Jump to content

Rua do Mundo [brevemente]


Recommended Posts

Série da autoria de Kalaf Epalanga, realização de António Pinhão Botelho e produção da Ukbar Filmes.

 

A proprietária do carismático bordel Rua do Mundo, no Bairro Alto, é a astuta e ambiciosa Fernanda do Vale. Mulher negra influente num Portugal do final do século. Jornalistas, intelectuais revolucionários e homens do poder deixam no bordel, a troco de luxúria e afecto, segredos do reino de D. Carlos. Fernanda e Amalhou, o seu pugilista protector, tornam-se dois peões inusitados no palco do regicídio. Juntos, têm o poder de mudar a História de Portugal. 

  • Like 3
Link to post
Share on other sites
há 3 minutos, Lusitana disse:

Série da autoria de Kalaf Epalanga, realização de António Pinhão Botelho e produção da Ukbar Filmes.

 

A proprietária do carismático bordel Rua do Mundo, no Bairro Alto, é a astuta e ambiciosa Fernanda do Vale. Mulher negra influente num Portugal do final do século. Jornalistas, intelectuais revolucionários e homens do poder deixam no bordel, a troco de luxúria e afecto, segredos do reino de D. Carlos. Fernanda e Amalhou, o seu pugilista protector, tornam-se dois peões inusitados no palco do regicídio. Juntos, têm o poder de mudar a História de Portugal. 

Outra? 

Isto é tanta série mais do mesmo que nem dá para respirar!

Faz-me lembrar as novelas portuguesas do Herman Enciclopédia: "Filhos de... (qualquer coisa)"

Link to post
Share on other sites

A RTP1 tem no ar DUAS séries nacionais. Estamos em Abril e, contando com Ordem Moral que é uma minissérie que deu num dia e Vento Norte que estreia esta semana, a RTP1 ainda só estreou quatro séries este ano. Esse exagero de séries só existe na vossa cabeça. Sim, há muitos projectos em preparação ou à espera de ir para o ar, precisamente pela razão que o @Lusitana apontou.

  • Like 1
  • Thanks 3
Link to post
Share on other sites
há 2 horas, miguelalex23 disse:

A RTP1 tem no ar DUAS séries nacionais. Estamos em Abril e, contando com Ordem Moral que é uma minissérie que deu num dia e Vento Norte que estreia esta semana, a RTP1 ainda só estreou quatro séries este ano. Esse exagero de séries só existe na vossa cabeça. Sim, há muitos projectos em preparação ou à espera de ir para o ar, precisamente pela razão que o @Lusitana apontou.

Mas o engraçado é que para outros canais andam a pedir 3 novelas por dia. Isso já não é de mais. 

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
há 4 horas, Lusitana disse:

Série da autoria de Kalaf Epalanga, realização de António Pinhão Botelho e produção da Ukbar Filmes.

 

A proprietária do carismático bordel Rua do Mundo, no Bairro Alto, é a astuta e ambiciosa Fernanda do Vale. Mulher negra influente num Portugal do final do século. Jornalistas, intelectuais revolucionários e homens do poder deixam no bordel, a troco de luxúria e afecto, segredos do reino de D. Carlos. Fernanda e Amalhou, o seu pugilista protector, tornam-se dois peões inusitados no palco do regicídio. Juntos, têm o poder de mudar a História de Portugal. 

Adoro séries de época.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Quem irá fazer a Preta Fernanda? Dizem os livros de história que era das mulheres mais bonitas de Lisboa. Mas o interessante é que na época que a sinopse fala ela já tem 50 anos. Mas possivelmente o Kalaf deve ter adaptado as memórias dela e ter recuado a juventude em Cabo Verde. Mas estou curioso para ver quem será a primeira afro descendente a ser protagonista de uma série. 

Link to post
Share on other sites
há 48 minutos, DoAudiovisual disse:

Quem irá fazer a Preta Fernanda? Dizem os livros de história que era das mulheres mais bonitas de Lisboa. Mas o interessante é que na época que a sinopse fala ela já tem 50 anos. Mas possivelmente o Kalaf deve ter adaptado as memórias dela e ter recuado a juventude em Cabo Verde. Mas estou curioso para ver quem será a primeira afro descendente a ser protagonista de uma série. 

Só por isso, esta série já será diferente de qualquer outra... gostava de ver aqui a Isabél Zuaa e o Welket Bungué. 

Link to post
Share on other sites
há 8 minutos, Lusitana disse:

Só por isso, esta série já será diferente de qualquer outra... gostava de ver aqui a Isabél Zuaa e o Welket Bungué. 

Se for pelo mediatismo, só vejo duas atrizes. Uma que pode atravessar toda a vida e uma se se concentrar a ação entre 1900 e 1910 

Link to post
Share on other sites
39 minutes ago, Ricardo said:

Eu gostava que quem diz isto justificasse a suposta falta de qualidade... É que às vezes sinto que as pessoas não vêem a RTP e ainda a criticam na mesma...

Tendo em conta os orçamentos e o tempo limitado que as produções têm de ter para evitar custos fora do budget eu acho que a maioria das séries têm bastante qualidade, sim tem defeitos pelas razões referidas.

A rtp tem estado a exibir de forma mais linear séries, como é óbvio não pode exibir tudo de uma vez há custos de grelha associados, mas se até abril exibiram 4 séries temos até fim do ano espaço para exibir mais 12.

a minha critica é à falta de um pouco mais diversidade, as séries de época são as que funcionam melhor mas por exemplo eu gostaria de ver séries policiais ou de fantasia que parecem ser dois géneros esquecidos actualmente.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
há 10 minutos, Robalinho disse:

a minha critica é à falta de um pouco mais diversidade, as séries de época são as que funcionam melhor mas por exemplo eu gostaria de ver séries policiais ou de fantasia que parecem ser dois géneros esquecidos actualmente.

Eu também gostava que abordassem outros géneros. Uma série médica, outra mais fantasiosa ou sobrenatural, outra policial, etc. Séries mais comerciais e que fiquem na memória.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
há 17 horas, Vieira disse:
há 40 minutos, Vieira disse:

Eu também gostava que abordassem outros géneros. Uma série médica, outra mais fantasiosa ou sobrenatural, outra policial, etc. Séries mais comerciais e que fiquem na memória.

Tiveste tudo isso recentemente e terás em breve mais séries do género, como podes ver aqui.

Sul é recente, Auga Seca também e tem agora a segunda temporada, além de estar a ser um sucesso fora do país. Tiveste comédia com a Crónica, Até que a Vida Nos Separe que é tudo menos histórica, em fantasia tiveste pelo menos um dos telefilmes dos 13. Basta procurar.

Edited by Ricardo
  • Like 2
Link to post
Share on other sites
há 22 horas, Guida disse:

Outra? 

Isto é tanta série mais do mesmo que nem dá para respirar!

Faz-me lembrar as novelas portuguesas do Herman Enciclopédia: "Filhos de... (qualquer coisa)"

Portanto, Até Que a Vida Nos Separe é igual a esta? Ou será que é Sul que é igual a Vento Norte? Se calhar a realidade paralela apresentada em Evadidos dá origem a Ordem Moral e à segunda temporada de Auga Seca, ou será que Causa Própria vai julgar os crimes de A Espia?

Mas depois é tudo igual... Enfim.

  • Love 1
  • Thanks 2
Link to post
Share on other sites
há 47 minutos, Ricardo disse:

Portanto, Até Que a Vida Nos Separe é igual a esta? Ou será que é Sul que é igual a Vento Norte? Se calhar a realidade paralela apresentada em Evadidos dá origem a Ordem Moral e à segunda temporada de Auga Seca, ou será que Causa Própria vai julgar os crimes de A Espia?

Mas depois é tudo igual... Enfim.

não se faça de parvo. percebeu perfeitamente o que eu quis dizer. referia-me à quantidade alucinante de séries, ao seu número de episódios e a não fazerem nada mais comercial.

Link to post
Share on other sites
há 8 minutos, Guida disse:

não se faça de parvo. percebeu perfeitamente o que eu quis dizer. referia-me à quantidade alucinante de séries, ao seu número de episódios e a não fazerem nada mais comercial.

O número de séries encomendadas pela RTP1 é embaraçosamente modesto comparado com qualquer estação pública congénere na Europa.

  • Like 3
Link to post
Share on other sites
há 1 hora, Guida disse:

não se faça de parvo. percebeu perfeitamente o que eu quis dizer. referia-me à quantidade alucinante de séries, ao seu número de episódios e a não fazerem nada mais comercial.

Bom, então lamento que aches séries com 6, 8 ou 10 um número de episódios elevado. Quanto ao não serem comerciais acho que terás de rever a tua análise com produtos que provavelmente desconheces dada a análise simplista em que dizes “mais do mesmo” sem que o seja. Já agora na RTP há séries com 3, 6, 8, 9 e 10 episódios por isso nesse ponto penso que estás errada na análise. Na quantidade alucinante de séries saberás também que estamos a falar de produções que vão ocupar várias faixas de programação e que além do mais se dividem em conteúdos que vão chegar ao ecrã entre 2021, 2022 e 2023. Por isso penso que há um erro na análise, até mesmo no que diz respeito a números se fores contar há menos de 20 séries em produção para um equivalente a pelo menos 32 meses. 
 

Colocando isso de parte, o que não consideras comercial em Sul? Ou Auga Seca? Apenas para dar dois exemplos.

Edited by Ricardo
  • Like 1
  • Shock 1
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...