Jump to content

TekClub

Membros
  • Content Count

    2,349
  • Joined

  • Last visited

Posts posted by TekClub

  1. Audiências TV: SIC segue na liderança com TVI a encurtar distância

    clipboard01-3.jpg

    Na semana 48, o consumo televisivo ultrapassou a fasquia das 6 horas por dia, situando-se mais concretamente nas 6h01m. Face à semana anterior verificou-se um aumento superior a 10 minutos, no tempo de visionamento dia. Na equação do share, o cabo cresceu para os 37,3% de quota de audiência. A SIC estabilizou nos 18,7%, enquanto a TVI passou para os 17,2%. A diferença no share entre os dois generalistas privados é agora de apenas 1,5p.p., a menor do ano. Quanto à RTP1, caiu para os 11,5%, afastando-se do share dos Outros (inclui o visionamento em time shift, streaming e vídeo/jogos), que subiu para os 13,2%.

    Na tabela dos canais pagos mais vistos, a semana é marcada por alterações de lugares e pela reentrada do Fox Movies para a oitava posição, com uma audiência média de 26,9 mil telespectadores. As mudanças foram a subida do TVI Realty ao sexto lugar, e a descida da TVI 24 à posição seguinte, enquanto Fox Life e Disney Channel protagonizaram a outra troca. É de referir que o Disney esta semana é o único canal infantil a marcar presença no top. No pódio, a CMTV reforça a posição de líder, com o aumento de audiência para 94,1 mil telespectadores/diários.

    clipboard02-1.jpg

    No ranking da programação apenas o jogo da Champions transmitido pela TVI, Marselha x FC Porto no segundo lugar, com 17% de audiência média, contrariou o domínio absoluto da SIC, que colocou na tabela quatro entre os cinco programas mais vistos entre 23 e 29 de Novembro. Com 19,7% o que reuniu mais audiência foi o jogo da Liga Europa/Rangers x Benfica.

    Com 258,6 mil telespectadores, o filme Hollywood 10.000 AC revelou-se o programa mais visto da oferta dos Pay TV, quebrando também o domínio da CMTV: quatro dos cinco programas mais vistos da semana foram conteúdos do canal da Cofina.

    Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/11/audiencias-tv-sic-segue-na-lideranca-tvi-encurtar-distancia/

     

  2.  

    Meo reforça oferta infanto-juvenil com dois canais temporários da Disney

    pjimage.jpg

    Disney Junior Kids Party e Disney Channel Anima Fest são os dois novos canais com a chancela Disney a reforçar a oferta do Meo. Ocupando as posições 50 e 54 da grelha da operadora de televisão da Altice, os dois canais estarão disponíveis em exclusivo e gratuitamente até ao próximo dia 4 de Janeiro. Cada um deles, descreve a operadora em comunicado, é dirigido a “públicos com diferentes idades, apresentando opções de programação que promovem o envolvimento de toda a família nesta época de Natal”.

    O Disney Junior Kids Party é focado no target infantil, integrando na sua programação séries de animação com a chancela Disney Júnior, como Mickey Mouse e os Superpilotos, A Doutora Brinquedos ou Vampirina. Já o Disney Channel Anima Fest aponta a um público “mais crescido”, no segmento juvenil, com séries do Disney Channel como Phineas e Ferb, Gravity Falls ou PatoAventuras.

    Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/12/meo-reforca-oferta-infanto-juvenil-dois-canais-temporarios-da-disney/

    • Like 1
  3. Eleven assegura direitos de transmissão da Liga dos Campeões até 2024
    spacer.png
    Os direitos de transmissão da Liga dos Campeões no mercado português vão permanecer nas mãos da Eleven por mais três épocas. A renovação do acordo entre o canal desportivo premium e a UEFA prevê a transmissão em directo de todos os encontros da liga milionária até ao final da temporada de 2023/2024, num total de 138 jogos por época, desde a fase de qualificação de grupos até à final, além da UEFA Super Cup, que coloca frente-a-frente os vencedores da Liga dos Campeões e da Liga Europa.

    “A renovação dos direitos da UEFA Champions League até 2024 enche-nos de orgulho e motivação para continuar, sempre, a oferecer mais e melhor a todos os fãs de desporto em Portugal, especialmente aqueles que amam o futebol e vibram com toda a sua emoção e paixão”, afirma Jorge Pavão de Sousa, managing director da Eleven em Portugal, sublinhando que “a Champions League é a melhor e a mais competitiva das competições de futebol do mundo, pelo que manter esta competição no nosso portfólio demonstra não apenas a confiança que a UEFA continua a depositar em nós, mas também a solidez e a proposta de valor que queremos continuar a manter e a entregar a todos os fãs de desporto em Portugal”.

    Através deste acordo, a par dos encontros da Liga dos Campeões, acrescenta a Eleven em comunicado, os assinantes terão também acesso a “centenas de horas dos melhores conteúdos da UEFA como resumos, documentários e magazines e a entrevistas exclusivas dos jogadores e treinadores dos melhores clubes da Europa”.

    Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/20...os-transmissao-da-liga-dos-campeoes-ate-2024/

    • Like 1
  4. Cofina comenta situação da Media Capital

    Oct%C3%A1vio-Ribeiro_Lu%C3%ADs-Santana_P

    “A Cofina, enquanto oferente na oferta pública de aquisição em curso, continua disponível para fazer parte de uma solução de viabilidade e crescimento para o Grupo Média Capital, no respeito pela Lei e pelo Estado de Direito Democrático. A fragilidade da situação actual do Grupo Média Capital e os factores que para ela contribuem encontram-se aprofundadamente descritos na decisão da CMVM e na deliberação da ERC, a quem caberá, eventualmente em conjunto com outros reguladores, e com os tribunais, valorar e extrair as devidas consequências das condutas em causa”. É assim que a Cofina comenta a situação da Media Capital que tem, desde ontem presidida por Mário Ferreira.

    O comentário, enviado por escrito, segue-se à conferência de imprensa de ontem da nova administração da Media Capital, na qual os novos administradores e accionistas do grupo grupo acusaram a ERC de tratamento desigual, de tentativa de pressão e de, com a deliberação da véspera, provocar, “sérios prejuízos à empresa, que desvaloriza as suas acções e acarreta graves consequências aos seus accionistas”, pelo que  que “não deixarão de exigir as devidas responsabilidades”.

    A Cofina foi a outra visada, com Mário Ferreira a salientar que “a Cofina deixou cair o aumento de capital, deixou cair a OPA, disse que não estava interessada em comprar, abandonou o negócio e passadas umas semanas já estava outra vez interessada”, acusando o  grupo de Paulo Fernandes de estar a levar a cabo uma “campanha difamatória” e “ameaças” sobre os accionistas do grupo.
    Recorde-se que a CMVM considerou na última semana que que houve exercício de concertação entre a Pluris Investments (de Mário Ferreira) e a Prisa,  determinando que Mário Ferreira teria o prazo máximo de 5 dias para lançar uma OPA obrigatória sobre 69,78% do capital não detido pela Puris na Media Capital. O prazo termina hoje.

    Ontem, na conferência de imprensa, Mário Ferreira remeteu para hoje a resposta à CMVM, frisando que o que existiu entre a Pluris e a Prisa foi um “alinhamento de ideias” e não concertação.

    Em curso, continua a OPA da Cofina  sobre a Media Capital.

    Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/11/cofina-comenta-situacao-da-media-capital/

  5. Novos canais da RTP na TDT só com "garantia de não desequilíbrio financeiro", recomenda Conselho de Opinião

    A disponibilização de mais dois canais da RTP na televisão digital terrestre (TDT) "só deve ocorrer com garantia do não desequilíbrio financeiro da empresa pública", recomenda o Conselho de Opinião (CO), no seu parecer sobre a matéria.

    spacer.png

    O órgão considera "extremanente positivo" a introdução de novos conteúdos na TDT - RTP África e Canal do Conhecimento -, mas questiona "de onde irão surgir os proveitos para desenvolver estes projetos", lê-se no parecer sobre a proposta de alargamento da oferta de canais na plataforma de televisão gratuita.

    "Segundo dados fornecidos pelo Conselho de Administração, neste momento, a distribuição dos dois serviços de programas através da TDT resulta num esforço financeiro para a empresa de 3,8 milhões de euros, caso haja o reforço da RTP África, principalmente, com os novos conteúdos, o mesmo não será nunca inferior a um milhão de euros", refere.

    Por outro lado, prossegue, "os custos de grelha do novo serviço de programas do Conhecimento deverá atingir os quatro milhões de euros, cabendo provisionalmente o reforço de programação infantil e juvenil nos dois milhões de euros", o que resulta num total de 10,8 milhões de euros".

    "A implementação dos novos serviços de programas só deve ocorrer com a garantia do não desequilíbrio financeiro da empresa pública, num calendário preciso e inserida num novo projeto estratégico, que redefina globalmente os impactos financeiros e de programação que estes novos serviços de programas vão ter nos demais serviços de programas existentes", recomenda o Conselho de Opinião.

    O órgão considera também que "a ampliação da oferta de serviços de programas na televisão digital terrestre deve ser reequacionada e devidamente incorporada no Contrato de Concessão revisto e, consequentemente, nas novas linhas de orientação estratégica e no novo Projeto Estratégico da empresa".

    Recomenda ainda que a RTP África, disponível na TDT, passe a ser designada por RTP Lusófona.

    "Considerando a necessidade da produção de novos conteúdos dirigidos às comunidades imigrantes do espaço lusófono residentes em Portugal, deve assumir a designação de RTP Lusófona, atendendo aos objetivos estratégicos da difusão da língua portuguesa e da divulgação das culturas que se expressam em português, com espaços de publicidade comercial como melhor forma de sustentação dos gastos acrescidos das emissões separadas", considera o Conselho de Opinião.

    Outra das recomendações é que a "difusão da língua portuguesa, enquanto objetivo estratégico do serviço público, deve assumir-se como a garantia de tratamento igualitário de todas as comunidades imigrantes em Portugal e promotora da sua integração, bem como a salvaguarda dos valores democráticos que estão na base do serviço público de Rádio, Televisão e Multimédia".

    O anúncio dos canais RTP África e do Canal do Conhecimento na plataforma TDT foi feita pelo secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, Nuno Artur Silva, no parlamento, a 9 de novembro.

    Fonte:https://mag.sapo.pt/tv/atualidade-tv/artigos/novos-canais-da-rtp-na-tdt-so-com-garantia-de-nao-desequilibrio-financeiro-recomenda-conselho-de-opiniao

     

    • Like 3
  6. Audiências TV: SIC e TVI mais próximas

    clipboard01-2.jpg

    Na semana 47, o consumo televisivo foi de 5h51m, o que face à semana anterior representa uma diminuição de quase 10 minutos. Relativamente à repartição da audiência, o share do Cabo chegou aos 37,1%. A SIC registou 18,7% e a TVI, que ficou apenas a 1,6p.p. de diferença, alcançou um share de 17,1%, sendo de referir que este diferencial é um dos menores de 2020, apenas igualado na semana 39. Já a RTP1 ficou-se por uma quota de 12,2%, mais uma vez abaixo dos 12,9% da quota dos Outros (inclui o visionamento em time shift, streaming e vídeo/jogos).

    No que respeita aos canais pagos mais vistos, a semana é marcada pela troca de posições. SIC Notícias ultrapassa a Globo e volta a ocupar o segundo lugar; Fox ascende ao meio da tabela, afastando a TVI 24 para o sexto lugar; e Disney Channel e Fox Life protagonizam a última troca de posições, o canal infantil sobe ao nono lugar, e o canal de séries cai para a 10ª posição. Na liderança e com uma audiência de 87,8 mil telespectadores diários encontra-se a imbatível CMTV.

    clipboard02.jpg

    Com 16,7% de audiência média, o jogo da Liga das Nações Croácia x Portugal revelou-se o programa mais visto entre 16 e 22 de Novembro. Segue-se o jogo da Taça de Portugal Placard Paredes x Benfica com 14,7%. O programa de Ricardo Araújo Pereira ocupa o terceiro lugar da geral, tendo sido o mais visto de domingo. Na quarta posição encontra-se a edição do Jornal da Noite também de domingo. Terra Nossa/Especial, que reuniu 13,7% de audiência, o melhor resultado desde Outubro, fecha o top da semana.

    Os conteúdos que incluíram a comunicação de António Costa com as novas medidas restritivas foram os que suscitaram maior procura na programação dos Pay TV. A liderança, com 331 mil telespectadores, coube ao Jornal de Síntese das 18h da SIC Notícias.

    Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/11/audiencias-tv-sic-tvi-proximas/

  7. O novo programa de Manuel Luís Goucha já tem nome

    O apresentador vai agarrar um novo desafio no próximo ano, deixando as manhãs para duas caras mais recentes na TVI: Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz.

    O nome não é original, mas faz jus ao apresentador. Manuel Luís Goucha, de 65 anos, que esteve 29 anos na grelha das manhãs da TVI, passa agora para as tardes do canal com um novo programa.

    "Goucha" é assim o nome do novo formato que estreia a 4 de janeiro e substitui "A Tarde É Sua", apresentado por Fátima Lopes, tal como foi anunciado numa conferência de imprensa na tarde desta segunda-feira, 23 de novembro.

    Já a apresentadora, a partir de janeiro passa a estar à frente de um programa semelhante ao "Perdoa-me", que apresentou na SIC há 26 anos, dando assim espaço ao apresentador para um novo desafio.

    "Acho maravilhoso mudar de vida, de registo no próximo ano", admitiu Goucha, na emissão especial "O Futuro da TVI", emitida esta quinta-feira, 19 de novembro, durante a qual foram apresentadas as novidades para 2021.

    Quanto às manhãs, estas passam a estar ocupadas por um programa apresentado por Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz, cujo formato é ainda desconhecido.

    Fonte:https://magg.sapo.pt/televisao/artigos/o-novo-programa-de-manuel-luis-goucha-ja-tem-nome

  8. Disney procura responsável de produção de ficção para Portugal e Espanha

    disney-star-300x158.jpg

    A The Walt Disney Company procura um responsável de produção original de ficção para Portugal e Espanha.

    O profissional, que deverá ter experiência no desenvolvimento e produção de conteúdos de ficção, irá reportar ao vice-presidente de produção original e estará focado nas plataformas Disney+ e Star.

    O serviço Disney+, que chegou a Portugal em Setembro, soma mais de 73 milhões de subscritores a nível mundial, disponibilizando conteúdos da Disney, Pixar, Marvel, Star Wars e National Geographic. A Star é o novo serviço de streaming que a empresa irá lançar a nível internacional em 2021, com conteúdos da ABC, FX, Freeform, Searchlight e 20th Century Studios.

    O responsável pela produção de ficção para a Península Ibérica ficará baseado em Madrid.

    Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/11/disney-procura-responsavel-producao-ficcao-portugal-espanha/

    • Like 2
    • Thanks 1
  9. FPF e Sport TV partilham mais duas competições

    fpf-sporttv-300x200.jpg

    A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a Sport TV acordaram a partilha de conteúdos da Liga Placard de futsal e da Liga Portugal Sabseg (LigaPro). Assim, a Sport TV passa a incluir jogos da Liga Placard de futsal na oferta premium da estação. Já o Canal 11 irá integrar na sua grelha jogos relativos à Liga Portugal Sabseg (LigaPro).

    Fernando Gomes, presidente da Federação, considera que, “com este passo, a Liga Placard e a Liga Sabseg vão ter maior visibilidade, cumprindo-se, assim, um objectivo maior que é missão da FPF: a promoção e divulgação do futebol português”.

    Recorde-se que a FPF e a Sport TV assinaram um memorando de entendimento em Outubro do ano passado, que previa o alargamento da parceria ao nivel de conteúdos.

    Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/11/fpf-sport-tv-partilham-duas-competicoes/

    • Like 1
  10. Comercial tem uma nova rádio digital dedicada à música brasileira

    image002-1.jpg

    A Rádio Brasil, dedicada em exclusivo à música brasileira, vem reforçar a aposta da Comercial nas rádios online, segmento que incluirá agora também a Rádio Portugal e Rádio Slow Down, novas designações assumidas pelas rádios digitais Made in Portugal e Soft. “Num ano em que o consumo de rádio se transferiu directamente do carro e do escritório para as casas e portáteis dos ouvintes, esta aposta no digital era o caminho natural”, justifica Pedro Ribeiro, director da estação do grupo Media Capital Rádios (MCR).

    “A Rádio Comercial está cada vez mais próxima dos ouvintes, nos seus computadores, nos telemóveis, em todo o lado, 24 horas por dia, e com música para todos os gostos e ‘moods’, com estas rádios exclusivas, feitas com o mesmo carinho e exigência que a rádio-mãe”, assegura, em comunicado, o responsável da estação. As rádios digitais da Comercial estão disponíveis quer no site da estação quer através da aplicação para smartphones.

    Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/11/comercial-nova-radio-digital-dedicada-musica-brasileira/

  11. Vodafone oferece Amazon Prime Video entre seis meses e dois anos

    spacer.png

    A Vodafone Portugal vai oferecer a subscrição do serviço Amazon Prime Video aos seus novos clientes dos serviços de televisão e móvel por períodos que variam entre os seis e os 24 meses.

    Os novos clientes do serviço de televisão têm a oferta da mensalidade do Amazon Prime Video entre seis e 24 meses, consoante o pacote de fibra que subscreverem.

    Já no serviço móvel, os clientes que aderirem aos tarifários móveis RED (mais de 3GB) e RED Infinity irão usufruir de uma oferta de 6 meses. Também os novos e actuais clientes Yorn X 10GB terão acesso à subscrição do serviço até junho de 2021.

    No catálogo da Amazon Prime Video encontram-se formatos comoThe Marvelous Mrs. Maisel, Hunters, The Boys, The Man in the High Castle, The Grand Tour, Tom Clancy’s Jack Ryan e Modern Love.

    Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/11/vodafone-oferece-amazon-prime-video-seis-meses-dois-anos/

    • Love 1
  12. TV: Os programas que lideraram audiências, gravações e redes sociais em Outubro

    spacer.png

    Em Outubro, o futebol dominou o top 10 de programas com 7 presenças. Destaque para o jogo da Liga das Nações entre a França e Portugal, transmitida na RTP1 na 11 de Outubro, com 2.288.300 espectadores.

    Na sétima posição ficou o primeiro programa “não futebol”. Trata-se do magazine de Ricardo Araújo Pereira, Isto é Gozar com Quem Trabalha, transmitido na SIC a 11 de Outubro.

    A fechar a tabela ficou o Jornal da Noite da SIC, do dia 25 de Outubro, com 1.330.900 espectadores.

    spacer.png

    Nos programas gravados e visionados no próprio dia, o melhor programa foi Isto é Gozar com Quem Trabalha transmitido na SIC a 11 de Outubro. Nas gravações de 7 dias, a liderança pertenceu a um episódio especial da novela Quer o Destino, transmitido a 15 de Outubro. Esta novela viria a terminar a 26 de Outubro.

    Nas redes sociais, na primeira posição da tabela mantém-se em destaque o reality show Big Brother.

    spacer.png

    Em segundo lugar ficou a telenovela “Quer o Destino” que terminou este mês na TVI, e na terceira posição encontra-se a série “Morangos Com Açúcar”.

    Em quarto lugar, encontra-se o programa exibido ao domingo à noite na RTP, The Voice Portugal.

    Na quinta e sexta posição estão duas telenovelas da TVI, Bem Me Quer, que estreou este mês, e  Amar Demais.

    O programa da SIC O Noivo é que Sabe ocupa o sétimo lugar da tabela.

    Para finalizar este Top 10, encontram-se também os programas Dia de Cristina, Mais Futebol e Casa Feliz.

    spacer.png

    Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/11/tv-os-programas-lideraram-audiencias-gravacoes-redes-sociais-outubro/

    • Sad 1
  13. Na série “Soulmates”, todos procuram uma alma gémea

    SM_101_JA_1017_0166_RTA-1-1600x1068.jpg

    Seis episódios, seis argumentos distintos contam histórias de pessoas comuns que só querem encontrar o seu par perfeito. Pelo caminho, enfrentam vários obstáculos. A série "Soulmates" estreia nesta quarta, 11, no AMC

    E inevitável questionarmo-nos sobre o que faríamos se fosse connosco. As personagens são muito credíveis ou, melhor, podiam ser qualquer um de nós. A série Soulmates, de William Bridges (Stranger Things; vencedor de um Emmy com o episódio USS Callister de Black Mirror) e de Brett Goldstein, fala de encontros e desencontros, de conversas e silêncios, de pares efémeros e casais sólidos, e de rotinas interrompidas por momentos inesperados.

    Fazer um teste (baseado em alguma evidência científica, mas pouco explorada na série) e encontrar a alma gémea. À partida, a premissa parece simples, mas, no que toca aos afetos, às relações e ao amor, tudo se complica. Um mês antes de porem tudo em causa e de fazer o teste, Nikki (Sarah Snook) e Franklin (Kingsley Ben-Adir) vivem a vida de uma família feliz. Casaram-se jovens, têm dois filhos e a rotina segue o seu curso. Vários sinais à volta de Nikki levam-na a questionar-se se a normalidade seria o que a preenche. Será a mudança o melhor?

    SM_106_JA_1207_1251_RTA-1600x1066.jpg

    Cada elenco segue uma dinâmica e uma estética diferente. Da típica família feliz norte-americana saltamos para um caso de uma noite só entre dois estranhos, Mateo (Bill Skarsgård) e Jonah (Nathan Stewart-Jarrett), no México. Os bons momentos juntos, em ambiente de férias e de festas, não primam pelo afeto. Será uma noite suficiente para se desistir de tudo e aceitar que se encontrou a combinação perfeita?

    A busca da felicidade pode revelar o melhor e o pior do ser humano. E no caso de Caitlin (Betsy Brandt) parece não haver limites. Solitária, descuidada, mas atenta aos outros, não se resigna à vida que leva com o namorado a morar na sua casa. Insegura, ansiosa e atormentada, vai fazer o teste que a leva a conhecer Nathan (JJ Feild). As conversas intensas transformam-se em sorrisos rasgados, até um verdadeiro caso de polícia tomar conta da sua fantasia de encontrar a alma gémea. Será a mudança o melhor? Pelo menos, é diferente.

    Soulmates > Estreia 11 nov, qua 22h10 > AMC

    Fonte:https://visao.sapo.pt/visaose7e/tv/2020-11-10-na-serie-soulmates-todos-procuram-uma-alma-gemea/

  14. RTP África e novo canal público dedicado ao conhecimento vão entrar na TDT

    rodrigovianadefreitas-100419-028-300x200

    O governo decidiu seguir a decisão do Parlamento que propõe a inclusão de dois canais públicos na TDT: a RTP África e um novo canal dedicado ao conhecimento.

    Nuno Artur Silva, secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, avançou na audição conjunta das comissões parlamentares de Orçamento e Finanças e de Cultura e Comunicação, que o governo irá seguir “a decisão da Assembleia que propunha que os dois canais disponíveis no primeiro MUX [bolsa de canais] da televisão digital terrestre ficassem no serviço público da RTP”.

    O canal RTP África deverá “contribuir para uma melhor inclusão das comunidades afrodescendentes em Portugal e reforçará também a ligação entre Portugal e os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa”, declarou o governante, citado pela Lusa. Como este canal já existe, os custos da sua inclusão na TDT “serão bastante pequenos e perfeitamente comportáveis dentro do orçamento da RTP para este ano”.

    Já no que respeita ao canal do Conhecimento, “o projecto é que ele seja articulado e desenvolvido com a contribuição das universidades e é um projeto que obviamente carecerá de desenvolvimento”.

    Actualmente, estão disponíveis na TDT a RTP1, RTP2, SIC, TVI, RTP3, RTP Memória e o canal Parlamento (AR TV).

    Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/11/rtp-africa-novo-canal-publico-dedicado-ao-conhecimento-vao-entrar-na-tdt/

    • Like 1
  15. Audiências TV: Consumo atinge dos valores mais altos do ano

    quadro-1-2.jpg

    Novembro começa com o consumo televisivo a atingir um dos valores mais elevados do ano: 5h56m, apenas superado durante o período do estado de emergência total. O tempo médio de visionamento diário cresceu cerca de 10 minutos relativamente à semana anterior.

    No share de audiência, o Cabo subiu para os 37,6%; comportamento seguido pela SIC, que chegou aos 18,7%. Sentido inverso registou a TVI, cujo share desceu para os 16,1%. A RTP1 cresceu para os 12,3% e o Outros (inclui o visionamento em time shift, streaming e vídeo/jogos) para os 13,2%.

    Em semana de eleições nos EUA e de anúncio das novas medidas do estado de emergência os canais informativos obtiveram uma dupla vantagem, quer na subida de posições, quer no incremento de audiência. A SIC Notícias, ultrapassou a Globo, e subiu ao segundo lugar, com uma audiência de 65,9 mil telespectadores diários. Já a TVI 24 que passou a ocupar o quarto lugar, subiu duas posições na tabela, com um desempenho de 45,9 mil telespectadores, retorno superior ao registado pelo Hollywood e pela TVI Reality, que caíram para os lugares seguintes. Fox e Cartoon Network asseguraram as posições anteriores. No fim da tabela, Fox Life passa à frente do Disney Channel, que caiu para a décima posição. No topo a CMTV fortifica a sua posição de líder, ao crescer para os 103,1 mil telespectadores/dia.

    Nos programas mais vistos, o futebol, com equipas nacionais continua no topo das audiências. Com 16,0% de audiência média, o jogo do Benfica foi o líder. Já o encontro do Porto ocupou o 2o lugar, com 15,8%. A edição de quarta-feira do Jornal da Noite fechou o pódio, com 14,0% de audiência. O quarto lugar pertenceu a Nazaré/Segunda Temporada, e o seguinte ao formato principal do programa de Ricardo Araújo Pereira.

    Golos/Benfica x Sp.Braga ocupa a liderança da programação dos Pay TV. Seguem-se outros conteúdos CMTV. Na quarta posição encontra-se a novela Alma Gémea da Globo, e a fechar o Jornal 6 de sábado da CMTV.

    quadro-2-2.jpg

    Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/11/audiencias-tv-consumo-atinge-dos-valores-altos-do-ano/

  16. Media Capital espera fechar o ano com resultados a “tender para o zero”

    media-capital-logo-certo-300x224.png

    “Apesar de o ano 2020 ser marcadamente um ano muito difícil, o Grupo soube ser resiliente e alcançou resultados operacionais e financeiros bastante positivos nestes primeiros 10 meses do ano”. Quem o diz é  Manuel Alves Monteiro, CEO da Media Capital. Em comunicado enviado à imprensa, o responsável do grupo  explica que  “o endividamento financeiro liquido, com uma redução significativa de € 7,3 milhões face a Junho de 2020, o saldo de caixa, que no fecho de Outubro se situou nos € 16,5 milhões, são demonstrativos da forma resiliente como o Grupo atravessou este período de necessidade extrema de controlo de liquidez”.

    Também em comunicado, com  informação financeira resumida, parcial e pode ser sujeito a alterações, correções ou aditamentos, enviado na noite de sexta-feira à CMVM, o grupo dizia ter  atingido rendimentos consolidados de 104,6 milhões de euros até Outubro, menos 22% do que no período homólogo de 2019.  Os gastos operacionais, antes de depreciações e amortizações, recuaram 8% (mesma percentagem, se ajustados de gastos com restruturação), alcançando  111,4 milhões até outubro ( 109 milhões sem gastos com restruturação).  O EBITDA, de  13,4 milhões de euros nos primeiros dez meses de 2019, é agora de  6,8 milhões negativos.

    “Durante os primeiros dez meses do corrente ano, em resultado do efeito conjugado da pandemia e da redução (em termos acumulados) de quota de audiência do principal canal televisivo (TVI – canal generalista) face ao período homólogo, os rendimentos operacionais do Grupo foram negativamente afectados, nomeadamente ao nível da publicidade. Estes impactos tiveram maior incidência nos meses de março a junho, período em que o mercado publicitário relevante do Grupo Media Capital (TV FTA, TV Cabo, Rádio e Digital) recuou de forma agregada 17%, 45%, 44% e 19% face ao período homólogo, respetivamente. Para além do efeito adverso da pandemia no mercado de publicidade, é de relembrar que em 2019 a TVI foi líder de audiências em all day até Fevereiro, mantendo a liderança em prime time até Junho desse ano e que em 2020, no mesmo período, a TVI não foi líder no período sob análise em qualquer desses slots horários”, enquadra o grupo na informação enviada à CMVM.

    “Em relação ao EBITDA ajustado de Gastos com Reestruturação, nos últimos 4 meses, alcançou-se um valor acima dos registados em 2019. (…) O controlo de gastos que o Grupo tem em marcha faz-nos acreditar que tenderemos a fechar 2020 com EBITDA ajustado de Gastos com Reestruturação a tender para o zero”, diz hoje em comunicado o CEO do grupo.

    Manuel Alves Monteiro salienta que “tendência crescente das audiências dos canais de TV do Grupo, reforçada pela nova grelha de programação da rentrée e pela contratação de pessoas chave on e off-screen faz com que o diferencial entre a quota de audiência dos dois principais canais de televisão portuguesa esteja a níveis mínimos de cerca de ano e meio”. O responsável acrescenta que no meio rádio “o Grupo têm vindo a reforçar a sua liderança” e, no digital, “o número de vídeos e páginas vistas aumentaram substancialmente durante os primeiros dez meses do ano, colocando o grupo na liderança nacional no negócio digital”.

    “Através da continuação da melhoria dos contextos externo e interno, o Grupo Media Capital antecipa um reforço do seu posicionamento competitivo no sector e um desagravamento substancial dos comparativos financeiros nos restantes meses de 2020”, prossegue. “O evento da pandemia, não obstante o recente agravamento e as fortes repercussões económicas, afigura-se como temporário”, lembra no comunicado enviado à CMVM.

    “Com a estabilização da nova estrutura accionista” e a “implementação da nova estratégia”,  “existe uma forte expetativa do grupo recuperar níveis históricos de rentabilidade já exibidos em exercícios passados” conclui Manuel Alves Monteiro.

    Recorde-se que a Prisa, que teve um resultado liquido negativo de 209 milhões de euros  nos primeiros nove meses do ano,  concluiu na última semana a venda da sua participação na Media Capital.

    Fonte:https://www.meiosepublicidade.pt/2020/11/media-capital-espera-fechar-ano-resultados-tender-zero/

  17. Eleven confirma compra da MyCujoo, plataforma de 'livestreaming' dos pequeninos

    Fundada em 2014, a empresa dos irmãos Pedro e João Presa junta-se agora à Eleven.

    Ri4DgzXJ1V2z29mC3w1Hu768=

    A Eleven anunciou esta segunda-feira que chegou a acordo para a compra da MyCujoo, empresa de 'livestreaming' fundada por dois empresários portugueses que se dedica à transmissão de jogos de futebol.

    Luís Vicente, CEO da Eleven, explicou em comunicado os planos para a 'MyCujoo'. "Vamos dar às federações, equipas e jogadores uma nova e melhorada casa para mostrarem o seu talento. A MyCujoo provou ser um destino destacado para conteúdos de longo prazo nos últimos cinco anos".

    "Este é um momento marcante na jornada da Eleven. A nossa plataforma fornecerá acesso para todos os despostos, atletas, jogadores, criadores de conteúdo e fãs", salientou ainda Luís Vicente.

    A plataforma, fundada pelos irmãos Pedro e João Presa, tem tido um crescimento exponencial, desde que foi lançada em 2014. No início de 2015 só contavam com três clubes, mas fecharam o ano com 30 emblemas e 90 jogos em direto. Em 2018, a empresa terminou o ano com mais de 75 milhões de utilizadores e 12 mil jogos transmitidos.

    No início de 2019, a tecnológica com sede na Holanda transmitia jogos de seis confederações mundiais de futebol: UEFA (Europa), CAF (África), CONCAF (América do Norte, Central e Caraíbas), CONMEBOL (América do Sul), AFC (Ásia) e OFC (Oceânia), além de se ter expandido para outras modalidades, com um acordo firmado com a Federação Internacional de Hóquei em Campo (FIH) para a transmissão em direto dos seus jogos.

    Em Portugal, mais de 100 clubes já transmitiam também os seus jogos na Mycujoo, como o SC Braga, o CD o Nacional, o GS Carcavelos, o CD Olivais e Moscavide, o FC Alverca, o GD Vilar de Perdizes, o SC Maria da Fonte, entre muitos outros.

    Os irmãos João e Pedro Presa, fundadores da empresa, explicam também que "a MyCujoo foi fundada com uma única missão - fornecer tecnologia acessível, mas poderosa, para a não-elite do futebol poder transmitir ao vivo, mostrar e perceber o valor do seu conteúdo. Essa missão fez com que milhões de fãs em todo o mundo se envolvessem com os seus clubes com uma proximidade jamais vista".

    "Na Eleven, encontramos um parceiro que não apenas partilha o nosso compromisso em celebrar o desporto local e de base, mas também em acelerar o potencial de transmissão inexplorado em vídeo ao vivo para organizações em todo o mundo", acrescentam ainda.

    Fonte:https://desporto.sapo.pt/futebol/artigos/eleven-confirma-compra-da-mycujoo-plataforma-de-livestreaming-dos-pequeninos

    • Like 1
    • Shock 1
  18. MásMóvil confirma que vai entrar na corrida pelo 5G em Portugal

    A espanhola MásMóvil passou a ser a acionista única da Nowo e da Oni. Uma operação que vai permitir “concentrar esforços de investimento”, bem participar no leilão 5G e construir uma nova rede de fibra ótica em Portugal.

    spacer.png

    A MásMóvil está mesmo interessada em participar nos leilões do 5G em Portugal. A confirmação foi feita esta segunda-feira pela empresa no âmbito do anúncio das alterações da estrutura acionista da Nowo e da Oni, que levou a operadora espanhola a tornar-se acionista única.

    "Este movimento permitirá concentrar esforços de investimento tanto no futuro 5G, sendo que a Nowo participará no leilão do espectro anunciado pela Anacom na passada quinta-feira, assim como na construção da nova rede de fibra ótica em Portugal", avança a dona da Nowo e da Oni.

    No que toca à rede de fibra ótica, a empresa detalha que "este projeto já arrancou em Lisboa e no Porto, mercados prioritários para a Másmóvil, que pretende desta forma replicar a receita de sucesso do nosso país vizinho, com fortes investimentos que vão aumentar a competitividade da Nowo permitindo às famílias portuguesas terem novas opções de escolha".

    A confirmação da entrada da Nowo na corrida pela 5G surge na semana seguinte à publicação pela entidade reguladora (Anacom) do regulamento final para o concurso da atribuição das licenças que está previsto arrancar este mês. O caderno de encargos prevê alguns benefícios para novos e entrantes de modo a atrair mais operadoras para o mercado português, entre os quais a reserva de espetro em determinadas faixas bem como a modalidade de roaming nacional, isto é, os novos players vão poder usufruir das redes da Nos, Meo e Vodafone Portugal.

    No entanto, apesar de a Anacom ter mantido estas medidas face proposta inicial apresentada em Fevereiro, os novos players passam a ter obrigações de investimento e de cobertura da rede em território nacional. Alterações que mesmo assim não foram consideradas suficientes e segundo a Nos e a Vodafone continuam a promover a "discriminação", indo, por isso,  recorrer a todos os meios nacionais e internacionais para travar o concurso como anunciaram na semana passada.

    Como a Europa Press tinha noticiado esta segunda-feira de manhã a MásMóvil assumiu o controlo da operadora Nowo, reforçando a sua aposta em Portugal.

    A espanhola MàsMóvil, em conjunto com a GAEA, tinham comprado as operadoras de comunicações Nowo e Oni ao fundo KKR no verão do ano passado. Mas, segundo um comunicado enviado pela empresa" no passado dia 8 de novembro foi celebrado um acordo para a reorganização acionista que implica a troca da participação atual de 50,01% do fundo GAEA na Cabonitel  por uma posição de 100% na Oni.

    Esta aquisição surge após a oferta pública de aquisição (OPA) pela Másmóvil lançada pela Lorca Bidco, veículo de investimento constituído pela KKR, Providence e Cinven que já alcançaram uma participação de 99,32% do seu capital. O regulador espanhol dos mercados suspendeu no passado dia 3 a cotação das ações da Másmóvil em Espanha, e espera-se a sua saída definitiva das bolsas nos próximos dias. 

    Fonte:https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/telecomunicacoes/detalhe/masmovil-confirma-que-vai-entrar-na-corrida-pelo-5g-em-portugal

    • Like 2
    • Shock 1
×
×
  • Create New...