Jump to content

tiago_nunes

Membros
  • Content Count

    168
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

320 Repórter de vacas bravas na CMTV

About tiago_nunes

  • Rank
    Caí na teia das Poderosas
  • Birthday 11/20/1983

Recent Profile Visitors

870 profile views
  1. https://www.impala.pt/entretenimento/fotografo-portugues-instagram/ https://rd.videos.sapo.pt/GPHaVQnS5qjepzJiSywN?jwsource=cl Big Brother 2020 já tem casa e é um luxo como nunca visto [vídeo] 22 Jan 2020 | 19:47 Depois de 20 anos, a velha Casa da Venda do Pinheiro fecha as portas e o Big Brother muda-se de armas e bagagens para uma moradia de luxo junto ao mar. A pouco mais de um mês da estreia de mais uma edição do Big Brother, a revista Maria descobriu aquele que era até agora o segredo mais bem guardado nos corredores da TVI. Depois de 20 anos de emissões na Venda do Pinheiro, a Casa que acolheu os concorrentes de várias edições do primeiro e mais bem sucedido reality show da televisão portuguesa e, depois, de Casa dos Segredos fechou as portas e está atualmente ao abandono. Os próximos inquilinos do programa com estreia prevista para meados de fevereiro não vão, porém, ficar ao relento. Ainda não há apresentador conhecido para a próxima edição do reality show da TVI – embora vários nomes estejam a ser avançados –, mas já há nova casa. A extravagante mansão deixou de ser no campo e passa agora para perto do mar. Mais precisamente no concelho de Mafra, curiosamente o mesmo onde vive Cristina Ferreira, agora na concorrência, a SIC. O site da revista Maria mostra mais imagens do interior da casa. Veja-as aqui. Exclusivo! Descobrimos a nova casa do Big Brother 2020 (com vídeo) A pouco mais de um mês da estreia de mais uma edição do Big Brother, a revista Maria descobriu aquele que era até agora o segredo mais bem guardado nos corredores da TVI. Depois de 20 anos de emissões na Venda do Pinheiro, a Casa, que acolheu os concorrentes de várias edições do Big Brother e da Casa dos Segredos, fechou as portas e está atualmente ao abandono. Mas os próximos inquilinos do programa não vão ficar ao relento. Ainda não há apresentador para a próxima edição do reality show da TVI, mas já há uma nova habitação. E esta deixou de ser no campo e muda-se agora para perto do mar, no concelho de Mafra. A moradia, conhecida como Kasa do Futuro será «a nova casa mais vigiada do País» e é considerada a casa tecnologicamente mais avançada do País. Apesar de ser a nova moradia do programa da TVI, a habitação está à venda. Segundo a empresa Classical Reason, que se encontra a comercializar o imóvel, este custa nada mais nada menos do que seis milhões e meio de euros. Casa do BB20 tem «mordomo» virtual Os novos habitantes vão ter acesso a um conforto que não está acessível a todos e que fica a anos-luz daquele que tinham na habitação anterior. Por exemplo, entre as comodidades disponíveis, está um «mordomo» virtual, que nos pode abrir a porta de entrada e até tirar um café, antes de entrarmos em casa. O «mordomo» pode também fechar as persianas enquanto se está sentado no sofá ou até informar sobre os produtos que estão em falta na dispensa da cozinha. A moradia tem também muitas preocupações ambientais. Veja o vídeo e as imagens na galeria acima Para além de um sistema de painéis solares, que ajudam no aquecimento da água, a casa tem ainda um mini aerogerador (turbina eólica) que produz energia elétrica, uma ETAR (Estação de Tratamento de Águas Residuais) e um circuito que aproveita a água da chuva. Todos estas instalações permitem o consumo energético, até 30 por cento. A culminar toda esta ostentação, a nova residência do programa da TVI tem uma vista magnífica para o oceano Atlântico, uma piscina exterior aquecida a 32ºC, um jacuzzi, um campo de futebol com relvado sintético de última geração, um campo de ténis, um ginásio e uma zona de solário de 300 metros quadrados. https://www.maria.pt/noticias-e-tv/big-brother-2020-nova-casa-video-fotos/
  2. tiago_nunes

    S+

    Já vinha era para a Nowo mas este operador nunca tem novidades. Ficam sempre para trás é este canal é o canal 11 etc vão todos ao mesmo tempo para as operadoras todas e a Nowo fica de fora.
  3. Com saída de Felipa Garnel da TVI, Teresa Guilherme novamente apontada ao “Big Brother 2020” Felipa Garnel está de saída da TVI e vai ser substituída por Nuno Santos na direção de programas. A ‘tomada de posse’ deverá ser nas próximas semanas. Com estas mudanças, Teresa Guilherme poderá ser a escolhida para a condução da nova edição do «Big Brother», que estreia em fevereiro. É que Teresa e Nuno são grandes amigos e trabalharam juntos na SIC. Por falar no ‘BB2020’, recentemente, o apresentador Manuel Luís Goucha lançou um apelo em direto para encontrar uma ex-concorrente que está desaparecida (aqui).
  4. tiago_nunes

    Notícias TVI

    Cofina revela os quatro passos que faltam para concluir compra da TVI Comunicado enviado à CMVM As peças vão-se juntando para permitir que a aquisição da Media Capital (dona da TVI) pela Cofina (empresa de media que detém títulos como o Negócios e o Correio da Manhã) se concretize. De acordo com um comunicado enviado na tarde desta terça-feira pela cotada liderada por Paulo Fernandes à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), faltam ainda quatro passos de modo a que estejam reunidas as condições para fechar o negócio. Na nota enviada ao regulador dos mercados, a Cofina elenca os passos em falta: autorização da Concentração pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC); aprovação pela assembleia geral dos espanhóis da Prisa; aprovação pelas entidades financiadoras da Prisa da alienação das ações da Vertix (empresa detida pela Prisa e que controla as ações da Media Capital); aprovação do aumento de capital da Cofina. Em relação ao primeiro ponto, note-se que para dar luz verde à operação, decisão conhecida esta segunda-feira, a Autoridade da Concorrência teve de ouvir a ERC sobre o assunto, sendo que esta entidade não se opôs ao negócio. Os acionistas da Prisa vão reunir-se para votar a operação no dia 29 de janeiro, o mesmo dia em que também a assembleia geral da Cofina vota o aumento de capital necessário à compra da Media Capital. A operação formalizada a 1 de outubro tem assim condições para prosseguir. A Cofina propõe-se pagar 205 milhões de euros para comprar a Media Capital, oferta inferior à oferta inicialmente anunciada de 255 milhões de euros. Aquele montante sudivide-se em 123,29 milhões referentes à compra propriamente dita, sendo o remanescente relativo à dívida acumulada pela Media Capital, que para lá da TVI generalista detém ainda a TVI24, TVI Reality, TVI Ficção, TVI Internacional e TVI África, bem como um conjunto de rádios em que se destaca a Comercial. A Cofina, que além do Negócios e do CM detém também a CMTV, o Record, a Sábado, entre outros títulos, espera poder concretizar o negócio ainda durante os primeiros seis meses de 2020, acreditando que a operação será capaz de gerar sinergia no valor de 45 milhões de euros. Fonte: https://www.record.pt/fora-de-campo/detalhe/cofina-revela-os-quatro-passos-que-faltam-para-concluir-compra-da-tvi?ref=HP_BlocoColoridoSecçãoDestaque
  5. tiago_nunes

    Cinema TVI

    Mais grave é terem falado no jornal da uma que é uma tradição na época de natal as famílias verem um clássico de filmes e depois mostrarem os filmes no jornal, para de seguida dar o a tarde é sua gravado até ás 20H.
  6. tiago_nunes

    Notícias TVI

    Valor de compra da TVI pela Cofina baixa 50 milhões Passou para 205 milhões O valor do negócio da compra da Media Capital, dona da TVI, pela Cofina, que tinha sido inicialmente avaliado em 255 milhões de euros, foi agora revisto em baixa, para 205 milhões. O preço de aquisição é agora de 123,29 milhões de euros, que somado à dívida da Media Capital resulta num "entreprise value" de 205 milhões de euros, refere o comunicado divulgado junto da CMVM. No passado dia 11 de dezembro, a Autoridade da Concorrência (AdC) deu parecer favorável a esta compra. O negócio já tinha sido validado anteriormente pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) e pela Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom). A 21 de setembro, recorde-se, a Cofina anunciou que tinha chegado a acordo com a espanhola Prisa para comprar a totalidade das ações que detém na Media Capital, avaliando a empresa ('enterprise value') em 255 milhões de euros. A Cofina detém, além do Correio da Manhã e do Record, a CMTV, o Jornal de Negócios, a revista Sábado, entre outros títulos. A Media Capital conta com seis canais de televisão e a plataforma digital TVI Player. Além da TVI, canal generalista em sinal aberto que celebra 26 anos, conta com a TVI24, TVI Reality, TVI Ficção, TVI Internacional e TVI África. Além disso, a Media Capital tem também rádios, onde se inclui a Comercial. A dona da TVI anunciou esta segunda-feira que registou lucros de 1,185 milhões de euros entre janeiro e setembro deste ano, uma queda de 90% face aos 12,081 milhões do mesmo período de 2018. A empresa liderada por Paulo Fernandes (na foto) estima que a compra da Media Capital esteja concluída no primeiro semestre de 2020 e resulte em sinergias de 46 milhões de euros. Lucros da dona da TVI afundam 90% para 1,2 milhões nos primeiros nove meses A Media Capital fechou os primeiros nove meses com resultados positivos, mas os lucros afundaram. Com os prejuízos de quase cinco milhões no terceiro trimestre, o resultado afundou para 1,2 milhões. A Media Capital teve lucros nos primeiros nove meses, mas os resultados líquidos afundaram face ao mesmo período do ano passado. Depois de prejuízos de quase cinco milhões de euros no terceiro trimestre, a dona da TVI, que está a ser alvo de uma OPA por parte da Cofina, apresentou uma quebra de 90% nos resultados líquidos, passando para apenas 1,2 milhões de euros. “O resultado líquido acumulado foi de 1,2 milhões de euros, comparando com os 12,1 milhões verificados no ano anterior, com a redução a advir, na maior parte, do desempenho operacional. No terceiro trimestre, esta linha baixou de 1,6 milhões de euros para -4,7 milhões”, diz o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). “O EBITDA consolidado do grupo foi de 12,7 milhões de euros, que compara com 25 milhões de 2018. A margem EBITDA ajustada passou de 19,9% para 10,8%”, nota a empresa liderada por Luís Cabral. “No terceiro trimestre, o EBITDA ajustado recuou de 5,3 milhões para -2,2 milhões, com a margem a reduzir de 13,5% para -6,9%”, acrescenta. A pesar no EBITDA e, por sua vez, nos resultados, estiveram as receitas. “Nos primeiros nove meses de 2019 os rendimentos operacionais recuaram 6% em termos homólogos, atingindo os 118,3 milhões (126,0 milhões em 2018), tendo a queda sido de 19% para o trimestre completado a setembro”, nota a Media Capital. “No acumulado a setembro de 2019 os rendimentos de publicidade tiveram uma evolução negativa (-7%), tendo recuado 24% no terceiro trimestre. No segmento de televisão a publicidade registou uma variação de -11% (-32% no terceiro trimestre)”, diz a dona da TVI, numa altura em que decorre o processo de compra por parte da Cofina. “No acumulado do ano, os gastos operacionais, excluindo amortizações, depreciações e gastos com restruturações, registaram uma subida de 5%, passando de 101,0 milhões para 105,5 milhões. No terceiro trimestre, os gastos ajustados subiram 1% face ao período homólogo”, remata. Olhando apenas para os gastos com restruturações, estes dispararam 154% para 1,42 milhões de euros. Fonte: https://eco.sapo.pt/2019/12/23/lucros-da-dona-da-tvi-afundam-90-para-12-milhoes-nos-primeiros-nove-meses/
  7. tiago_nunes

    Notícias TVI

    TVI ‘rouba’ filmes à SIC A troca de filmes entre RTP1, SIC e TVI está cada vez ativa. Depois de vários filmes da SIC terem sido exibidos pela RTP1, também a TVI comprou cinema já exibido pela estação dirigida por Daniel Oliveira. Felipa Garnel prepara-se para estrear na sua antena filmes como “Tartarugas Ninja Heróis Mutantes” ou “Indiana Jones e Os Salteadores da Arca Perdida” neste Natal. Estas fitas já foram exibidos pela SIC. Também o filme “Missão Impossível – Nação Secreta” – já exibido pelo terceiro canal – teve a sua estreia no canal 4 há uns meses. Esta não é a primeira vez que a TVI tira filmes à SIC. Há uns anos, a estação de Queluz conseguiu as marcas “Shrek” ou “Madagáscar” para o seu cabaz de apostas. A SIC, por sua vez, garantiu, uns anos mais tarde filmes como “Velocidade Furiosa” ou o “Gru, o Maldisposto”.
  8. Teresa Guilherme considera «interessante» conduzir o “BB2020” “BB2020” O “BB2020” marca o regresso do mais popular reality show da TVI à antena da estação. O primeiro semestre do próximo ano é a altura escolhida. O maior secretismo está agora relacionado com o rosto escolhido por Felipa Garnel para conduzir o formato. A TVI deposita grandes esperanças no programa e a decisão vai ser cirúrgica. Teresa Guilherme é um dos nomes associados ao “Big Brother”. A apresentadora foi a única condutora do reality show em Portugal. Desde a estreia em 2000, foram 7 as edições: “Big Brother”, “Big Brother 2”, “Big Brother 3”, “Big Brother 4”, “Big Brother Famosos 1”, “Big Brother Famosos 2” e, em 2013 surgiu o “Big Brother VIP”. Todas as temporadas tiveram na veterana um denominador comum. Questionada pela TV7 Dias, Teresa Guilherme volta a ser conclusiva: «Para todos os efeitos, se alguém me contactou? Não.». A apresentadora confirma que a TVI não a convidou – pelo menos até agora – para conduzir o “BB2020”. Apesar da ausência de convite, a rainha dos reality shows não esconde o desejo de regressar à televisão. Conduzir o “BB2020” seria «interessante». A comunicadora adianta ainda, à revista da Impala: «Claro que é um belo desafio, mas é um desafio por ser uma efeméride de 20 anos. Era engraçado». Para apresentar a nova temporada do “Big Brother” teria, no entanto, de ser com todas as condições e não a qualquer preço. «Gostava de voltar à televisão sim, para fazer uma coisa interessante sim. Isso é que é um efeméride mesmo, passados 20 anos. Se for com todas as condições que havia naquela altura, e estou a falar de condições de conforto, da casa, dos concorrentes, claro que é aliciante revisitar um momento em que se mudou a televisão em Portugal e não só», terminou Teresa Guilherme, em declarações à TV7 Dias. Teresa é apenas um dos nomes falados pela imprensa. a solução poderá no entanto ser outra, interna ou mesmo externa à TVI. Fonte: http://www.....com/teresa-guilherme-considera-interessante-conduzir-o-bb2020/
  9. Corrigido obrigado pelo reparo. http://prntscr.com/qafgfk
  10. tiago_nunes

    Notícias TVI

    Esperemos que sim porque a TVI precisa disso.
  11. Segundo a revista SEXTA Pedro Teixeira está a ser falado para apresentar o BB2020. Independentemente do apresentador acho que tem tudo para ter audiências porque lembrei-me que será pela primeira vez transmitido em HD espero eu.
  12. tiago_nunes

    Notícias TVI

    Concorrência dá parecer favorável à compra da TVI pela Cofina Negócio avaliado em 255 milhões de euros A Autoridade da Concorrência (AdC) já emitiu um projeto de decisão, de sentido favorável, à compra da Media Capital, dona da TVI, pela Cofina, que detém o Correio da Manhã e Record, entre outros título, segundo confirmou à Lusa fonte oficial da entidade liderada por Margarida Matos Rosa. Este "projeto de decisão está agora sujeito a audiência de interessados", realçou a mesma fonte. A notícia foi avançada hoje pelo 'Dinheiro Vivo', que teve acesso ao projeto, sendo que, de acordo com a publicação, a AdC fundamentou a sua opinião com a convicção de que esta operação "não é suscetível de criar entraves significativos à concorrência efetiva nos mercados identificados como relevantes". O negócio, avaliado em 255 milhões de euros, já tinha sido validado pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) e pela Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom). Em 03 de outubro, a AdC adiantou que já tinha sido notificada da compra da Media Capital pela Cofina. Em 21 de setembro, a Cofina anunciou que tinha chegado a acordo com a espanhola Prisa para comprar a totalidade das ações que detém na Media Capital, valorizando a empresa ('enterprise value') em 255 milhões de euros. O grupo Cofina detém, além do Correio da Manhã e do Record, a CMTV, o Jornal de Negócios, a revista Sábado, entre outros títulos. Por sua vez, a Media Capital conta com seis canais de televisão e a plataforma digital TVI Player. Além da TVI, canal generalista em sinal aberto que celebra 26 anos, conta com a TVI24, TVI Reality, TVI Ficção, TVI Internacional e TVI África. A Media Capital tem também rádios, onde se inclui a Comercial. Fonte: https://www.record.pt/fora-de-campo/detalhe/concorrencia-da-parecer-favoravel-a-compra-da-tvi-pela-cofina?ref=HP_BlocoColoridoSec%C3%A7%C3%A3oDestaque
  13. Podem fechar o TVI Ficção e o TVI Reality visto que foi estes canais que deram cabo da TVI generalista. Obrigado TVI.
  14. tiago_nunes

    Notícias TVI

    TVI: Já há um nome para substituir Felipa Garnel Felipa Garnel chegou há TVI há alguns meses como Diretora de Programas da TVI, mas segundo a TV 7 Dias, nem vai aquecer o lugar. “A TVI está insatisfeita com os resultados de Felipa Garnel. O objectivo seria dar uma reviravolta na estação, mas desde Agosto que os resultados têm vindo a piorar. Ainda neste fim de semana, por exemplo, apenas o Mental Samurai e o Jornal das 8 entraram no top 10. Não se justifica…” afirmou uma fonte ligada à TVI em declarações à revista semanal, TV7Dias. A mesma publicação, avança ainda que já existe um nome em cima da mesa, para suceder a Felipa Garnel liderança do canal de Queluz de Baixo, mas o lugar será provisório. “Pelo que sei, o nome que está em cima da mesa é o da Gabriela Sobral, porque apesar do negócio com a Cofina estar praticamente concluído, a empresa não entra na TVI antes de março” garantiu uma fonte anónima. “Nessa altura, segundo o que se diz, a Gabriela Sobral seria desviada para a Plural e ficaria ao lado do José Eduardo Moniz” concluiu.
  15. https://tek.sapo.pt/noticias/internet/artigos/meo-passa-a-integrar-apple-tv-com-todos-os-conteudos-do-seu-servico-de-televisao
×
×
  • Create New...