Jump to content

Alice

Membros
  • Content Count

    32
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

145 Repórter de vacas bravas na CMTV

3 Followers

About Alice

  • Rank
    Vou ser o próximo Bruno Santos

Recent Profile Visitors

1,170 profile views
  1. Alice

    Cantinho do Off-Topic

    Eu quero enviar um grande beijinho a todos vocês amiguinhos que me recebem com amor e me enviam mensagens e bonequinhos de afecto e aceitação. O meu netinho Rafi que me ajuda sempre a encontrar os sítios para escrever também vos manda carinhos e vos agradece porque ele fica muito feliz de ver a sua querida "vóvi" a sorrir. Obrigada por me ouvirem porque é muito triste viver só e não ter com quem partilhar um pensamento. Muitos corações e carinhas amarelas a todos. Estou muito emocionada, tenho nevoeiro nos óculos, diz o meu netinho.
  2. Alice

    Love On Top

    Tenho gostado muito de estar com a Martinha no Extra, mas também sinto muito a falta da minha querida Belinha porque ela é levada da breca e eu rio muito. Adoro quando é quarta-feira e vai lá a Leninha do Secret Stoiry porque ela é muito fresca e diz muitas verdades que eu também penso e leva sempre vestidos muito bonitos mas recatados como os de chita que eu cosia à máquina lá em Lourenço Marques. E ontem ela ensinou a todos nós e à Martinha uma coisa nova: um homem como o Itleo chama-se um bói de magia. Pois está explicado porque as meninas andam todas atrás dele, deve ser como a flauta que encanta as serpentes. Estou ansiosa pela gala de amanhã. Já só falta um dia.
  3. Alice

    Love On Top

    Eu concordo com o senhor doutor Quintinho Aires e espero que saia o Itleo porque ele tem cá fora a Duda à espera na barriguinha da mãe e ele devia estar a preservá-la em vez de andar a fazer vigarices com as meninas todas. Ele que me venha com falinhas mansas que eu digo-lhe das boas e das bonitas. E espero que esta semana volte a haver gala porque na semana passada fui bem enganada, por causa das selvajarias aos bichinhos.
  4. É muito bom jantar ao som da minha canção favorita do meu querido Marco Paulo, a seguir à da Nossa Senhora. Ele, que tantos corações arrebatou com seus caracóis fartos e seu porte vigoroso, é um exemplo a seguir no quesito das intimidades, demonstrando a todos a arte de se ser ardente e possante, sem cair na ordinarice. Marco possui-nos com suas palavras lascivas, enquanto nos trata por "você", demonstrando todo o respeito e cortesia de um cavalheiro na hora do delírio.
  5. Alice

    A Capella

    No passado sábado, fiquei a conhecer este maravilhoso programa graças à minha querida amiga Mirinha, a quem agradeço desde já de todo o peito, apesar de no dia anterior quase me ter vazado um olho no baile dos pauzinhos, por motivos de catarata. Estávamos nós de molho na praia porque o doutor diz que faz bem às dobras e diz a Mirinha: "ai, hoje vai dar A Capella" e eu: "ó Mirinha, mas nem estamos no mês de Nossa Senhora" e ela: "ai, mas isto não é de Jesus, é diferente porque tem dois "éles" e é cantar música sem música, só com a boca" e eu que sou uma mulher da vida e muito aberta a tudo o que me vem, resolvi deitar um olho porque o outro ainda estava inchado por causa da paulada da Mirinha. Ora, o que se passou é que adorei e voltaria a ver, porque eu só me arrependo daquilo que não vi. Gostei muito do senhor apresentador que, para além de ser muito bonito e de ler muito bem as apresentações, me fez lembrar a minha gata Rebeca quando vê bicho e fica toda eriçada. O meu querido Júlio Isidro, é sempre um deleite revê-lo e ouvir os seus comentários extremamente enriquecedores sobre os concorrentes, tais como a data em que as canções que interpretaram foram escritas e outras curiosidades interessantes, que em muito contribuem para a evolução dos mesmos. E que bom estar na companhia da minha adorada Simone de Oliveira, mulher de pulso forte e sem artrose, pela eficácia comprovada do Calcitrim, que apesar de nunca ter a certeza se os grupos desafinaram ou não (talvez também já se justificasse um patrocínio da MiniSom), acha sempre que estão todos muito bonitos, e isso é de muito valor. E a querida Paula Oliveira, que sempre estimei desde a Operação do Triunfo, mas que me magoou muito, porque me fez descobrir que toda a minha vida bati palmas de forma errada, uma vez que uma palma para ser palma, tem de ser batida apenas no segundo tempo. Doeu, mas jamais esquecerei e a minha vida nunca mais será a mesma. Obrigada RTP, nunca é tarde para aprender, e citando a Paulinha, acho que este programa "tem muitas pernas para andar."
  6. Eu queria poder elucidar-te desde já quanto a essa questão, mas a verdade é que ainda não consegui chegar aos entretantos da narrativa, estando ainda nos capítulos introdutórios, que não passam de acepipes para a integralidade desta que se afigura ser uma obra de truz. O motivo prende-se com o facto de desde piquena só conseguir ler ficção no trono e na minha idade não posso reinar por muito tempo, senão as hemorróidas ficam assanhadas e depois é um grande sarilho, sobretudo em tempo de praia: pomada e areia nunca se deram bem e o atrito assa como a potassa.
  7. Alice

    Love On Top

    Eu não sei porque estás a tentar fazer buli comigo, porque eu não te fiz mal nenhum, nem desrespeitei nenhum membro, nem infringi nenhuma regra deste fórum. Eu apenas dou a minha opinião sobre os programas que vejo ou vi, que podem não se coadunar com as tuas crenças, mas que merecem respeito, como qualquer ser humano. Mas se o Governo decidir por bem impedir a minha participação nesta praça pública televisiva, eu acatarei essa decisão de cabeça erguida. Como diz muitas vezes o senhor Goucha, citando esse dito poético tão imperioso, "as árvores morrem de pé" e eu já não me vergo há muitos anos, literal e metaforicamente falando. Peço desculpa a todos por estar a falar de outras coisas no site deste programa de que gosto muito, mas senti-me magoada.
  8. Ando a ler A Rebolona, da Alba de Céspedes, um livro que trouxe de Moçambique, custou 90 escudos naquela altura. Bons tempos, em que o dinheiro valia mesmo dinheiro e com 90 paus se fazia uma canoa. A mulher fatal da obra chama-se Ivana, pelo menos nesta versão portuguesa, e aqui neste fórum costumam chamar "Ivona" à querida Iva Domingues, então agora sempre que surge a Rebolona nas páginas do livro, imagino muito a menina Iva. É uma sensação estranha, mas estimulante.
  9. Alice

    Belmonte ®

    Eu gostava muito desta novela, da canção de começar e do grupo dos manos, sobretudo do Pardalito, até dei esse nome a um gatinho de rua que eu costumava alimentar mas que depois uma senhora que trabalha na padaria levou. Mas este folhetim induziu-me em erro porque as personagens chamavam "tam" ou "tame" ao tablete, não sei bem porquê, e eu pensava que era assim que se dizia e depois passei muita vergonha com as minhas amigas quando lhes disse que tinha o Meu Tom Falante no meu "tam" e elas quase se engasgaram com o pingo de tanto pagode que foi. Nunca percebi porque é que esta novela aldrabou de tal forma os telespectadores, fiquei muito magoada e deixei de ver.
  10. Alice

    Love On Top

    Eu vejo este programa todas as noites, menos aos sábados, porque não dá. Gosto muito quando vão comentadores falar com a Martinha ou com a Belinha porque torna a noite mais divertida. O que me chateia é que quando os concorrentes estão no quarto do amor, o meu televisor costuma falhar e ficar com uma cor esverdeada e escura e não dá para ver bem nem nítido. Ao início eu levantava-me da cama para lhe dar umas pancadinhas porque podia ser mau contacto com a caixa da TDT, mas depois percebi que deve ser mesmo má iluminação de dentro da TVI. Mas eu entendo, coitados, eu é que não queria pagar a conta da luz deles.
  11. Alice

    A Tarde é Sua

    Se a senhora dona Dominique da Máquina da Verdade estiver de facto a mentir, ficarei muito magoada com ela, pois fui das poucas pessoas a tentar equilibrar a balança a seu favor e a procurar incutir a todos o benefício da dúvida que devemos proporcionar a todos os seres humanos, independentemente das aparências ou do veredictos tecnológicos, defendendo este princípio com unhas e dentes, com a firmeza que o meu Corega me permite. É muito grave se for mentira e é muito grave se for verdade, não há aqui vencedores, apenas dores.
  12. Alice

    A Herdeira

    Eu gostaria que nesta novela que aborda a classe cigana, passasse este tema que muito diz ao meu peito e às minhas memórias. Como diria o meu querido José Carlos Malato, já fui muito feliz ao som dos acordes vocais do saudoso e talentosíssimo Nino Bravo. É linda e emociona-me muito e seria uma boa canção de amor para um dos casais da trama.
  13. Alice

    Terapia

    E eu esqueci-me de dizer uma coisa sobre essa menina que faz terapia nas quartas-feiras, é que ela tem os olhos iguais aos da artista Benedita Pereira. Mas esta história está mesmo mal contada porque se uma piquena dissesse a um professor ou psicólogo que tinha fisicalidades com um homem feito e pai de família, seria um caso a denunciar imediatamente. Não cabe na cabeça de ninguém, é a minha opinião e isso basta.
  14. Eu sei sim quem é o Shoi Mendes, mas não sei se é assim que se escreve porque sempre que aos sábados de manhã vou ao Continente com o meu neto Rafi, eles passam sempre as mesmas canções. Primeiro dá sempre uma que é: "às vezes não sei o que digo e digo okai, às vezes não sei o que faço e tu está bem" e depois dá sempre uma estrangeira que é: "na na na na nana, tichis" e o meu netinho canta sempre e ele diz que é de um menino famoso que tem família portuguesa e se chama Shoi Mendes. No Continente devem ter uma cassete sempre a rodar seguida porque ponho a mão na Bíblia que é sempre certinho e direitinho.
  15. Alice

    Terapia

    Eu ainda não estou em dia nesta maravilhosa série, porque tenho hidroginástica, mas quando a menina da terapia das quartas-feiras confessou ao Virgílio que tinha estado fisicamente com o treinador adulto, não seria dever dele denunciá-lo imediatamente? É um crime!
×
×
  • Create New...