Jump to content

Kandinsky

Membros
  • #Conteúdo

    570
  • Registado Em

  • Última Visita

Reputação

1145 Repórter de vacas bravas na CMTV

Sobre Kandinsky

  • Rank
    A fazer o meu caminho
  • Aniversário 16-08-1993

Quem visitou o meu perfil

767 visitas ao perfil
  1. Kandinsky

    Lua de Sal [brevemente]

    Nada em torno deste projeto parece ter interesse. Portugal tem uma ligação umbilical ao mar, mas porra já chega....
  2. Kandinsky

    Você na TV!

    Goste-se ou não, mas o humor do Serginho não é, nem por sombras, para o público da manhã. Pessoalmente acho alguma piada a algum do conteúdo (um bom sarcasmo é sempre bem vindo), mas a pessoa em si parece ser execrável. Agora, é muita incompetência de quem decide não perceber que está ali absurdamente deslocado. Duvido que alguma velhota sequer atinja a maioria das coisas que ele diz. Quanto à Joana Madeira, e vou ser ordinário, ela só pode distribuir bons fellatios pelos corredores... é a única justificação que encontro para lhe darem tempo de antena. É que nem falar a mulher sabe, quanto mais ter piada. É muita vergonha alheia.
  3. Kandinsky

    Notícias TVI

    O Moniz tem, a meu ver, uma visão ultrapassada do que deve ser a programação televisiva no seu todo. É aquele género de contra programação agressiva que pode eventualmente agradar acionistas (se houver aumento de audiências), mas não beneficia em nada o espectador. Seria andar para trás no tempo! Não digo que enquanto consultor não possa contribuir com boas ideias, mas no seu todo acho que faria mais mal que bem. Eu acho que o Nuno Artur Silva poderia ser uma boa opção. Se ele juntasse um bom projeto qualitativo e diferenciado (como o tentou fazer na RTP), à urgência de obter audiências (pelo facto da TVI ser um canal comercial), e à irreverência e novidade que ele conseguiu com o Q (pelo menos nos primeiros anos), poderia (re)transformar a TVI num canal muito fixe!
  4. Kandinsky

    Notícias TVI

    Não falei exclusivamente de redes sociais, falei de irreverência. Mas do que referi das redes, o exemplo que dei foi justamente o da Cristina!
  5. Kandinsky

    Notícias TVI

    Por mim falo, a TVI deveria trabalhar mais a sua irreverência. Está a ficar um canal flat. E isso passaria por ir buscar nomes à concorrência... A RTP vai tendo os Palmeirins, as Cautelas. A SIC os Manzarras, os Mourões e outros (até a Cristina imprimiu a urgência das redes sociais). Na TVI é só dinossauros tipo Fátima ou Goucha ou aquele pessoas especializado em queijos e fumeiros do Somos Portugal. A Belinha está queimada e a Poeiras demasiado associada ao apagar de fogos. O único nome que atualmente dá edge à TVI é o RAP. E o Ljubo! A Maria C Gomes é uma querida, mas tem a irreverência de uma pluma de ganso. E nem falo dos apresentadores meio abimbalhados tipo Teixeira e Rita Pereira... A TVI deveria estar a ir com tudo para cima de um Palmeirim, de uma Cautela, de uma Botelho Moniz, de um João Paulo Sousa. Poderiam não dar audiências a curto prazo, mas ajudariam a transformar a imagem do canal (e isso vale ouro).
  6. Kandinsky

    Notícias TVI

    Discutir sobre que canal tem a melhor programação é um bocado inglório, já que a mediocridade não varia assim tanto. (Discutir gostos então, é como discutir tamanhos de pilinhas... cada um tem o seu e pronto.) Agora, algumas coisas podem ser discutidas, sim. Por exemplo, que canal parece estar mais aberto ao futuro e a esforçar-se para se colocar na pole position. Que canal está com uma imagem (gráfica e de posicionamento nas redes sociais) muito mais jovem e pujante (epah, merdinhas tão simples como ter um separador com corações, alusivo ao dia dos namorados que se avizinha, como vi há bocado). É que apesar de sempre ter tido uma ligação emocional à TVI (na infância e adolescência, hoje já nem tanto), não tenho pudor nenhum em afirmar que, para ambas as questões, esse canal é a SIC. A TVI teve uma identidade vencedora e fabulosa durante anos. Marcou uma geração. Mas não sei porquê, olho para o canal e vejo-o envelhecer. Precisa de uma reinvenção. E isso passa mesmo por sangue novo banco direção de programas.
  7. Kandinsky

    Substituta de A Teia [brevemente]

    A TVI vai gastar uma fortuna com uma pessoa (vá, talvez uma pequena equipa) quando poderia gastar esse mesmo dinheiro com formação pertinente a alguns profissionais chave da Plural (e/ou intercâmbios/estágios com outras produtoras de audiovisual). Ou pequenos investimentos financeiros a outros níveis. Depois admiram-se que o pessoal que lá trabalha esteja descontente. Mas gostei da dica sobre o vibe “comédia-dramática nova iorquina”. Não me parece que seja o que vai agradar às massas, mas eu gosto da dica... (Dalila em modo Carrie Bradshaw?)
  8. Kandinsky

    Informação SIC

    Só seria minimamente aceitável se terminasse com uma interrogação: “Isto é o Estado a falhar?”. Sim, isto é manipulação da opinião pública. Muito mau, SIC.
  9. Kandinsky

    A Rede

    Não há como não reconhecer que a mulher é brilhante. Digna de uma novela do Vilhena... Conceição Lino rules!
  10. Kandinsky

    A Rede

    Bem, que trabalho inacreditável da Conceição Lino e respectiva equipa! Isto seria a sinopse perfeita para uma mini-série. É que se escrevia a si própria...
  11. Kandinsky

    Informação TVI

    Erro crasso. A função do jornalismo é informar, não induzir juízos de valor! Quando isso acontece temos... sensacionalismo.
  12. Kandinsky

    Informação TVI

    40 minutos de uma reportagem sobre professores abusadores? É preciso ver o conteúdo, mas a premissa (e a tónica “tenham medo, tenham muito medo”) são do mais puro sensacionalismo. “Ficariam tranquilos?”, pergunta a jornalista ao som de música creepy. Isto é tabloidização do jornalismo. Cada vez gosto menos da informação da TVI... Passo. Edit: Pergunta: para que serve a reação “confuso”? Não é mais fácil citar e esclarecer as devidas dúvidas? Ou o “orgulho na confusão” é uma cena aqui?
  13. Kandinsky

    Lua de Sal [brevemente]

    Verdade que não se deve julgar um livro pela capa, mas isto soa tanto a mais do mesmo. Que mania da SIC em arranjar títulos pseudo poéticos, pseudo românticos e completamente genéricos. (Eu só veria uma série chamada “Moon of Salt” se soubesse que a ação se passava numa colónia lunar algures numa galáxia muito, muito longe, ou whatever... porque de resto tresanda a romance barato por todos os lados.) Se vier então a confirmação de que continuará a ter 300 momentos de tortura, nem vale a pena alimentar esperanças de vir algo diferente. Daniel, não é preciso abandonar o modelo novela, é mesmo só fazer uns ajustes aqui e ali (como a TVI fez, por exemplo, com AT).
  14. Kandinsky

    Dança Com as Estrelas [T4]

    Assumindo que isto é verdade, é tão demonstrativo do estado desinteressantezinho em que está o nosso entretenimento! Eu acho isto fraco e forçado (com a culpa a ser da dupla de “apresentadores” - quando a “moldura” me chateia, não consigo sequer prestar atenção ao “conteúdo”). Mas sim, contra o aborto televisivo da SIC merece liderar!
  15. Kandinsky

    Informação SIC

    Tão isto. Seriam duas duplas de meter respeito ao respeito.
×