista de ambas as empresas. A SIC também substituiu a RTPi na NET, operador de TV à cabo que ainda era de propriedade da Rede Globo. 

Curiosamente, a SIC Internacional é o único canal estrangeiro de propriedade privada com ampla distribuição no Brasil. Os demais (TVE Internacional, RAI Internazionale, TV5, DW Desutch, BBC World News, NHK World Premium) são públicos. A TVI até hoje não emite para cá. 

Mas a TVI já não emitiu para o Brasil?

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 2 horas, TekClub disse:

No Brasil, "estamos a atuar em outras frentes", disse, apontando o fecho de um acordo "muito relevante com a TV Cultura" e com a "Fundação Roberto Marinho e a secretaria de Estado da Cultura do Brasil, que prevê e executa intercâmbio de programas".

Creio que esse acordo com a TV Cultura é antigo, não? lembro-me de um programa da RTP com Carlos Fino e Paulo Markun há 10 anos. O acordo com a Fundação Roberto Marinho prevê o uso de programas no canal Futura, mas não lembro de nada português por lá.

P.s.: por muito tempo não existiu uma rede pública de Televisão no Brasil. O que existia eram as TVs educativas que compartilhavam a programação vinda do Rio de Janeiro e parte de São Paulo.

há 9 minutos, Televisão 10 disse:

Mas a TVI já não emitiu para o Brasil?

Nunca emitiu para o Brasil, sabe-se lá o porque.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 18 minutos, PierreDumont disse:

Creio que esse acordo com a TV Cultura é antigo, não? lembro-me de um programa da RTP com Carlos Fino e Paulo Markun há 10 anos. O acordo com a Fundação Roberto Marinho prevê o uso de programas Nunca emitiu para o Brasil, sabe-se lá o porque.

Estranho... Quando fui ao Brasil, havia TVI na televisão do quarto do hotel.

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 6 horas, PierreDumont disse:

Creio que esse acordo com a TV Cultura é antigo, não? lembro-me de um programa da RTP com Carlos Fino e Paulo Markun há 10 anos. O acordo com a Fundação Roberto Marinho prevê o uso de programas no canal Futura, mas não lembro de nada português por lá.

Houve um novo acordo recentemente, a RTP2 vai passar alguns programas da TV Cultura.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 15/07/2020 at 14:28, Televisão 10 disse:

Estranho... Quando fui ao Brasil, havia TVI na televisão do quarto do hotel.

Não conheço nenhum operador de TV por assinatura que dê a TVI para o Brasil. Você esteve em qual cidade brasileira?

No sítio da TVI não há nenhum operador cadastrado para o Brasil. Nem mesmo app ou streaming.

https://tvi.iol.pt/cobertura/internacional

Pelo que saiba, normalmente os operadores brasileiros fecham um pacote étnico com uma posição para cada país. Nunca vi nenhum operador dar RTPi e SIC ao mesmo tempo. Então, a vaga de canal português é ocupado pela SIC ou pela RTPi. A saber:

Via satélite:
SIC - Sky, Claro TV, Vivo TV
RTP - Oi TV

Os operadores Nossa TV e BluTV (que deve estrear em breve) não dão canais portugueses em suas respectivas grelhas. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 16 horas, PierreDumont disse:

Não conheço nenhum operador de TV por assinatura que dê a TVI para o Brasil. Você esteve em qual cidade brasileira?

No sítio da TVI não há nenhum operador cadastrado para o Brasil. Nem mesmo app ou streaming.

https://tvi.iol.pt/cobertura/internacional

Pelo que saiba, normalmente os operadores brasileiros fecham um pacote étnico com uma posição para cada país. Nunca vi nenhum operador dar RTPi e SIC ao mesmo tempo. Então, a vaga de canal português é ocupado pela SIC ou pela RTPi. A saber:

Via satélite:
SIC - Sky, Claro TV, Vivo TV
RTP - Oi TV

Os operadores Nossa TV e BluTV (que deve estrear em breve) não dão canais portugueses em suas respectivas grelhas. 

Estive em Natal.

Tenho a certeza que vi a TVI. Até estava a dar Morangos com Açúcar. Isto em 2006.

Provavelmente, a televisão tinha os canais portugueses. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 3 horas, Televisão 10 disse:

Estive em Natal.

Tenho a certeza que vi a TVI. Até estava a dar Morangos com Açúcar. Isto em 2006.

Provavelmente, a televisão tinha os canais portugueses. 

O canal TVI Internacional começou suas emissões em apenas em 2010, porém, existe um documentário brasileiro sobre a língua portuguesa em que mostra-se um restaurante em Moçambique vendo a "Xica da Silva" no canal da TVI (possivelmentre entre 1997 e 1999). 
 

Oficialmente, a TVI nunca esteve nos operadores brasileiros. Porém, por muitos anos, era comum os operadores apanharem sinais aleatórios no satélite para compplementar a grelha. Então, é possível que esse operador ou mesmo o hotel apanhasse o sinal integral da TVI diretamente de algum satélite europeu. Natal recebia muitos turistas europeus naquela época e, dada a proximidade de Natal com a Europa, é possível que os sinais da TVI chegassem a essa cidade.

Então, naquela época, a cobertura dos operadores por cabo era muito restrita. A maior parte da gente apanhava os canais por cabo através do satélite.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 1 minuto, PierreDumont disse:

O canal TVI Internacional começou suas emissões em apenas em 2010, porém, existe um documentário brasileiro sobre a língua portuguesa em que mostra-se um restaurante em Moçambique vendo a "Xica da Silva" no canal da TVI (possivelmentre entre 1997 e 1999). 
 

Oficialmente, a TVI nunca esteve nos operadores brasileiros. Porém, por muitos anos, era comum os operadores apanharem sinais aleatórios no satélite para compplementar a grelha. Então, é possível que esse operador ou mesmo o hotel apanhasse o sinal integral da TVI diretamente de algum satélite europeu. Natal recebia muitos turistas europeus naquela época e, dada a proximidade de Natal com a Europa, é possível que os sinais da TVI chegassem a essa cidade.

Então, naquela época, a cobertura dos operadores por cabo era muito restrita. A maior parte da gente apanhava os canais por cabo através do satélite.

Deve ter sido isso mesmo.

Grato pelo esclarecimento.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Parlamento aprova aumento do número de canais na TDT

Depois da adição da RTP 3 e RTP Memória à rede da TDT, em 2016, serão adicionados os serviços públicos de televisão das regiões autónomas - Açores e Madeira - e da RTP Internacional e RTP África.

https://eco.sapo.pt/2020/07/23/parlamento-aprova-aumento-do-numero-de-canais-na-tdt/

Podiam colocar canais mais interessantes na TDT. A Açores e a Madeira até compreendo. Agora a Internacional e a África não vão acrescentar nada.

Edited by D91
  • Like 1
  • Shock 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
há 4 horas, Televisão 10 disse:

RTP África até se pode justificar. Transmite muitos programas diferentes da RTP 1.

Agora, a RTP Internacional, não. Ainda vai é tirar audiências à RTP 1. Acho que nunca vi nenhum país com o canal internacional no território nacional...

Já há gente que pedia a RTP África na TDT há anos.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...