Jump to content

DoAudiovisual

Membros
  • Content Count

    778
  • Joined

  • Last visited

Posts posted by DoAudiovisual


  1. Mais facilmente a marca CM absorve a marca TVI do que o contrário. 90% das pessoas não fazem ideia do que é a Cofina ou a Media Capital. Sabem o que é  o CM e a TVI.Em termos gerais isto passará a ideia que o CM é tão grande que absorve a TVI e isso acontecendo nunca o CM iria deixar cair esse facto no esquecimento. E há outra coisa que muitos se devem lembrar, o desejo do CM estar em canal aberto.

    • Confused 2
    • Angry 1

  2. Alguém já colocou a hipótese de pelo menos a TVI 24 desaparecer?

    Ter no cabo dois canais a fazerem concorrencia direta não parece ser viavel. No caso da TVI generalista se for premitida como no caso da rádio alterar o nome de exploração do contrato de licença de tv, não sei como será. O nome forte do grupo é CM e continuará sempre a ser.

     


  3. On 23/07/2019 at 01:08, mariaf disse:

    Eu gostei bastante desta temporada! Mas isso também se pode dever às baixas expectativas que tinha. 

    Em relação ao facto do final ser aberto eu penso que se deve ao facto de terem filmado a 3a e a 4a partes seguidas, tanto que os actores diziam que não sabiam onde terminava a 3a, se algumas cenas eram da 3a ou da 4a. 

    A meu ver a part 1 e 2 é como se fossem uma temporada, e a 3 e 4 são como se fossem uma segunda temporada.

    Não é a teu ver, é essa mesmo a realidade. Na Antena 3, a primeira série teve o tradicional hiato de verão de qualquer série espanhola que cada temporada tem duas entregas. Foram no caso uma de 9 e uma de 6. A Netflix cortou metade da série na primeira temporada  pois os episódios eram de 70 e passaram a 45 minutos e cortou 1/3 na segunda temporada e editou as 2 temporadas com 8 episódios cada. resumindo dos 1050 minutos de série vistos na Antena 3, os clientes Netflix viram 675. A terceira e quarta temporada com 8 episódios cada de 45 minutos dá um total de 720 minutos portanto e para haver uma fluencia de história, tudo indica que é como dizes, uma temporada com duas partes


  4. O gestor da grelha é quem decide que programa vai para que horário. O Director de programas faz o mesmo. Ou seja duas pessoas para a mesma função. Um decide o que se faz. O outro se se mostra.

    • Like 3

  5. Ao menos foram buscar uma pessoa com imaginação.

    há 2 minutos, miguelalex23 disse:

    Ficavam melhor servidos, mas de longe. E não sou propriamente um fã do mandato dele na RTP1.

    Mas pronto, sem querer menorizar a Felipa, parece-me provável que quem vá mandar seja o Cunha Velho. E com o Moniz sempre com um pé dentro outro fora. Daí que convenha ter uma directora de programas vinda de fora e com pouco peso dentro da estrutura.

    Duvido que alguma vez o Cunha Velho e o Moniz a vão deixar de decidir nas novelas que são a ancora do canal? Vai ser uma diretora igual ao Bruno Santos, a gerir o resto.


  6. On 12/06/2019 at 14:28, Televisão 10 disse:

    Será que a série vai ter mesmo o nome em galego?

    Augaseca é um nome galego. A história é de origem galega. Dos argumentistas só um é português. Portanto se mudar o nome será o nome português.


  7. há 1 hora, Lusitana disse:

    Vi a estreia de "Amar depois de Amar" e devo acompanhar esta nova série... já há muito tempo que não via a ficção da SIC ou da TVI. A última novela que vi foi "Mar Salgado", na SIC... na TVI, já nem me lembro bem qual foi, comecei a ver "Mulheres", mas acho que não cheguei ao fim. Em termos de ficção nacional, tenho acompanhado mais as séries da RTP. Mas, nos últimos tempos, tenho voltado à ficção dos canais privados, primeiro com "Onde está Elisa?" e "A Teia" e, mais recentemente, com "Golpe de Sorte", na SIC. 

     

    Neste momento, o que vejo da nossa ficção é "O Nosso Cônsul em Havana" (RTP1), "Golpe de Sorte" (SIC) e "Amar depois de Amar" (TVI).  Às vezes, leio alguns comentários neste fórum de pessoas muito defensoras de um canal, em especial SIC ou TVI, e acho piada... eu nunca conseguiria seguir apenas um canal, o que eu quero é ter programação de qualidade em todos os canais para assim ter mais diversidade e escolha.

     

    Em relação à ficção, ainda bem que a SIC e a TVI estão a começar a enveredar por outros géneros e não se resumem apenas a novelas. Apesar de ainda não terem séries semanais e de poucos episódios, como a RTP, julgo que começa a haver espaço para uma maior diversidade...  isso é óptimo, pois há mais diversidade e podemos ver o trabalho de vários actores portugueses nos diferentes canais. O que eu queria mesmo era ter a RTP, SIC e TVI com séries, mini-séries, telefilmes, docudramas... e, já agora, que a Netflix começasse a produzir ficção portuguesa.

    A Netflix não produz nada. Pode entrar com dinheiro e fazer parcerias para ter series originais, mas são produtoras que apresentam o projecto. A Netflix funciona da mesma forma que a RTP com as séries.


  8. há 55 minutos, Televisão 10 disse:

    Pois, deves ter razão. 

    A TVE 1 não costuma ter séries estrangeiras, a não ser a adaptação americana de Los Misterios de Laura.

    O mais lógico, seria para a Internacional. É aquela TVE que nós temos nas nossas boxes e que chega às Américas todas menos a Cuba. Não transmite é em Espanha. ai teria de ser a 2.


  9. há 15 horas, Cable Guy disse:

    Tentei ver esta série através do RTP Play, mas aparece uma mensagem a dizer "Sem direitos de transmissão internacional"  :threatenlumber:

    Mas o que é estranho é que os dois últimos episódios consigo ver, para essas não me aparece essa mensagem. Para outros episódios todos, aparece-me sempre essa mensagem :threatenlumber:

    Deve ser um bug no site da RTP, porque não estou a ver como é que uma série original portuguesa poderia ter qualquer conflito de direitos de exibição internacional :rolleyes: 

    Licenciamentos. A produtora pode querer editar em dvd por exemplo ou ter acordo com outro serviço de streaming  e dessa forma acordar com a rtp o licenciamento apenas para território nacional.

    • Thanks 1
    • Sad 1

  10. há 1 hora, Televisão 10 disse:

    Estou curioso para saber em qual canal espanhol vai passar.

    Possivelmente na 2.  A 1 não costuma ter séries europeias e como é uma produção da nossa rede publica duvido que vá para as privadas, mas posso estar enganado. Pode também ir para a Internacional. Agora Antena 3 e Tele5 duvido muito.

    • Like 1

  11. há 3 horas, srcbica disse:

    Eu gostei muito de "Pedro, o Milionário". Também vi o odioso noivo, mas não apreciava tanto, porque achava que a moça passava por demasiados tormentos.

    Sim, mete "Milionário" mesmo entre aspas. Foi um programa tão famoso, que onde ele mora acho que só a familai se lembra.


  12. há 5 horas, João Fernandes disse:

    Há um gajo que vai entrar aqui que está em todas, entrou várias vezes no Love On Top como personal trainer, participou no First Dates e agora isto.

    E mulheres igualmente. Com 10M calha sempre aos mesmos? E pelo que me disseram, de real não tem nada, tudo com guião e toca a vestir quando acaba gravação.


  13. On 07/02/2019 at 16:25, JDaman disse:

    Eu gostaria de ver algo já nos anos 90. A nível se séries de época dos nos 80 já tivemos algumas coisas específicas a andar pela RTP e por um lado, o factor nostalgia pelos 90s já se começa a sentir.

    Mas por outro lado, os anos 90 foram do mais desinteressante  que houve. Poucos factos marcantes a nível nacional.

×
×
  • Create New...