Jump to content

Qual foi o programa da década?


Qual foi o programa da década?  

67 members have voted

  1. 1. Qual foi o programa da década?

    • Apanha se Puderes
      2
    • A Tua Cara Não Me é Estranha
      6
    • A Única Mulher
      2
    • Belmonte
      2
    • Dança com as Estrelas
      0
    • Espírito Indomável
      1
    • MasterChef
      1
    • O Beijo do Escorpião
      1
    • Ouro Verde
      1
    • Perdidos na Tribo
      3
    • Pesadelo na Cozinha
      4
    • Secret Story: A Casa dos Segredos
      42
    • Somos Portugal
      2
    • Outro
      0


Recommended Posts

Desde 2010 até 2019, qual foi o programa da TVI que deixou mais impacto? Esta pergunta engloba todos os sentidos: audiências, qualidade, impacto cultural, etc..

(Programas estreados antes de 2010, ex. Você na TV, não contam.)

Edited by Johnman
  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Eu diria A Única Mulher, porque por muito que se tenha perdido lá para o fim.

Foi na minha opinião o maior sucesso da década na ficção da TVI.

Até contra Mar Salgado, fazia resultados que já eram ótimos.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Para mim também é o Secret Story. Colocou o género reality-show novamente no panorama da televisão nacional e revolucionou completamente os Domingos do canal, com edições de tudo e mais alguma coisa.

O ATCNMEE vem num segundo plano. Mais um tremendo sucesso, esgotado e espremido até ao tutano.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Sem dúvida que é a Casa dos Segredos.

Foi o único programa que se prolongou durante toda a década, com grande sucesso e impacto junto dos portugueses. Houveram muitas edições, e a própria TVI acabou por sabotar a sua "galinha dos ovos d'Ouro", mas, na minha opinião, os 17% de rating na primeira gala e 15% na última do 'Secret Story 7', 8 ANOS APÓS A ESTREIA, vão marcar o poder do formato para sempre. 

 

 

 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Também acho que foi o SS. 

Apesar das críticas ao programa, o desinvestimento visível a partir da 6ª edição, foi sempre um programa que manteve-se sólido e um grande sucesso ao longo do anos. Se um dia voltar, após esta pausa, ainda acredito que dê luta à concorrência.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

É o Secret Story, sem qualquer duvida.

O impacto que teve na sociedade portuguesa no seu auge, na altura do SS3, foi impressionante . Basicamente toda a gente falava do programa.

E também é impressionante a pujança que foi conseguindo manter ao longo dos anos, exceção feito ao SS6.

Link to post
Share on other sites

Também acho que o SS foi o programa que marcou a TVI nesta última década, embora eu pessoalmente tenha gostado mais de outros programas como o PnT e as três primeiras edições do Dança apresentadas pela Xtina :giveheart:

Link to post
Share on other sites
  • 7 months later...

Foi o SS sem dúvida nenhuma. Aquelas primeiras três edições, ainda antes dos desafios finais e afins, foram épicas e bombavam nas audiências. Foi pena o tratamento que a TVI depois deu ao programa.

Edited by D91
Link to post
Share on other sites

Da mesma forma como a TVI conseguiu recuperar e dar uma nova roupagem ao BB com o Cláudio (pena que tenham voltado a estragar tudo com a Teresa, mas enfim), espero que em 2021 tentem recuperar o SS, renovado e com a Maria Botelho Moniz como apresentadora principal.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

O SS em termos de entretenimento, é um programa histórico.

Em ficção, talvez AUM, foi um sucesso enorme, mesmo com 50 temporadas e 5000 capítulos. Foi um produto muito especial.

EDIT: já tinha comentado e não tinha reparado. Mas fica o acrescento de AUM.

Edited by EFernando
Link to post
Share on other sites

Há vários programas que marcaram a década da TVI. Na minha perspetiva, são de notar os seguintes:

- Secret Story: Marcou imenso pelo regresso dos reality-shows à televisão portuguesa, numa altura em que já não se falava muito deles (ou nada, praticamente). Não só fez o regresso do tipo de programa (um regresso mediático), mas também fez regressar a Teresa Guilherme aos programas onde brilha, nome que também já estava esquecido pelos portugueses. O fim-de-ano da TVI teve outro brilho nas finais das edições (e, por outro lado, uma "razão" para fazer um fim-de-ano como se uma festa tratasse). "Isso agora não interessa nada" é uma quote que ficou lembrada entre nós.
- Apanha Se Puderes: Um horário, que estava reinado pela RTP1 e pelo Fernando Mendes. O mesmo viu a sua liderança ser roubada por um formato similar, no entanto mais dinâmico. Ainda me lembro bem o quanto o "Está certaaaaa!" ficou gravado nos primeiros meses nos espectadores. Após a tentativa, não totalmente flopada, de trazer um programa de cultura geral para o horário antes dos jornais, eis que o AsP vem mostrar que é possível um programa deste género ser líder e dar um grande boost ao resultado diário de um canal.
- ATCNMÉE: Certamente que todos nos lembramos do mítico "O seu programa de domingo à noite!" a começar cada gala deste programa. As suas primeiras edições foram um arraso de audiências, e de produção. Toda a gente falava do programa na segunda-feira (ou, pelo menos, na minha escola :haha:). O programa não só deu uma alavanca ainda maior na liderança da TVI, mas também para artistas que já estavam esquecidos em Portugal (Luciana Abreu, FF). O seu desgaste é um ponto negativo, mas irá ter sempre a tua marca na história da TVI.
- A Única Mulher: A salvação da ficção da TVI. As novelas/audiências pediam um produto mais forte e memorável, para combater a força bruta, e abrupta, da ficção SIC. Veio AUM, com o seu icónico genérico cantado pelo Anselmo Ralph (32 milhões de views no Youtube com a música!), e foi uma aposta certeira. Tal como os três produtos anteriores, a novela foi esticada ao tutano, mas teve o seu lugar bem cimentado. 
(De relembrar na ficção: Ouro Verde com os primeiros episódios com ótimas audiências, O Beijo do Escorpião como pioneira e escada da AUM para a liderança.)
- Pesadelo na Cozinha: O formato inovador de culinária (termo contestado) que também colocou a TVI nas bocas do povo, bem como do Chef, no início um bocado desconhecido, o Stanisic. O aumento de audiências programa após programa foi de um crescimento louco, bem como toda a investigação pós-programa, para ver se os restaurantes realmente tinham mantido as mudanças. 
- Somos Portugal: É pimba, é 760, é cringe. É, também, um programa já com 10 anos, que deu asas para a criação de cópias pela concorrência, e que já foi um grande líder das tardes de domingo. Embora os mais jovens não gostem do conteúdo do programa, os mais adultos, e principalmente os idosos, deliram com este produto televisivo. E, para além de agradar esses grupos, também agradam os habitantes por onde o SP passa. Afinal é um gigante motor de publicidade a negócios locais, e um produtor turístico nacional aos locais por onde passa. Embora não totalmente inovador, é um programa que fez regressar a visita das televisões aos recantos portugueses.

---

Pronto, senti-me motivado a fazer esta dissertação. :haha: 

  • Like 4
Link to post
Share on other sites
há 7 horas, Bloody disse:

Há vários programas que marcaram a década da TVI. Na minha perspetiva, são de notar os seguintes:

- Secret Story: Marcou imenso pelo regresso dos reality-shows à televisão portuguesa, numa altura em que já não se falava muito deles (ou nada, praticamente). Não só fez o regresso do tipo de programa (um regresso mediático), mas também fez regressar a Teresa Guilherme aos programas onde brilha, nome que também já estava esquecido pelos portugueses. O fim-de-ano da TVI teve outro brilho nas finais das edições (e, por outro lado, uma "razão" para fazer um fim-de-ano como se uma festa tratasse). "Isso agora não interessa nada" é uma quote que ficou lembrada entre nós.
- Apanha Se Puderes: Um horário, que estava reinado pela RTP1 e pelo Fernando Mendes. O mesmo viu a sua liderança ser roubada por um formato similar, no entanto mais dinâmico. Ainda me lembro bem o quanto o "Está certaaaaa!" ficou gravado nos primeiros meses nos espectadores. Após a tentativa, não totalmente flopada, de trazer um programa de cultura geral para o horário antes dos jornais, eis que o AsP vem mostrar que é possível um programa deste género ser líder e dar um grande boost ao resultado diário de um canal.
- ATCNMÉE: Certamente que todos nos lembramos do mítico "O seu programa de domingo à noite!" a começar cada gala deste programa. As suas primeiras edições foram um arraso de audiências, e de produção. Toda a gente falava do programa na segunda-feira (ou, pelo menos, na minha escola :haha:). O programa não só deu uma alavanca ainda maior na liderança da TVI, mas também para artistas que já estavam esquecidos em Portugal (Luciana Abreu, FF). O seu desgaste é um ponto negativo, mas irá ter sempre a tua marca na história da TVI.
- A Única Mulher: A salvação da ficção da TVI. As novelas/audiências pediam um produto mais forte e memorável, para combater a força bruta, e abrupta, da ficção SIC. Veio AUM, com o seu icónico genérico cantado pelo Anselmo Ralph (32 milhões de views no Youtube com a música!), e foi uma aposta certeira. Tal como os três produtos anteriores, a novela foi esticada ao tutano, mas teve o seu lugar bem cimentado. 
(De relembrar na ficção: Ouro Verde com os primeiros episódios com ótimas audiências, O Beijo do Escorpião como pioneira e escada da AUM para a liderança.)
- Pesadelo na Cozinha: O formato inovador de culinária (termo contestado) que também colocou a TVI nas bocas do povo, bem como do Chef, no início um bocado desconhecido, o Stanisic. O aumento de audiências programa após programa foi de um crescimento louco, bem como toda a investigação pós-programa, para ver se os restaurantes realmente tinham mantido as mudanças. 
- Somos Portugal: É pimba, é 760, é cringe. É, também, um programa já com 10 anos, que deu asas para a criação de cópias pela concorrência, e que já foi um grande líder das tardes de domingo. Embora os mais jovens não gostem do conteúdo do programa, os mais adultos, e principalmente os idosos, deliram com este produto televisivo. E, para além de agradar esses grupos, também agradam os habitantes por onde o SP passa. Afinal é um gigante motor de publicidade a negócios locais, e um produtor turístico nacional aos locais por onde passa. Embora não totalmente inovador, é um programa que fez regressar a visita das televisões aos recantos portugueses.

---

Pronto, senti-me motivado a fazer esta dissertação. :haha: 

Eu acrescentava também o Você na TV aos programas da década, que durante anos e anos a fio foi um fenómeno de audiências e foi onde nasceu a melhor dupla de sempre da televisão portuguesa.

EDIT: Esquece, não tinha visto que eram só programas a partir de 2010. :haha:

Edited by Figo
  • Like 1
Link to post
Share on other sites
On 10/15/2020 at 12:13 AM, Figo said:

espero que em 2021 tentem recuperar o SS, renovado e com a Maria Botelho Moniz como apresentadora principal.

Concordo com a parte da Moniz mas se eu fosse a TVI deixava o SS descansar mais um pouco. Só voltava para ai em 2023. Por 2 razões:

Razão 1: Se a TVI continuar a não liderar em 2023 podem sempre fazer o Secret Story voltar em grande como tentaram fazer com o Big Brother 2020.

Razão 2: Se a TVI for lider em 2023 o Secret Story pode brilhar mais do que no próximo ano e assim quem fica a ganhar é o programa em si e a Maria Botelho Moniz que acaba por dar jeito à TVI na mesma.

Porquê 2023 e não 2021? Primeiro porque acho que as pessoas ainda não têm aquelas saudades loucas do Secret Story e depois acho que esta guerra aberta entre a TVI e a SIC não vai terminar tão cedo.

Link to post
Share on other sites
×
×
  • Create New...