Jump to content
_zapping_

Lua Vermelha

Recommended Posts

Estive a ver o episódio. Já vi coisas piores e até acho que aquelas sequências na floresta nem ficaram mal, mas também, como já referi, fico com a sensação de dejá vu..

Ponto negativo: Aqueles separadores são bastante desagradáveis.. Está bem que querem fazer o efeito cubo, mas não precisam de ir a todas as faces do mesmo... basta 2.. :banghead:

Share this post


Link to post
Share on other sites

N vi com mt atenção.

De aspecto positivo o facto de ter mts músicas portuguesas na banda sonora :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem estive a ver este episódio e para quem viu as estreias online teve pouco de novo.

É quanto a mim uma série bastante ligeira, que agrada a jovens e adultos, com alguns momentos bem divertidos.

Aqueles grupinhos de jovens são um must.

Não acho que o horário em que a serie está a ser transmitida seja o mais adequado, para mim deveria ser colocada á tarde entre as 18:00 e as 20:00.

-- Segunda, 01 Fev 2010 00:32 --

Gostei da oportunidade que a SIC deu a Catarina de ser ela a voz do generico da serie.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estive a ver todo o episódio.

É uma mistura de MCA, RW, Lua Nova... enfim, não me cativou.

Gostei do genérico apesar de não achar nada de especial. A banda sonora pareceu-me muito boa.

Depois, os efeitos especiais (romenos) são melhores que os de 'Destino Imortal', mas 'Lua Vermelha' perde para a série da TVI em termos de elenco e enredo, que é para mim o mais importante.

O resultado da estreia foi realmente bom, mas acho que o mais provável é que este resultado não se volte a repetir, principalmente quando Ídolos acabar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ontem acabei por não ver o início da série, pois estive UMA HORA no belo do trânsito desta bela cidade que é Lisboa! :banghead:

Adiante...

Comecei a ver, precisamente, no sítio onde terminou a ante-estreia online, o que presumo não ter perdido nada (pois deve ter sido igual).

Em relação à história, tem bons momentos de humor e, em relação a "Rebelde Way" (também um colégio privado), as personagens não seguem tanto uns esteriótipos "artificiais", sendo mais realista; também os décors são mais reais, fazendo até lembrar uma escola pública (ao contrário de, por exemplo, "Morangos com Açúcar") e, sendo uma escola privada, tem "um quê" de Harry Potter (sente-se um certo misticismo).

Os efeitos especiais estão muito bons, principalmente na parte em que o principal passa de "olhos vermelhos e dentes afiados" para o estado normal.

Achei má a cena do bar em que os colegas vão embora sem a "Isabel". Acho que entre a saída deles e a aparição dela no bar (depois de ter ido à casa-de-banho) deveria ter dado outra cena, pois foi pouco tempo e ela, ao sair, na realidade, ainda apanhava os colegas do lado de fora (a menos que eles se pusessem a correr assim que saíssem do bar).

Entre "Lua Vermelha" e "Destino Mortal", a série da SIC é mais juvenil, enquanto que a da TVI é para um público mais vasto, talvez fixando a sua faixa etária no target dos 25 aos 35 anos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tive a ver a estreia na net e até gostei do que vi! Muito numa onda juvenil mas sem tantos efeitos a nivel de maquilhagem e efeitos especiais na medida certa...

Os separadores são um tanto ao quanto irritantes mas podem melhorar...

A história de amor é tão Twilight/Crepúsculo! Mas enfim...as intrigas normais a lembrar RW, os irmãos vampiros, ela até se chama Isabel??!!! Enfim!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois é Tânia. Nem me tinha apercebido que ela também é Isabel! :rofl_mini:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lua Vermelha , a nova aposta da SIC para o prime time de domingo, foi o quarto programa mais visto do dia com 12,4% de audiência. A série obteve um share de 29,2%.A produção da SP Televisão para o canal de Carnaxide ultrapassou a programação da RTP1 no mesmo horário (As Escolhas de Marcelo e Conta-me como Foi), que obteve 8,3%, mas não conseguiu bater a programação da TVI (Meu Amor), que obteve uma audiência de 14,9%.

A série, que conta a história de amor de um vampiro e de uma humana, foi vista maioritariamente por um público feminino (56%), classe C2 (39%) e entre os 25/55 anos (44%).

Share this post


Link to post
Share on other sites

O que andaram os adolescentes fanáticos por vampiros a fazer para não terem sido a classe que mais viu a estreia da série?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por acaso gostei de ver a novela, mas deixo aqui uma novidade acerca do diogo Morgado vai fazer de mau e a personagem chama.se artur :biggrin_mini2:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim, de vampiro mau.

O Diogo tanto disse que queria ser vilão que lhe deram mais esta oportunidade, nem que seja numa pequena participação.

Já chega de o ver a fazer papel de "bonzinho" ou "gay". Um gangster mau como as obras é que era. :popcorn::popcorn:

Share this post


Link to post
Share on other sites

25/55 anos? Interessante...

Também achei interessante! :rofl_mini: Se calhar a SIC até prefere que assim seja, pois é o target que tem maior poder de compra! :laugh_mini:

diogo Morgado vai fazer de mau e a personagem chama.se artur :biggrin_mini2:

Obrigado pela informação. B)

Eu quero ver é o que se pode esperar de vilanias de vampiros numa série que é para jovens... como se poderão, eles, comportar?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tive ontem a ver a novela...aquilo faz lembrar de caras a Saga do Crepúsculo!

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Lua Vermelha" tem novo genérico

Foi no passado domingo que a SIC estreou a sua nova série nacional, "Lua Vermelha". Com o slogan "Os vampiros existem...", a série mostrou, como em todos os começos de uma novela ou série, o seu genérico. Mas, ontem, no seu segundo episódio, os telespectadores foram surpreendidos com um novo genérico.

1º Genérico (Episódio de Estreia)

2º Genérico

Fica a dúvida... Será o 2º genérico o definitivo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

São mesmo muito parecidos. Só se diferenciam em detalhes. :rolleyes: Se não tivesse lido aqui, não me tinha apercebido! :uh:

Share this post


Link to post
Share on other sites

éAcho que gosto mais da primeira versão do genérico. Isto porque o início, no 2º genérico, está muito tempo com o colégio e repete em alguns detalhes as cenas dos vampiros (quando o vampiro é cercado na serra, aparece primeiro ele a ser cercado e depois a luta, ou seja, mostram praticamente a mesma cena em duas partes).

O 2º episódio foi o 6º programa mais visto com 9,5% de rating e 25,3% de share.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Adoro a música do genérico... grande Catarina!

Quanto às mudanças, a casa assombrada não deve ter aparecido porque deve ter sido cortada ao passar da emissão dos ídolos para a novela, o resto só notei alguns pormenores, mas acho que o genérico final está ligeiramente melhor.

Entrevista: Mafalda Luís de Castro

“Tentei criar a personagem a partir de mim”

Protagonista da série juvenil ‘Lua Vermelha’ (SIC), a actriz, de 20 anos, fala do seu papel com orgulho e humildade. Deseja êxito à concorrência, porque está confiante no seu projecto.

Correio da Manhã - Isabel, em ‘Lua Vermelha’, é a tua primeira protagonista na TV. Como recebeste a notícia?

Mafalda Luís de Castro - Fui ao casting sem esperança nenhuma mas porque acho que nunca se deve faltar a um casting, nem que seja para sermos ‘postos à prova’. Recebi o convite com alguma surpresa, confesso, porque não fazia televisão a sério há algum tempo. Fiquei muito contente por considerarem que tinha perfil para a Isabel. Feliz mas com medo.

- Acreditavas que podias ficar com o papel principal?

- De início, achei um bocadinho estranho ter sido escolhida, porque não tenho aquilo que é considerado normalmente necessário para ser protagonista de uma série juvenil. Coisas que têm a ver com a aparência física. Mas depressa percebi que estava a trabalhar com uma produtora que procura para além disso. A SP está de parabéns pela luta que tem feito para ser diferente.

- Estás convencida de que a série vai atrair os jovens?

- Acredito muito neste projecto porque, apesar de o tema estar muito na moda, envolve muito mais do que isso. Nesta série não existem apenas vampiros. Existe uma escola onde acontecem situações normais para pessoas da nossa idade, problemas com que as pessoas se vão identificar, como a bulimia, a violência doméstica, o bullying, a solidão... É preciso também referir as cenas de acção e violência, que vão, de certeza, surpreender os portugueses. A série ganha muito pela qualidade destas cenas, que estão muito bem conseguidas.

- O que gostavas de dizer e ainda não te perguntaram?

- Provavelmente, não sabem que gostava de ser vampira.

- Que dificuldades encontraste neste papel?

- Talvez tenha sido imaginar a morte dos pais da Isabel, que morreram num acidente. Para conseguir que as cenas em que falo disso funcionassem, tive de imaginar isso a acontecer comigo. É preciso pôr verdade naquilo que fazemos, para as pessoas que nos vêem acreditarem. Também foi igualmente difícil imaginar o meu contacto com vampiros, porque é um assunto tão irreal... Mas esse é o desafio.

- Como te preparaste?

- Apoiei-me muito naquilo que aprendi no meu curso de teatro. Recordei algumas aulas de dramaturgia, onde aprendemos algumas bases para a construção de uma personagem. Também vi alguns filmes antigos, aconselhada por um grande amigo meu, dramaturgista, onde pude assistir a interpretações brilhantes de actrizes de há muitos anos. Mas não me inspirei em nenhuma em especial. Tentei trabalhar muito com a minha cabeça. Tentei criar a partir de mim.

- Como justificas o gosto por este tipo de ficção?

- Acho muito compreensível esta moda dos vampiros. Na verdade, não é bem ‘nova’, porque os vampiros nasceram no século XIX. Estamos constantemente a ir buscar coisas ao passado e reinventamo-las. Penso que é por isso que este tema tem funcionado tão bem junto dos jovens. Agora, os vampiros são bons, já não dormem em caixões e são imunes ao alho e aos crucifixos. Juntando a isto, temos a história de um amor impossível entre um vampiro e uma humana que funciona sempre.

- A TVI tem uma série semelhante. Já viste?

- Ainda não vi mas quero ver, e desejo-lhe sucesso também.

- Quando começaram as gravações?

- Dia 2 de Novembro. E foi muito bom a SIC ter querido fazer isto com muita calma, porque o tema que estamos a tratar, retratar vampiros, não é fácil e poderia cair no ridículo.

AMOR IMPOSSÍVEL: ISABEL E AFONSO

Mafalda Luís de Castro dá vida a Isabel Góis, uma jovem de 17 anos, bastante intuitiva, que se apaixona por Afonso, aparentemente um jovem, mas que na verdade é um vampiro com 186 anos. “Afonso é misterioso, enigmático, humano e luta contra os seus princípios vampirescos. Ele vive perturbado por ter sido transformado e a Isabel é o renascer da vida do Afonso”, explica o actor Rui Porto Nunes. “Isabel é uma jovem especial, encontra-se numa fase complicada da sua vida (perdeu os pais) e no colégio interno vai encontrar o amor. Ele retribui, mas tanto lhe dá, como lhe tira”, revela Mafalda.

CICLO DOS VAMPIROS

As personagens interpretadas por Mafalda Luís de Castro e Rui Porto Nunes e a sua história de amor são semelhantes às do filme ‘Twilight’ (‘Crepúsculo’). Na série, a protagonista chama-se Isabel, tal como no filme é Isabella a personagem de Kristen Stewart. Ambas são humanas, têm 17 anos e estudam num colégio com colegas vampiros, apaixonando-se por um deles. Mas enquanto o filme trata da história de uma família de vampiros, a série da SIC centra-se num grupo de jovens que estuda num colégio, onde também há vampiros. Mafalda Luís de Castro não precisou de fazer pesquisa sobre vampiros para interpretar Isabel, mas viu o filme. “Por acaso, tive curiosidade em ver a saga ‘Twilight’”.

Quanto à comparação entre as produções, diz: “São semelhantes sim, mas gostava que as pessoas ficassem orgulhosas por estarmos a fazer algo assim em Portugal de uma forma tão inovadora e arrojada”. Virgílio Castelo, consultor da SIC para a ficção, diz que, apesar de “‘Lua Vermelha’ não ser uma história de vampiros, esta ficção sobrenatural tem atraído público mais novo. A história explica-nos que há ciclos. Se calhar agora é o ciclo dos vampiros e daqui a dez anos é o dos cowboys”.

PERFIL

Mafalda Luís de Castro é natural de Lisboa, onde nasceu a 12 de Agosto de 1989. Filha de jornalistas, tem o curso de Interpretação da Escola Profissional de Teatro de Cascais. Estreou-se na novela ‘Olhos de Água’ (TVI). Participou ainda na série ‘Um Estranho em Casa’ (RTP). Seguiram-se ‘Ana e os Sete’, ‘Meu Amor’, ‘Inspector Max’, ‘Casos da Vida’, ‘Ele é Ela’ e uma participação especial em ‘Equador’, todos projectos da TVI.

Share this post


Link to post
Share on other sites

João, a "casa assombrada" é o colégio interno onde eles vivem. B) E não, não está cortado, pois se o genérico estivesse cortado (na imagem), o áudio também estaria e podes ver que os dois genéricos começam exactamente da mesma maneira (a nível de áudio).

A Mafalda Leite de Castro representa bastante bem. Confesso que não o esperava... :rolleyes:

Share this post


Link to post
Share on other sites

:puppyeyes: Que cena! Não fazia ideia dessas semelhanças, pois nunca vi o filme "Crepúsculo".

Acho que eles quiseram fazer "Lua Vermelha" semelhante para ver se "agarram" o público da saga mundial.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha, acabei de falar desta publicidade no tópico do "Notícias em 2ª mão"!!! :uh:

Esta página da revista é o cartaz que anda aí pelas ruas... eles ainda estão a investir nesta publicidade. Fazem bem... devem insistir um pouco, agora que o produto estreou (há pouco tempo).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...