Jump to content

fab

Membros
  • Content Count

    886
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by fab

  1. fab

    Profissionais SIC

    Se for mesmo uma bomba, durante o fim de semana já se sabe!
  2. fab

    Profissionais SIC

    “A bomba que faltava”! Bomba = a Fátima Lopes?
  3. fab

    Casa Feliz

    Mas têm conseguido fazer um ótimo trabalho para manter nas manhãs da SIC a melhor e mais original alternativa... Será que a Patrocínio vai começar a colaborar com o programa, com segmentos a partir do closet? É a segunda vez que vai lá esta semana.
  4. fab

    Casa Feliz

    Quem é que tinha dito que hoje seria especial Domingão? Acertou
  5. fab

    TVI em Direto

    Ainda por cima a viola é um instrumento tão tocado por ciganos...
  6. fab

    Casa Feliz

    O Programa da Cristina marcou a viragem de um ciclo, tal como o Big Brother já o tinha feito. Nessa altura, apesar de polémico, o Bar da TV não reverteu essa viragem... A história repete-se! O Bar da Tina não tem qualquer hipótese!
  7. fab

    TVI em Direto

    Olhem a forma calma e simpática com que o Pedro Alves hoje transmite a sua opinião
  8. fab

    Profissionais SIC

    Sei que vão dizer que já não é “personagem” para aparecer neste tópico. Mas se o motivo da insónia é a SIC...
  9. fab

    Profissionais SIC

    Ainda sobre a Cristina... https://instagram.com/stories/dailycristina/2359266876473140686?igshid=s3ap3gym3q4w ... coitada! Já nem é capaz de deitar a cabeça na almofada
  10. fab

    Casa Feliz

    😂😂😂 Entretanto corrigi.
  11. fab

    Casa Feliz

    Muito sinceramente, apesar da mudança repentina e pouco planeada, parece-me que a estratégia do Daniel poderá passar pela manutenção desta dupla e do formato “Casa Feliz”. Até porque a melhor promoção do novo programa das manhãs da SIC é essa: “criámos uma alternativa rápida e de qualidade quando, de uma forma inesperada, a Cristina “abandonou o barco” e nos deixou na mão”. O marketing foi, é e continuará a ser este! Sem necessidade de grandes estratégias. O “Casa Feliz” é, para o público, o programa criado no meio da adversidade, e o João e a Diana são os apresentadores que, mesmo perante as circunstâncias dificieis, aceitaram o desafio, dando o peito às balas. E é por isso que este projeto está a ser tão bem recebido pelo publico, tanto em antena como nas redes sociais. E tem potencial para continuar a sê-lo. Descartá-lo nos próximos tempos pode fazer virar o jogo, criando nos espectadores a ideia de que também a SIC não tem pudor em desfazer-se das pessoas. E é isto que, nesta altura, não deve mesmo acontecer. Não pode ser gerada a ideia de que a estação não tem qualquer consideração pela dupla que assegurou o barco num período difícil nem pelo formato ao qual centenas de milhar de pessoas se encontram fidelizadas, descartando-os. Resumindo, a história desta mudança cria, por si só, empatia junto do público... Criar uma nova mudança pode fazer com que essa empatia se desvaneça, causando mais um foço junto dos telespectadores. Basta que nos lembremos do público que, tradicionalmente, se liga aos formatos e aos apresentadores neste horário. O Daniel tem que se fazer valer desse perfil, beneficiando do carinho e da tolerância das pessoas que, geralmente, não vêm bem mudanças como esta (tirando as mudanças da Cristina, é verdade 😅). De qualquer forma, a mudança é sempre melhor acolhida e compreendida quando acontece, como agora, por necessidade, do que quando surge por decisão da direção de programas de um canal. Assim, penso que o futuro passará pela formação da Diana enquanto (verdadeira) apresentadora de daytime, pela passagem definitiva do João para as manhãs dos dias úteis, e por limar arestas na formatação do “Casa Feliz”. Isto, sob pena de, com mais mudanças, voltarmos aos tempos dos antecessores d’O Programa da Cristina, formatos com pouca identidade e sem aceitação da parte do público.
  12. fab

    Casa Feliz

    Como seria um SIC 10 Horas adaptado aos tempos atuais? É que a base do SIC 10 Horas era do mais tradicional que pode existir. O Você na TV seguiu-lhe as pisadas, ganhando com a dinâmica da dupla Goucha e Cristina. Isto para dizer que o SIC 10 Horas tem a génese do Você na TV. Como seria adaptá-lo aos tempos atuais? Além disso, volto a repetir o que já disse outras vezes: o Daniel e a SIC têm de olhar para o futuro e deixar o passado onde está e deve ficar!
  13. fab

    Casa Feliz

    Concordo!
  14. fab

    Profissionais SIC

    Aliás, supostamente foi proibida, pela Helena Forjaz, de voltar a entrar no edifício de Queluz de Baixo Acho que a própria Forjaz fez declarações que evidenciaram essa realidade.
  15. fab

    Casa Feliz

    Tendo em conta que a comparação era com a duquesa do Cadaval, parece-me que era em relação a ela que se referia... “É melhor do que a Diana do Cadaval”. Só isso!
  16. fab

    Casa Feliz

    A necessidade de limar arestas mantém-se, como seria de esperar. Hoje a Diana esteve mais solta... O seu potencial é evidente. O João tem de perceber que precisa de lhe dar espaço. Ainda a atropela com imensa frequência. De qualquer forma, acho que podem criar uma boa dinâmica. Parece-me que apesar do escasso tempo para a planear, esta pode ser uma aposta a longo prazo. Vão ter de aprimorar o conceito, claro. Mas isso faz-se com o tempo...
  17. fab

    Casa Feliz

    Sim, a Flash pertence à Cofina, grupo que até há semana passada se dedicava a denegrir a Cristina 😂
  18. fab

    Profissionais SIC

    De onde tiraste essa ideia?
  19. fab

    Casa Feliz

    Calma! Estou só a dar a minha opinião! Um dos grandes problemas da televisão portuguesa, como em tantas outras áreas, é a falta de capacidade de renovação. São sempre os mesmos a fazer as mesmas coisas! Como se outros não tivessem a mesma ou até mais capacidade para as fazer. Ao longo das últimas duas décadas, o daytime da televisão portuguesa foi assegurado (quase continuamente) pelas mesmas figuras. Ironicamente, a Tânia Ribas de Oliveira e o João Baião são os apresentadores com menos anos deste género de programas. A fórmula esgota-se, mas a insistência em mantê-la acaba por criar um desgaste quase irreversível. É verdade que as poucas tentativas de sair deste núcleo quase restrito e impenetrável de figuras não correu bem... A Andréia Rodrigues pode ser um exemplo disso. Mas, na minha opinião, tirando a aposta na Cristina Ferreira (sim, ela também já foi a novata ente os “monstros do daytime”) nunca se apostou em alguém verdadeiramente com uma ideia de continuidade e de formação de um novo apresentador de daytime. Ficou-se sempre à espera da sorte... Se resultar, resultou... Se não resultar, muda-se o programa! E sem projetos de continuidade, não há sucessos por milagre (vá, às vezes até há). A própria Cristina levou muito, mas mesmo muito tempo para se impor. Daqui por alguns (não muitos) anos, estes “monstros” do daytime vão ter de deixar de o ser... E seguindo a vossa lógica, aqueles que poderiam ter sido criados entretanto, não o foram... Confio no Daniel Oliveira e acredito que não descartando ou desvalorizando nenhum dos pesos pesados da apresentação em Portugal, apostará na criação de novas “estrelas” (não gosto deste termo). A próxima “Cristina Ferreira” nascerá mais rapidamente de uma estratégia de formação de uma nova apresentadora do que de uma estratégia de aposta em alguém como a Fátima Lopes.
  20. fab

    Casa Feliz

    Além disso, arrisco-me a dizer que da geração da Fátima, o João Baião está, atualmente, uns níveis de popularidade acima.
  21. fab

    Casa Feliz

    A Fátima Lopes é passado! O Daniel tem que resolver os problemas do presente, focando-se no futuro! Mesmo que esse futuro passe pela (lenta) criação de uma nova estrela de daytime. E a Fátima, por melhor e mais competente que seja, nunca foi capaz de se reinventar na TVI. Mantém um formato bolorento, apresentado de uma forma bolorenta, e assume-o sempre como um grande e bem sucedido projeto televisivo. Por isso, apostar na Fátima seria apostar no passado. Não creio que ela tivesse vontade, dinâmica nem capacidade para assumir um formato com visão de futuro... Iria sempre acomodar-se em algo mais tradicional, como tem feito ao longo dos últimos (quase) vinte anos.
  22. fab

    SIC em Direto

    Médio... com potencial para estabilizar em bom. Mas, se tivermos em conta o tempo de preparação, podia ter corrido muito pior. Nesse sentido, foi um bom resultado.
  23. fab

    Notícias SIC

    Uma quebra pouco significativa quando comparada com a queda da Média Capital.... Se esta, com a entrada da Cristina, desvalorizou mais do que a Impresa, de onde ela saiu, não sei até que ponto a origem desta oscilação pode ser atribuída à mudança da apresentadora.
  24. fab

    Casa Feliz

    Partilho, agora no tópico do programa, um apontamento para o futuro: - Definir melhor o papel do João e da Diana. Ele tem o quádruplo da energia dela e já não está habituado a partilhar espaço. Ela está a começar, precisa que o João lhe dê esse espaço e mais tempo. Tem que ganhar confiança... Durante a emissão foi evidente a sua hesitação em intrometer-se em alguns momentos ou conversas. - Fazer alterações no cenário, que é totalmente Cristina. Eliminar o quarto, o closet e a casa de banho. Nem pensem em vender a ideia de que esta é a casa dos apresentadores do programa. Funcionava com a Cristina, não funcionará com o Baião e a Diana. Aproveitem para equilibrar o espaço dos estúdios, dando um cenário maior à Júlia Pinheiro. Criem uma sala de estar maior e centrem o programa nessa sala e na cozinha. É suficiente... - Criem vários segmentos com colaboradores fixos do programa. Escolham-os a dedo, e mantenham a ideia de vizinhança. O programa pode fazer-se com os “amigos” dos apresentadores. É algo que cria proximidade com o público. - Se decidirem manter este lado de sitcom, façam-no com um guião mais definido e com “personagens” fixas (complementando a ideia do ponto anterior). A Cristina conseguia improvisar na condução do programa, porque era responsável por toda a sua formatação e porque sabia exatamente para onde queria ir. Além disso, fazia-se valer dos colaboradores fixos / frequentes, que conseguiam dar-lhe a contracena que ela pretendia. Talvez seja importante que, nesta nova fase, o guião seja mais definido. - O programa tem de ser do João e da Diana entre as 10h e as 13h. Não faz qualquer sentido que nenhum dos dois conduza o segmento de maior audiência das manhãs da SIC. O Hernâni já vale como comentador. É contraproducente que do seu espaço de análise e comentário sejam excluídos os apresentadores do programa. Hoje, perderam a oportunidade de mostrar a nova dupla das manhãs num espaço que, facilmente, tem picos próximos do milhão de telespectadores. Não foi bem pensando! A manter esta estrutura, o Casa Feliz devia terminar às 12h, iniciando-se um programa de análise criminal pelas 12h15. - É importante que alterem os oráculos! Não gostei do logotipo e acho que a identidade do programa também passa pela criação de uma linha gráfica consistente e marcante. A parte instrumental que, neste conceito, tem um papel fundamental, também tem de ser aprimorada. Concluindo: Limando arestas, e sendo certo que a perda da Cristina é difícil de se superar, podem conseguir manter um bom nível nas manhãs, com um conceito original que, rapidamente, se tornará imagem de marca da SIC. E é para isso que têm que trabalhar... Para associar este conceito à SIC e não à Cristina! Devem apostar bastante no treino e na formação da Diana, que tem potencial, mas falta de tempo de preparação para um desafio exigente e inesperado. É importante que se aposte também na sintonia entre os apresentadores que, naturalmente, hoje foi ainda desproporcionada e muito pouco sólida. Mas com potencial para evoluir. Relembro que o tempo de preparação do seu programa mais difícil dos últimos anos foi, para a SIC, muito pouco. A máquina precisa de ser oleada, mas pode funcionar bem... Tempo, crédito e tolerância... é disso que agora precisam! Mas, mais uma vez, o Daniel mostra que é capaz de fazer omeletas sem ovos. E baixar os braços, não é algo que possamos ver nos próximos tempos!
  25. fab

    SIC em Direto

    E a Cristina demorou muito tempo a fazê-las. Lembro-me que, durante anos, todos os “recadinhos” do Você na TV eram dados pelo Goucha.
×
×
  • Create New...