Jump to content

André F. 1906

Membros
  • Content Count

    2,664
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

2,827 Artista do Somos Portugal

About André F. 1906

  • Rank
    Equivalente à senhora cá de casa
  • Birthday 11/10/1998

Informações de Perfil

  • Género
    Homem

Recent Profile Visitors

3,335 profile views
  1. André F. 1906

    Prisioneira

    Têm que acabar com esta história do terrorismo e do atentado o mais rápido possível. Enquanto espectador que ainda não perdeu nenhum episódio da novela, estou farto e cansado desta temática, ainda para mais com a importância que têm na história, cheguei a uma fase em que não quero saber quem é que ordenou ou deixou de ordenar o atentado, é me igual que o personagem X ou Y faça parte da rede, e eu até elogiei isto há 2 semanas, simplesmente acabem com isto, por mim o único enredo que ainda podia ter alguma ligação com esta temática era o da personagem da Lia Gama e do neto. Para além disso, o triângulo ou quadrado: Glória, Fredy, Tomé, e aparentemente a namorada do Tomé, não acrescenta nada à história, a Glória ter-se introduzido na família do Tomé teve um propósito, mas não há mais nada para ver aqui. Depois há uma série de personagens e atores mal aproveitados pelos fracos enredos em que estão inseridos, alguns deles sempre que aparecem parece que estamos a ver uma repetição de cenas anteriores deles. O personagem da Benedita Pereira está remetida a ser a amante do Diogo, que é para mim um dos personagens mais enfadonhos da novela, e confidente da Teresa, já foi dado a entender que está envolvida também na história da rede terrorista, mas como espero que isso não se alongue muito mais, espero que lhe arranjem algo decente, a Benedita merece. O personagem da Sara Prata apaixonou-se pelo homem que deu cabo da vida do irmão, desinteressante, ainda por cima não têm qualquer química com o Victor Hugo. Mas pior que estes todos na minha opinião é o Diogo, que personagem enfadonho, esta história da filha então, está a ser construída de uma maneira bastante constrangedora. Nem vou falar no desperdício que é ver a Rita Salema ter a mesma importância para a história que o Miguel Costa tinha nas Poderosas. Espero que se apercebam que esta história do terrorismo não só não foi capaz de atrair público, como ainda cansou quem vê a novela, portanto o caminho é piorar se continuarem nesta linha. Acabem com o quadrado amoroso que referi acima, e atirem a Glória para cima do Omar, é clichê mas seria muito mais interessante do que o que nos têm sido apresentado até agora, falando em Omar, há um conjunto de caminhos a explorar na relação dele com a Teresa, apostem nisso de vez, e como disse, com a Glória metida ao barulho, a Kelly e a Joana têm qualidade para nos proporcionarem boas cenas. Por mim seriam eliminados da história numa hipotética reformulação da história, os personagens do: Victor Hugo, Ângelo Torres, Thiago Rodrigues, Paulo Pires, Paula Lobo Antunes, Rita Salema, Sérgio Praia e José Wallenstein.
  2. Encontrar o pai da Rosa que supostamente vivia em Odeceixe, e mais não digo para não te spoilar.
  3. André F. 1906

    Prisioneira

    Gostei do que introduziram no episódio de ontem que está relacionado com o personagem do Graciano Dias, sempre torna o personagem mais interessante e aparentemente a organização terá um papel fundamental na história. A única critica que continuo a fazer é o excesso de flashbacks, ainda ontem num curto de espaço de tempo temos o personagem do Diogo Infante na cama com a Joana Seixas em Lisboa, e passado 2/3 cenas aparece ele no Médio Oriente na mesma casa onde no presente a filha dele estava escondida.
  4. André F. 1906

    Prisioneira

    Acho que a novela têm potencial e planeio acompanhar pelo menos os primeiros tempos, mas este episódio não deu para mim. Não tinham necessidade de estar constantemente com saltos temporais para a frente e para trás, a relação do Omar e da Teresa é um dos principais enredos da novela, senão o principal, podiam ter ido com um pouco mais de calma para criarmos alguma afinidade com os 2, ao invés disso preferiram andar com tanta rapidez que num momento temos o Omar numa prisão no Médio Oriente e pouco depois já está na Estação de Santa Apolónia, quando supostamente entre estas 2 cenas passaram-se anos senão interpretei mal.
  5. Obviamente que nada do que ele diz nesse vídeo é verdade, pela forma como fala e as referências que utiliza, nota-se perfeitamente que foi o Carlos Coutinho Vilhena que idealizou o vídeo e escreveu o texto. Quem ainda assim tiver duvidas veja os vídeos, seja de Bon Vivant, seja os sketchs soltos, que estão no canal de YouTube do Carlos.
  6. @Corppiz Seria pedir muito colocares o link dessa notícia relativo à final 4 da Champions de Futsal? Não consigo ver o que publicaste...
  7. André F. 1906

    Belmonte ®

    Uma das minhas novelas preferidas de sempre, no entanto não vou acompanhar esta reposição, revi há pouco mais de 1 ano na TVI Ficção, para além disso já tenho o meu tempo ocupado com A Teia, MCA6, e com Ouro Verde, e ainda queria pegar em Cordel Encantado visto que na altura não tive oportunidade de acompanhar as 2 semanas finais, o tempo não dá para tudo, daqui a alguns anos terei todo o gosto em rever a novela mais uma vez, por agora não.
  8. Este cenário do café não é uma reciclagem do café do Sábio?
  9. Começou 7 minutos antes do previsto.
  10. Salvaguardando as devidas distâncias, parece-me do que estive a ler, que a linguagem e cenas vão ser ao estilo de “Vingança”, é o melhor exemplo que me ocorre. À hora em que vai ser transmitida vejo os MCA 6 no Biggs, mas sou capaz de arranjar um tempo para pelo menos ver a primeira semana.
  11. André F. 1906

    TVI em Direto

    Olhem quem é ela, Vanessa Lotiana.
  12. André F. 1906

    A Teia

    O final teve demasiada irracionalidade para o meu gosto, para prender a Diana bastava colocar um localizador ou algo do gênero no avião, ao contrário do casaco, ela não teria como saber, isso bastava, sempre se poupava mais um momento heróico do Simão sem qualquer nexo. Não que seja propriamente relevante, e provavelmente só eu é que liguei a isso, mas não gostei da libertação das miúdas, a Diana a dizer que dava informações sobre o paradeiro delas, e no final de contas, os 2 cúmplices estavam ali à vista, deixam-nas como quem deixa os filhos na escola, e vão embora tranquilos. Venha de lá a segunda temporada, estou bastante curioso com isto do segundo assassino.
  13. André F. 1906

    A Teia

    Notei uma grande inspiração na minha série preferida(Prision Break), na cena em que o Jaime ficou com o pé preso no rio, o Jaime foi o Sucre neste cena, e o Simão o Michael.
×
×
  • Create New...