Jump to content

Ruben Fonseca

Moderadores
  • Content Count

    14,597
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    43

Posts posted by Ruben Fonseca


  1. What if!

    Love is Blind também achei um flop, mas como ele deu show no palco, percebi a passagem.

    O mais perto das russas até agora foram os "Winny Puuh" mas não conseguiram a passagem:P

    Pois... Mesmo assim, Kuula e Beautiful Song eram pior que Love is Blind...

    Acho que se os Winny Puuh fossem, se calhar ainda ficariam em 2° ou no top5 na final... :haha:


  2. Eu ofereço-me como colaborador!!! Vamos fazer um sucesso tremendo! Tristeza, um duo que eu gostei imenso em 2007, a denegrir a sua imagem com uma música onde o cantar não existe, não encaixa, não há música, onde tudo grita não se sabe bem porquê. Os tipos da Bulgária até fizeram um inquérito no ano que passou para perceber o porquê do insucesso...mas não devem de saber interpretar os resultados e decidaram afundar-se ainda mais. O mar negro convida!! :haha:

    Então este ano. :rolleyes: Qual escândalo da carne de cavalo... :smoke:

    • Like 1

  3. A minisom e esses que vendem aparelhos auditivos, vão obrigar a RTP a mostrar a música da Bulgária... Para ficarmos todos a ouvir mal! Bom, mas assim o Júlio Isidro e o Marco Paulo ganhavam mais uns tostões a fazer publicidade! :cool:

    Acho que vou emigrar para Bulgária e instalar lá uma empresa de aparelhos auditivos. A partir do dia 16 de Maio, vai ser um autêntico sucesso! :smoke:


  4. Não me acredito... CONTINUAÇÃO:

    O que se vai passar em Malmo: :notme::help:

    O que a Bulgária fez: :hunter::butcher::banghead::suicide:

    Será que elas vão mesmo a Malmö? I mean, a polícia sueca pode-as prender quando chegarem ao aeroporto dizendo que são um "atentado á música e também á Humanidade". :rolleyes: Voltavam para a Bulgária e poupavam centenas de ataques cardiacos ou problemas auditivos... :happy:


  5. Sinceramente, acho que o PSD (mantendo a coligação com o CDS) tem de se manter no poder nas próximas eleições. Mudanças de governo de 4 em 4 anos só ajudam para criar instabilidade política que só iriam prejudicar ainda mais Portugal. Sim, porque já estou mesmo a prever que o PS tenha uma "grande" (pelo menos significativa) nas próximas eleições. Mas também sei que o Seguro vai prometer um monte de coisas que ao fim de 4 anos, caso se torne PM, não vão acontecer, pois também estará dependente do FMI e da Troika.

    Mas se temos sempre PS / PSD a governar, é porque os portugueses votam neles... E se votam neles, também não estão muito importados se são "sempre os mesmos" (falando de um modo geral)... Mas isso também acontece porque os políticos dizem uma coisa e ao fim de 4 anos fazem outras completamente distintas. Basta ouvir um discurso do Sr. Pedro Passos Coelho durante a campanha para percebermos que praticamente tudo o que disse revelou-se outra coisa completamente distinta. Daí o descontentamento da população, o afastamento, a desconfiança que existe entre políticos e cidadãos.

    A nossa democracia está "podre", é um facto... Quando "prosperamos", gastamos o que temos em estradas, aeroportos, TGV's, e mais um monte de coisas que não têm interesse. Indústria e Agricultura, deixa estar... Importar é a solução, afinal de contas, o que é do estrangeiro é melhor... Quando estamos em crise, impostos... Uns com reformas com mais de 10000€, outros com umas de 250€. Uns com os benefícios do costume, outros a contar o dinheiro a cada dia. Tanto faz, aposto que quando sairmos desta voltamos ao mesmo ciclo pelo qual nos habituámos durante séculos. Ficamos apertados durante uns anos, mas depois é tudo á "grande e á francesa". Aquilo que realmente o país necessita fica para 2º plano, é sempre melhor sermos o país com mais estradas por km2 do que termos um agricultura decadente.

    Como já disse, até esta crise se resolver, o melhor é manter a coligação PSD / CDS no governo. Pois caso o PS vença as eleições mas que não forme coligação nenhuma nem as vença com maioria absoluta, voltamos ao mesmo que aconteceu na era Sócrates. O PS propõe algo, o resto rejeita e o país vai "pelo cano abaixo". No fim desta crise, é de extrema importância valorizar o setor primário (que no nosso país é um setor decadente, e que se for devidamente valorizado, cria empregos, baixa as importações e aumenta as exportações), criar bases para uma economia que não cai ás primeiras dificuldades, tornar os nossos produtos mais competitivos, exportar para países emergentes, existir equidade social, entre várias outras coisas que não valorizadas na nossa democracia.

    • Like 1
×
×
  • Create New...