Jump to content

Cabocla [Globo Portugal]


Recommended Posts

Cabocla, novela de 2004,é a substituta de Sinha Moça.

Estreia dia 8!

Sinopse: Luís Jerônimo, um advogado rico e mulherengo, vai passar um tempo na fazenda de seu primo para tratar da saúde e lá conhece Zuca. Para viver o amor proibido, eles enfrentam muita resistência por conta das diferenças sociais e do noivado da cabocla.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
há 11 horas, Free Live disse:

Mas isto já não passou? Eu jurava que já vi isto na Globo Portugal.

O que mais gostava da novela era a abertura. A música é muito fofa. A novela não vi.

 

Vais gostar. ''Cabocla'' ao lado de ''Chocolate com Pimenta'', ''Alma Gêmea'' e O Cravo e a Rosa'' é uma das melhores novelas das seis da década de 2000. Tem uma critica social muito bem elaborada de Benedito Ruy Barbosa. 

Link to post
Share on other sites
há 6 horas, Diogo O. disse:

Isto deu no ano passado ou há dois anos na Globo PT. Tenho a certeza de já ter visto isso.

 

há 5 horas, Free Live disse:

Eu também!!

Eu acho que vocês estão enganados meninos. :p Estive a pesquisar e não encontrei nada sobre a exibição de "Cabocla" no canal. Estive a ver as grelhas do ano passado e não deu. Podem estar a confundir com a votação que houve em 2016 entre "Cabocla" e "Chocolate com Pimenta" para ocupar a faixa das 19H, em que a vencedora foi a segunda.

O @miguelalex23costuma estar a par das novelas da Globo PT, pode ser que se lembre melhor do que eu. :)

Uma novela ótima e provavelmente inédita no canal, despejada num horário fraco desses. :dry: Eu juro que não percebo os critérios das escolhas deste canal. Esta novela tinha ficado ótima como a substituta de "Alma Gémea" ou "Como Uma Onda", "Aquele Beijo" ficava muito melhor no horário das 13H. Porque já não é a 1.º novela de qualidade que eles gastam nesse horário. 

Eu gostei bastante da novela e foi um grande sucesso no final de noite na SIC. Não percebo porque nunca foi repetida na SIC. :( E foi o primeiro papel da Vanessa Giácomo. <3

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
há 9 horas, Diogo O. disse:

Isto deu no ano passado ou há dois anos na Globo PT. Tenho a certeza de já ter visto isso.

Se viste, não foi na Globo Portugal.

há 3 horas, Poderoso TV! disse:

Podem estar a confundir com a votação que houve em 2016 entre "Cabocla" e "Chocolate com Pimenta" para ocupar a faixa das 19H, em que a vencedora foi a segunda.

Exacto.

  • Like 1
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites

Eu vou referir o Efeito Mandela para dizer que na minha realidade alternativa e do @Diogo O., a novela já repetiu no canal.

Também vi as promos de Alma e Coração com aquele logo horrível a passar na TV, sim. :cryhappy:

  • Thanks 1
  • LOL 1
Link to post
Share on other sites
há 2 horas, Maciel disse:

Um desperdício nessa faixa. A novela foi um sucesso em Portugal, tanto que deu simultaneamente em 2 faixas (23h e 17h30).

Tem sido o habitual. Gastam novelas super fortes nestes horários e nos mais importantes andam com escolhas duvidosas. 

A novela foi um grande sucesso. Liderava destacada nos dois horários e na época muita gente comentava. A música sertaneja "nosso amor é ouro" foi grande hit na altura. Não percebo porque não a repetiram.

As novelas das 18H sempre resultaram bem na SIC, especialmente às 23H.

  • Sad 1
Link to post
Share on other sites
há 16 horas, Free Live disse:

Eu vou referir o Efeito Mandela para dizer que na minha realidade alternativa e do @Diogo O., a novela já repetiu no canal.

Também vi as promos de Alma e Coração com aquele logo horrível a passar na TV, sim. :cryhappy:

Epá, eu também estou com essa ideia...

  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
  • 4 weeks later...

Que maravilha. Vês a novela e parece que estas a comer um docinho.. 

Tudo perfeito. Texto, direçao, cenografia, figurinos, sonoplastia, fotografia e, principalmente, que elenco.

Ricardo Waddington é o melhor diretor geral/ nucleo da Globo desde os anos 90.  Conseguir dar o mesmo "ar"  a novelas de Manoel Carlos e Benedito R. barbosa  é ser um grande diretor. Um diretor deve deixar a obra falar e é o q ele faz. Se Luiz Fernado Carvalho e Jaime Monjardim ( que dirigiram novelas de Benedito) acabam por dar um cunho muito pessoal as suas obras, prevalecendo sobre o texto, Waddington deixa os atores fluirem sobre o texto, agilizando os contextos.  

Cabocla é disso um exemplo. O elenco é otimamente bem escolhido e isso dá logo meio caminho andado. Depois, um texto simples nas mãos de talentosos atores, só precisam de um bom cenário e externas lindas e tudo flui.

Volto a dizer. Que elenco. É neste tipo de texto, aparentemente "simplório", que se vê quem é bom ator.

Toni Ramos é um ator enorme. Vê-lo aqui é delicioso. Até em cenas triviais.  A contra cena com Patricia Pilar é genial. Cumplicidade, Talento. Graça. Se Tony tem um grande personagem na mão, Patricia nem tanto, mas o tamanho da atriz faz o personagem gigante. Regiane Alves tambem não compromete. A sua Belinha, que quem lê a descriçao do personagem não dá grande coisa por ela, assim que a atriz entra em cena, arrebata o coraçao de quem vê e o romance com o seu Neco ( so também otimo Dalton Melo) agarra de imediato o espetador. Tanto ou mais que o casal pricipal. E não era fácil, vindo ela de personagens super insuportáveis e muito marcantes nas novelas do Maneco.

Outros grandes destques são Jussara Freire e Otávio Augusto, super engraçados tambem. Mauro Mendoça no "vilão" com rasgos cómicos também está no ponto, ao lado de Dalton e Carolina Kasting, que consegue estar ótima na doce e ponderada professora. Vera Hortz, sempre otima em todos os tipos que faz. Sabastião Vasconcelos, Jonh Herbert, Oscar Magrini, Reginaldo Faria, etc, etc. Até os dois canastroes do Ediberto Leão e Malvino Salvador estão inrepreensiveis, sendo talvez o melhor papel de Malvino.

Daniel Oliveira terá o papel mais desinteressante, mas o ator está bem.

Mas o destaque tem que ir todo para vanessa giácomo. Que talento enorme em tão pouca experiencia. Incrivel. Desde a primeira cena. Simplicidade, doçura, meiguice mas com força, convicções fortes, coraçao cheio de amor para dar e sonhos para viver. Poucas atrizes conseguiram passar com o olhar o que ela conseguia, não tendo recursos dramaticos trabalhados ainda. 

E a banda sonora TOP, que embrulha este bombom e faz com que ao fim de dois capitulos ja se ande a cantarolar as musicas. :) 

  • Like 2
  • Love 1
Link to post
Share on other sites
On 19/02/2021 at 22:09, FLP disse:

Que maravilha. Vês a novela e parece que estas a comer um docinho.. 

Tudo perfeito. Texto, direçao, cenografia, figurinos, sonoplastia, fotografia e, principalmente, que elenco.

Ricardo Waddington é o melhor diretor geral/ nucleo da Globo desde os anos 90.  Conseguir dar o mesmo "ar"  a novelas de Manoel Carlos e Benedito R. barbosa  é ser um grande diretor. Um diretor deve deixar a obra falar e é o q ele faz. Se Luiz Fernado Carvalho e Jaime Monjardim ( que dirigiram novelas de Benedito) acabam por dar um cunho muito pessoal as suas obras, prevalecendo sobre o texto, Waddington deixa os atores fluirem sobre o texto, agilizando os contextos.  

Cabocla é disso um exemplo. O elenco é otimamente bem escolhido e isso dá logo meio caminho andado. Depois, um texto simples nas mãos de talentosos atores, só precisam de um bom cenário e externas lindas e tudo flui.

Volto a dizer. Que elenco. É neste tipo de texto, aparentemente "simplório", que se vê quem é bom ator.

Toni Ramos é um ator enorme. Vê-lo aqui é delicioso. Até em cenas triviais.  A contra cena com Patricia Pilar é genial. Cumplicidade, Talento. Graça. Se Tony tem um grande personagem na mão, Patricia nem tanto, mas o tamanho da atriz faz o personagem gigante. Regiane Alves tambem não compromete. A sua Belinha, que quem lê a descriçao do personagem não dá grande coisa por ela, assim que a atriz entra em cena, arrebata o coraçao de quem vê e o romance com o seu Neco ( so também otimo Dalton Melo) agarra de imediato o espetador. Tanto ou mais que o casal pricipal. E não era fácil, vindo ela de personagens super insuportáveis e muito marcantes nas novelas do Maneco.

Outros grandes destques são Jussara Freire e Otávio Augusto, super engraçados tambem. Mauro Mendoça no "vilão" com rasgos cómicos também está no ponto, ao lado de Dalton e Carolina Kasting, que consegue estar ótima na doce e ponderada professora. Vera Hortz, sempre otima em todos os tipos que faz. Sabastião Vasconcelos, Jonh Herbert, Oscar Magrini, Reginaldo Faria, etc, etc. Até os dois canastroes do Ediberto Leão e Malvino Salvador estão inrepreensiveis, sendo talvez o melhor papel de Malvino.

Daniel Oliveira terá o papel mais desinteressante, mas o ator está bem.

Mas o destaque tem que ir todo para vanessa giácomo. Que talento enorme em tão pouca experiencia. Incrivel. Desde a primeira cena. Simplicidade, doçura, meiguice mas com força, convicções fortes, coraçao cheio de amor para dar e sonhos para viver. Poucas atrizes conseguiram passar com o olhar o que ela conseguia, não tendo recursos dramaticos trabalhados ainda. 

E a banda sonora TOP, que embrulha este bombom e faz com que ao fim de dois capitulos ja se ande a cantarolar as musicas. :) 

Achei o Daniel de Oliveira ótimo, acho que o Luiz é bem interpretado, claro, a Zuca (Vanessa Giácomo) o ofusca. Benedito disse que prefere a Zuca do remake do que a de Glória Pires de 1978. Por isso que ele preferia que Vanessa foi a Juma de "Pantanal" apesar que Zuca e Juma (não assisti Pantanal) são bem parecidas ao meu ver, são personagens que gostam da terra, natureza, são arredias, não se curvam a ninguém. Sobre a banda sonora é linda, as minhas preferidas é "Madrigal" música do genérico e "Céu de Santo Amaro" tema de Luiz Jerônimo e Zuca.

Link to post
Share on other sites
×
×
  • Create New...