Jump to content
Pedro

Informação RTP1

Recommended Posts

Convenhamos que 10 minutos de Telejornal fica mais barato do que 10 minutos de série ou concurso. Se o Telejornal é mais barato e, ainda por cima, dá mais audiência, compreende-se a escolha da RTP. É pena estar a seguir a mesma estratégia das privadas.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parece que será um regresso ao lettering de 2003 e 2008.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas,

 

 

Se fiquei satisfeito com a demissão de Paulo Ferreira e reticente com a nomeação de José Manuel Portugal para Diretor de Informação da RTP. Agora essa «preocupação» que tinha com as capacidades de José Manuel Portugal em liderar a informação da RTP vão diminuindo de semana para semana.

 

Na semana passada, o Diretor de Informação da RTP em plena «aula», dada pelos três diretores de informação dos canais generalistas, no auditório da Universidade do Minho, em Braga, não se inibiu perante a concorrência e anunciou novidades na informação do canal público. E que boas novidades, que elas são :).

 

O alargamento do tempo de duração do "Telejornal" para mais 10 minutos de emissão (no total serão 1h10m), afastando assim a estratégia dos seus antecessores (Nuno Santos e Paulo Ferreira) em reduzir o principal bloco informativo para 45 minutos.

Eles deviam pensar que Portugal é uma "La vie en rose", como cantava Edith Piaf.

É o que dá verem sempre o canal público... francês ;).

 

Sinceramente concordo com o alargamento e até acho que o "Telejornal" deveria ter a duração de 1h15m a 1h25m. Não concordo com a hipótese que foi deixada por José Manuel Portugal, de que no futuro o formato possa ir para as duas horas de emissão, tal como acontece nas privadas. Isso é que me preocupa, levar «reality-show's» da informação das privadas para a RTP 1!!!

 

Na minha opinião, o alargamento deveria também servir para uma alteração de conteúdos, inserir as reportagens dentro do bloco informativo, novas rúbricas, mais entrevistas em estúdio, mais comentários e novos comentadores.

 

Já sobre a alteração dos pivôs do "Telejornal", concordo plenamente com a permanência de José Rodrigues dos Santos e de voltar a dar destaque a João Adelino Faria na condução do principal bloco informativo da RTP.

As saídas de Cristina Esteves e de António Esteves eram inevitáveis, são bons mas... o "Telejornal" não poderia ser um «carrossel» de pivôs, em que cada dia da semana, aparecia uma «cara laroca» para dar as notícias do dia.

 

E porque não aproveitar Cristina Esteves na RTP 1?

Podiam trazer novamente a "Grande Entrevista", que atualmente é conduzido por Vítor Gonçalves na RTP Informação e criavam um ou dois blocos de comentários a seguir ao "Telejornal". E já para não falar que poderia voltar a conduzir esporádicamente o "Telejornal".

 

José Manuel Portugal aproveitou para anunciar o regresso do "Jornal 2" da RTP 2, mas desta vez será transmitido no Porto com início às 21 horas.

A ideia de regressar o "Jornal 2" é boa, ir para o Porto também não é má, mas... há sempre um mas nas nossas vidas, mas às 21 horas? É para chocar com o "Telejornal"? :huh: Se for... vão primeiro ao cinema verem o filme "A Gravidade" e depois resolvam-se! O "Jornal 2" deveria ser transmitido às 22 horas e com uma duração entre 38 a 43 minutos.

 

Fiquei também satisfeito por saber que o Centro de Produção do Norte será cada vez mais uma aposta desta direção de informação, com mais programas de informação a serem transmitidos a partir do Norte para todo o país.

 

Viva a pluralidade!

Viva a RTP!!

Viva Portugal e o «Zé Manel»!!!

 

Agora até parecia um sindicalista a apelar ao boicote do trabalho e a ida às manifestações :cool:.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não gosto das mesa dos jornais da RTP1 é muito grande e feia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não gosto das mesa dos jornais da RTP1 é muito grande e feia.

 

A mesa do Porto é feia, sim!

Mas a de Lisboa é a mais bonita de todos os canais!

Share this post


Link to post
Share on other sites

O alargamento do tempo de duração do "Telejornal" para mais 10 minutos de emissão (no total serão 1h10m), afastando assim a estratégia dos seus antecessores (Nuno Santos e Paulo Ferreira) em reduzir o principal bloco informativo para 45 minutos.

Eles deviam pensar que Portugal é uma "La vie en rose", como cantava Edith Piaf.

É o que dá verem sempre o canal público... francês ;).

 

Não sei até que ponto é que isto é positivo. Neste momento o Telejornal já dura tempo demais, e isso nota-se, pois começaram-no a encher com coisas que não interessam à maioria das pessoas (como resumos de jogos da Bundesliga na secção de desporto, quando o interesse para a maioria dos espectadores nisso é inexistente). Vai ser mais tempo que vão ter para encher, ou seja, mais conteúdo de chacha e que não interessa, nem a menino Jesus.

 

Quando a aumentar ainda mais a duração do Telejornal, por amor de tudo o que é bom, se ele fizer isso, vai ser a morte do Telejornal e do restante horário nobre da RTP1 (neste momento, Beirais sobe à custa de começar mais cedo que a concorrência).

 

Num mundo em que cada vez mais temos acesso a mais informação, os noticiários principais do canais em sinal aberto deviam focar-se mais no essencial, naquilo que ocorreu durante o dia e que foi de relevo, e menos em encher-chouriços. Ponham as peças de encher-chouriços nos 1001 canais que criaram na TV paga.

 

Fica Bem.

Edited by JDaman
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não sei até que ponto é que isto é positivo. Neste momento o Telejornal já dura tempo demais, e isso nota-se, pois começaramno a encher com coisas que não interessam à maioria das pessoas (como resumos de jogos da Bundesliga na secção de desporto, quando o interesse para a maioria dos espectadores nisso é inexistente). Vai ser mais tempo que vão ter para encher, ou seja, mais conteúdo de chacha e que não interessa, nem a menino Jesus.

 

Quando a aumentar ainda mais a duração do Telejornal, por amor de tudo o que é bom, se ele fizer isso, vai ser a morte do Telejornal e do restante horário nobre da RTP1 (neste momento, Beirais sobe à custa de começar mais cedo que a concorrência).

 

Num mundo em que cada vez mais temos acesso a mais informação, os noticiários principais do canais em sinal aberto deviam focar-se mais no essencial, naquilo que ocorreu durante o dia e que foi de relevo, e menos em encher-chouriços. Ponham as peças de encher-chouriços nos 1001 canais que criaram na TV paga.

 

Fica Bem.

 

Concordo contigo. Uma das coisas que eu adorava nos jornais da RTP 1, é terem precisamente 1 hora e não mais. Acho um erro enorme irem aventurar-se a prolongar a informação.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não sei até que ponto é que isto é positivo. Neste momento o Telejornal já dura tempo demais, e isso nota-se, pois começaramno a encher com coisas que não interessam à maioria das pessoas (como resumos de jogos da Bundesliga na secção de desporto, quando o interesse para a maioria dos espectadores nisso é inexistente). Vai ser mais tempo que vão ter para encher, ou seja, mais conteúdo de chacha e que não interessa, nem a menino Jesus.

Depende, se é para encaixar as reportagens, entrevistas e outros conteúdos, até concordo. Se não o for, é fazer igual às privadas e para isso mais vale alienar o Canal 1 ao sector privado.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas JDaman,

 

Não sei até que ponto é que isto é positivo. Neste momento o Telejornal já dura tempo demais, e isso nota-se, pois começaram-no a encher com coisas que não interessam à maioria das pessoas (como resumos de jogos da Bundesliga na secção de desporto, quando o interesse para a maioria dos espectadores nisso é inexistente). Vai ser mais tempo que vão ter para encher, ou seja, mais conteúdo de chacha e que não interessa, nem a menino Jesus.

 

Quando a aumentar ainda mais a duração do Telejornal, por amor de tudo o que é bom, se ele fizer isso, vai ser a morte do Telejornal e do restante horário nobre da RTP1 (neste momento, Beirais sobe à custa de começar mais cedo que a concorrência).

 

Num mundo em que cada vez mais temos acesso a mais informação, os noticiários principais do canais em sinal aberto deviam focar-se mais no essencial, naquilo que ocorreu durante o dia e que foi de relevo, e menos em encher-chouriços. Ponham as peças de encher-chouriços nos 1001 canais que criaram na TV paga.

 

Fica Bem.

 

Acho que expliquei muito bem o motivo de estar a favor do aumento da duração do "Telejornal" ;). O bloco informativo mais antigo do país não pode continuar a ser tratado pelos responsáveis da RTP, como se fosse um simples bloco de notícias da RTP Informação... já chega!

O aumento da duração do "Telejornal" com uma «renovação dos conteúdos» e a aposta (ainda) mais nas tecnologias, aliadas a mais reportagens, mais entrevistas, mais comentários e novos comentadores. Isto sim é que beneficiava o canal público e a sua informação!

 

Se tu afirmas que o "Telejornal" neste momento dura tempo demais (1 hora de emissão), então o que vais dizer das privadas, que tem 1h40m em média de duração? Ah espera, já sei, lá vais tu dizer que a RTP é pública e os outros não!!! Tinha-me esquecido desse pormenor :rolleyes:.

 

É verdade que atualmente a RTP nos conteúdos dos seus blocos informativos tem lá muito «lixo», mas eu não defendo o aumento da duração para que se aumente também o «enchimento dos chouriços» no "Telejornal". Já dei a minha «solução» para o problema :). Uns irão concordar, outros não... é como tudo na vida :happy:.

 

Não diria que o aumento significasse a «morte» do "Telejornal", diria mais que a redução da duração seria a «amputação» das «pernas» do "Telejornal". Se o aumento prejudicaria "Bem-Vindos a Beirais"? Claro que prejudicaria, não vou esconder que a série tem beneficiado muito com os «reality-show's» da informação das privadas.

 

Concordo plenamente contigo, quando dizes que os canais generalistas deviam deixar os «chouriços» e focarem-se mais no essencial. Eu também defendo isso, mas de uma outra forma :mosking:.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas JDaman,

 

 

Acho que expliquei muito bem o motivo de estar a favor do aumento da duração do "Telejornal" ;). O bloco informativo mais antigo do país não pode continuar a ser tratado pelos responsáveis da RTP, como se fosse um simples bloco de notícias da RTP Informação... já chega!

O aumento da duração do "Telejornal" com uma «renovação dos conteúdos» e a aposta (ainda) mais nas tecnologias, aliadas a mais reportagens, mais entrevistas, mais comentários e novos comentadores. Isto sim é que beneficiava o canal público e a sua informação!

 

Se tu afirmas que o "Telejornal" neste momento dura tempo demais (1 hora de emissão), então o que vais dizer das privadas, que tem 1h40m em média de duração? Ah espera, já sei, lá vais tu dizer que a RTP é pública e os outros não!!! Tinha-me esquecido desse pormenor :rolleyes:.

 

É verdade que atualmente a RTP nos conteúdos dos seus blocos informativos tem lá muito «lixo», mas eu não defendo o aumento da duração para que se aumente também o «enchimento dos chouriços» no "Telejornal". Já dei a minha «solução» para o problema :). Uns irão concordar, outros não... é como tudo na vida :happy:.

 

Não diria que o aumento significasse a «morte» do "Telejornal", diria mais que a redução da duração seria a «amputação» das «pernas» do "Telejornal". Se o aumento prejudicaria "Bem-Vindos a Beirais"? Claro que prejudicaria, não vou esconder que a série tem beneficiado muito com os «reality-show's» da informação das privadas.

 

Concordo plenamente contigo, quando dizes que os canais generalistas deviam deixar os «chouriços» e focarem-se mais no essencial. Eu também defendo isso, mas de uma outra forma :mosking:.

 

1 - Toda a gente sabe que o "Telejornal" é o conteúdo mais premium da informação da RTP, inclusive Nuno Santos e Paulo Ferreira. Talvez por o ser, é que estes dois últimos preferiram reduzir a sua duração de forma a não o desvalorizar e a ser aquilo que ele é desde os anos 50, o bloco de noticías da hora de jantar de milhares de portugueses. Diria que é o "bloco" de notícias" e que não é apenas algo que repete até à exaustão na RTP Informação. Em 30 minutos cumpriu a sua função e em 45 minutos também. Não há motivo para o desvalorizar tornando-o num magazine, que parece ser a pretensão do José Manuel Portugal.

 

2 - Referiste conteúdo que podia muito bem estar à parte e ter a sua própria marca e o seu próprio valor. Durante anos a RTP inclui programas de reportagem, comentário, entrevista em horário nobre, e que não estavam agarrados à marca "Telejornal". "Grande Entrevista", "Linha da Frente", "As Escolhas de Marcelo, "Notas Soltas", "Antes Pelo Contrário", foram exemplos disso, e tiveram sempre sucesso. Porquê agarrar estes formatos ao "Telejornal" e destruir assim a sua verdadeira identidade? A estratégia que referes é que é seguida pela TVI às segundas, ao acoplar o "Repórter TVI" ao seu noticiário em horário nobre, o "Jornal das 8".

 

3 - Também acho que os noticiários das privadas duram tempo de mais, especialmente tendo em conta que no tempo que duram a mais só emitem coisas que não interessam a ninguém. Aliás, há um sketch do Herman no quase velhinho "Herman Enciclopédia" que ridiculariza aquilo que é a situção actual dos noticiários da privadas, onde se vê o pivot a ler notícias sobre o inventor do Petromax e também sobre os seus novos boxers, amavelmente oferecidos pela sua mulher.

 

4 - Podiam ao menos aproveitar os resumos da Bundesliga e fazer uma espécie de "Match of the Day" com aquilo na RTP Informação. xD

 

5 - Como referi, o "Telejornal" foi capaz de fazer o seu trabalho como noticiário quando durava 30 minutos e quando durava 45 minutos. Reduzir a duração do "Telejornal" não seria amputá-lo mas sim devolvê-lo à sua origem, àquilo que ele realmente é.

 

Fica Bem.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

30 minutos chegavam bem ou então 45


antigamente começava as 19:30 e acabava as 20:00 noutros tempos...

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

30 minutos chegavam bem ou então 45

antigamente começava as 19:30 e acabava as 20:00 noutros tempos...

 

O jornal chegava perfeitamente 30 minutos e vá lá que se prolongasse até aos 45 se houvesse razão para tal.

Hoje estive a ver as notícias da RTP e para mim são os melhores em termos de informação pois mostram vários pontos de vista. Neste caso foi referente à Ucrânia.

 

Será que amanhã vamos ver a informação em 16:9? :D

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

é já amanhã o novo grafismo telejornal???

 

Supostamente sim.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Jornal da Tarde está igual...

Talvez logo às 20h ou não...

Edited by NEK

Share this post


Link to post
Share on other sites

parece-me que não porque vi agora o Jornal da Tarde e não fizeram nenhuma referencia ao novo Telejornal (costumam fazer)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho estranho estrearem um novo grafismo a uma sexta. Aposto em segunda.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...