Jump to content

João_do_Porto

Membros
  • Content Count

    16
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

55 Concorrente do Love on Top

About João_do_Porto

  • Rank
    Aluguei o Uber da Garnel

Informações de Perfil

  • Género
    Homem
  • Localização
    Porto
  • Interesses
    Recomendo: -> "Esta Televisão É Sua" ("Cette Télévision Est La Vôtre") Documentário realizado por Mariana Otero na SIC em 1997: https://youtu.be/Ub-w1qsyIAA

Recent Profile Visitors

622 profile views
  1. Eu até acho que as personagens são todas relativamente "simples", quase tão "reais" como qualquer um de nós, cheias de contradições e dualidades, de lutas internas entre o querer fazer e o puder fazer, entre o ser e o parecer. Procrastinar é muito o século XXI. Andam todas, cada uma à sua medida, na corda bamba sem maniqueísmo e moralismo. E é por isso que esta novela é tão bem conseguida, é ficção... mas tem dias que parece um deja vu da vida real Elenco senior: a dualidade entre preservar a segurança da memória do passado e o viver o novo presente com riscos. Um Gaspar(RiP) que apesar
  2. Como quero acreditar que as personagens foram bem pensadas e com perfis psicológicos bem desenhados e consistentes (como é habitual no Rui Vilhena), e sendo "Na corda bamba" o título, fico a pensar: - O que levou a Fernanda a aproximar-se do Mário, que aparentemente nada tem que ver com quem ela é hoje? Porque é que (só) foi estudar no segundo casamento? Porque não deu crédito à filha Lúcia quando ela se queixava do padrasto? Aborto da Lúcia: pai da criança terá sido o padrasto ou outra pessoa, e a avó Natália fez o quê com essa informação? - O falecido marido da Milú poderá ter outr
  3. Mais um convertido a este show de representação que é esta novela. Fazia muitos anos que não acompanhava uma, aliás nem me lembro da última estreia que vi. (A Dalila, que já tive o privilégio de ver em palco algumas vezes é uma fera, mas aqui está explosiva, é muito talento concentrado num corpo que parece tão pequeno e frágil. - Pena a escala de Portugal ser o que é, pois fosse ela uma atriz norte americana e já teria um(uns) óscares na prateleira.) E acho sim que Na Corda Bamba é uma novela complexa, não no sentido de ser complicada ou de ser difícil de entender, mas por ser complexa e
  4. Esta noite (durante o Extra) entram no LoT 4, as estrelas: Amor Romeira e Bruno Marvão. Estiveram esta manhã na apresentação oficial no Você na TV, e nem a Cristina nem o Goucha sabiam a que horas é emitido o Extra, fica registado
  5. E esta (como noutros casos semelhantes, onde a realidade ultrapassa a ficção) seria a altura ideal para se fazer um repost com o que a TVI/Endemol dizia na apresentação à imprensa do LoT, a sinopse do LoT1, as intros no site oficial, na e da app, entrevistas da TG... e o que podemos ver efetivamente no TVI Reality... Encontrar o amor... pois sim tá bem. Este é que é mesmo o tipo de programa que uma estação com uma concessão vendida por nós todos se deve orgulhar de ter em antena e que ajuda a definir o perfil da estação no late night (e não quero ser puritano nem moralista, mas os acionis
  6. Vou assumir que achas que em TV não se tomam decisões de cabeça quente. E sendo assim não concordo contigo. Como ex produtor (de informação) sei bem o quanto manda a audiometria em toda a programação (info e não info). O frio na barriga às primeiras horas do dia seguinte a uma estreia, quando recebermos o SMS e depois o email com os resultados e segmentação das audiências, ao ponto de muitos nem conseguirem adormecer antes, é forte. Claro que aprendemos a viver com isso, mas que pode decidir a continuação ou não de um projeto, e consequentemente do teu vencimento e sustento da tua família é al
  7. As generalistas andam à procura (tentam inventar) o seu vídeo viral do "periquito pousado em cima do gatinho que está a dormir de barriga para o ar em cima do rottweiler que está encostado ao bebé" para ser partilhado do face. Mas nem a TV é o Facebook nem os telespectadores querem videos virais, pois para isso usam outros meios É cada vez mais difícil e daqui a pouco será quase impossível ter grandes audiências nas TVs europeias, tirando algum futebol, grandes eventos ou um grande acontecimento noticioso em direto. A demografia mudou (menos idosos e cada vez menos jovens, que por sua v
  8. "Cada qual tem aquilo que merece" não é o que costumam dizer? Ora bem nós pelos vistos só temos a TV que merecemos! Fatos (ou factos sem aplicar o AO): 1) "Show me the money!" Ah e tal e coiso o dinheiro não é tudo, mas em TV pelo menos é tudo! 2) A PRISA (holding espanhola dona da MediaCapital/TVI) precisa de dinheiro como de pão para a boca. Tem que cumprir um rigoroso plano de recuperação económico em Espanha, sob pena de falir. A TVI é um dos pintainhos de ouro da empresa, por isso toca a espremer 2.1) Querem lá saber de qualidade, fidelizar o espetador a um progra
  9. TL,dr: Helena+Carla = "bff" again (?!) Só para deixar a nota de que desde esta madrugada a Carla conseguiu "expulsar" o Diogo do alpendre, com a ajuda do alentejano, e depois de conversar com a Helena (os mesmos assuntos da conversa pós gala de domingo e os acontecimentos das últimas horas), voltaram a ser "amigas" com direito a abracinho da paz. A cara da Carla não convence, mas a Helena disse que por ela tudo como antes e "claro que desculpo", embora as coisas agora precisem do seu tempo, e cito "é como um casal de namorados que reata depois de terem dado um tempo..." Antes, e numa conve
  10. Sobre a suposta "brincadeira" do Bruno nesta madrugada: portanto eu ando nos últimos tempos a ameaçar um concorrente, de quem já disse várias vezes não gostar, que faço e aconteço, que o quero ver dali para fora e que não posso com ele, e ele de mim diz os mesmos mimos. Sou violento, impulsivo, sem poder de encaixe e só eu é que tenho razão. Decido fazer uma brincadeira, inocente, com os meus amigos... quer dizer não, com os meus amigos não, escolho fazer uma brincadeira com o meu "inimigo" que eu não posso ver nem pintado... na minha terra isso não se chama brincadeira, é uma provocação. E se
  11. O barraco desta madrugada foi mais um episódio de racismo da Helena (uma das minhas concorrentes favoritas), ora reparem: foi buscar uma guardanapo de papel (de que cor? Branco, a representar a limpeza e pureza) e usou Nutella (que é de que cor? castanho, a representar a necessidade nº 2) de propósito para em casa os espetadores (no pun intended) mais atentos fazerem a associação de que a cor mais escura é associada a sujidade. A culpa é também da Endemol/TVI que não tem guardanapos e papel higiénico de cor escura e do Intermarché que não enviou Nutella com chocolate branco. É tudo uma cabala.
  12. Sobre as últimas horas: A Teresa Guilherme é formadora em apresentação de TV e parece que costuma usar uma máxima muito batida por muitos outros comunicadores, mas que aparenta estar a esquecer cada vez mais de a aplicar: "A televisão é um palco e o papel do apresentador/entrevistador é ajudar o convidado a brilhar ainda mais! Não é ter mais destaque do que o interlocutor." A TG está ali para distribuir o jogo, não para jogar, ela não é concorrente. Até pode, pessoalmente, detestar todos os concorrentes, mas por respeito a quem está em casa a ver e gosta do A do B ou do C tem de os saber
  13. E nos bons velhos tempos seria automaticamente nomeada como castigo por revelar missões, dela e dos outros concorrentes.
  14. Como o prémio final é cada vez mais baixo só vejo uma solução para que as missões sejam realmente levadas a sério e não ande tudo a segredar ao ouvido a contar e com sinais de que estão a "trabalhar": um prémio real para as missões bem sucedidas e não valores virtuais que depois nunca são pagos. Tipo 100€ por dia de missão bem sucedida sem ninguém a desmontar a coisa E esse concorrente recebe o prémio mesmo que saia no dia seguinte.
  15. Entretanto durante a madrugada, que já fiz fast forward e vi por alto as últimas horas antes de fecharem a emissão: Cláudio disse à Helena tu depois percebes (o divórcio depois do casamento de 24h) e amanhã vai perceber. Eu fiquei com a sensação de que houve/há missão pelo meio da cena nocturna. Não sem antes a Helena ter brindado todo o quarto (com praticamente todos os concorrentes já deitados), depois do Claudio lhe ter ido dar um abraço e beijo de boa noite, com: "deixas-me toda a cessa e depois vais-te embora" e "fica aqui uma pessoa a pingar do cárter" (sim isto mesmo, e fim de citação).
×
×
  • Create New...