Jump to content

Ruben Fonseca

Moderadores
  • Content Count

    14,237
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    43

Posts posted by Ruben Fonseca


  1. há 9 minutos, Duarte disse:

    olhem é assim, eu aguentei o Versus em tema escuro 

    mas não sei se aguento esta coisa, por isso vamos a acender a luz que não estamos em Cascais 

    Ser-se contra o dark mode em 2020 :clown: 

    ---

    Eu até participava, mas ainda não vi nenhum filme nomeado :clown: Façam a listinha dos que vale a pena meter à frente dos outros 38294832 filmes que tenho na minha watchlist do Letterboxd :fancy: 


  2. há 43 minutos, ATVTQsV disse:

    Onde é que viram a notícia da mudança? Passou nos canais?

    A NOS tem andado a mandar emails aos clientes sobre o assunto. Não tenho a certeza se também anunciaram no fórum.

    Citação

    A 14 de janeiro, os canais TVCINE vão mudar para melhor, passando também a incluir séries. 
    O canal TVSÉRIES deixará de emitir mas todas as séries exclusivas mantêm-se nos canais TVCINE. 
    Veja os novos TVCINE a partir de 14 de janeiro.

    Não me surpreende que tenham acabado com o TVSéries. O canal perdeu imenso com a entrada dos serviços de streaming, principalmente a HBO Portugal, as novidades que tinha eram nulas e passavam repetições em loop. Acho que dá perfeitamente para conciliar séries e filmes no mesmo canal, desde que o façam de forma a que as repetições de séries não resultem em menos filmes a serem transmitidos.

    Não acho que vá ser uma mudança drástica, nem acho sequer que uma tematização por género de filme seja assim tão necessária, tendo em conta que os TVCine distinguem-se facilmente uns dos outros pelo tipo de filmes que passam a maior parte das vezes.

    • Like 2

  3. Eleições no Reino Unido: sondagens à boca das urnas apontam para uma maioria absoluta dos Conservadores. Aliás, Boris Johnson teve, a confirmar-se, o melhor resultado para os Conservadores desde a 3ª eleição de Thatcher. O Labour teve o pior resultado desde 1924.

     


  4. há 14 horas, Diana Navidade disse:

    Boa noite, senhor moderador. ;) 

    Antes de mais, quero pedir-lhe desculpa pelo meu atrevimento em dirigir-me a si assim de repente. Como tem um cargo de moderação, um cargo elevado neste fórum (só não tão elevado como o da administração), deve ser tratado com mais respeito e rigor, e eu temo não estar a fazê-lo.

    Adiante, estou a escrever-lhe porque não entendi o que quis dizer com o seu comentário. Afinal de contas, referiu uma ida à Bertrand (que por acaso é o meu local de trabalho, caso não saiba) como uma coisa má. Ora, pergunto-lhe? Onde é que é mau entrar numa verdadeira catedral literária como é a Bertrand? Desde quando é que é mau entrar num local que vende a coisa mais preciosa que existe, books...? Por favor, gostava que me respondesse. ;) 

    Quanto à vida sem álcool, concordo consigo a cem por cento... :drinks:Aliás, se estiver interessado, pode comparecer no próximo sábado à noite em minha casa, em Óbidos. Vou organizar mais um fórum literário com [email protected] e [email protected] [email protected] da faculdade, onde vamos falar e refletir sobre os livros que lemos neste ano de 2019, e os lançamentos deste ano e desta década que está prestes a terminar... é uma espécie de balanço literário do ano! E claro, com comidas e bebidas (e o senhor moderador pode trazer mais bebidas, se quiser). Gostaria muito de saber o que tem andado a ler. :book:;) 

    Cumprimentos e uma noite descansada, :lazy: 

    Diana Navidade

    Bem, neste momento ando a ler pediatria e obstetrícia. Livros muitos bonitos, que me atormentam durante a noite e me fazem chorar durante o dia. Mas para quê refletir sobre livros quando podemos refletir sobre o que colocar juntamente com uma garrafinha de vodka preta ou de melão? Isso é que merece reflexão, Diana das Natividades. Até porque é muito pouco provável reler um livro que li em 2019 no próximo ano, já as misturas que utilizo nas bebidas é outro assunto. Aliás, mal posso esperar para refletir sobre todas as bebedeiras que irei apanhar em 2020

    wk4vGKJ.gif

    E, cara Diana, quem me conhece sabe bem que eu adoro a Bertrand. Adoro sobretudo mandar pessoas para lá :bounce: Não há parâmetro no relatório PISA que não suba com as minhas ações. É como diz o slogan: "Spam? Limitado. Bots? Apagados. Fanáticos? Domesticados. Hotel? Trivago."

    • Like 1
    • Love 1
    • LOL 2

  5. há 15 horas, tjspy disse:

    Eu quando via os infinitos posts do @Ruben Fonseca e do @Hugo sobre bebedeiras: :confuso:

    Eu depois de beber meia garrafa de vodka branca, múltiplos copos de vodka preta e cidra, e vomitar 7 vezes entre as 3h30 e as 5h numa festa universitária: :surpresa:

    Vodka branca é para nunca mais, a loja fechou :wheelchair:

    Eu também digo sempre "nunca mais" depois de ficar KO :fancy: É seguir para o McDonald's no dia seguinte e esperar pela próxima bebedeira a partir de agora :drunk:

    • Love 1
    • LOL 2
    • Sad 1

  6. Parece uma mistura de 2014 com 2019. Gosto do palco, parece minimalista e sóbrio, mas ao mesmo tempo não é apenas um palco LED simplista com uns adornos no meio. Curioso para ver como todas aquelas luzes vão resultar na TV. Também gosto da ideia de ter aquela ponte ali no meio, junto ao público (mais um a mostrar o rabo em direto para fazer jus ao videoclip de Arcade :read: ).

    Pena ser sempre o mesmo a fazer o palco. :haha: Não têm mais ninguém para além do Florian na EBU?

    Mais imagens: 

     

     

    • Like 1

  7. há 3 horas, Fabien S. disse:

    Sinceramente? A minha única preocupação é a França. A Alemanha tem perdido imenso protagonismo. Fez um mundial fraquíssimo. Chegou a perder para a Coreia do Norte por 2-0. E o apuramento também não foi nada por aí além... tem perdido muita força. 

    Coreia do Sul, e não a Coreia do Norte. E como assim, o apuramento não foi nada por aí além? Só perdeu uma vez frente à Holanda, tirando isso foram só vitórias. :ph34r: Claro que já não é a seleção que venceu 7-1 frente ao Brasil, mas está em crescendo, com caras novas suficientemente capazes de fazer uma figura muito melhor que aquela que fizeram no Mundial. Tem capacidade mais que suficiente para vencer Portugal.

    Calhou-nos mesmo o pior grupo. Se ficar a Islândia no nosso grupo, pior ainda, porque sinceramente estou mesmo a ver que o Portugal-Islândia vai ditar quem fica em 3º lugar no grupo. Diria que a França fica em 1º e a Alemanha em 2º. Portugal tem uma boa seleção, mas há alturas em que simplesmente adormecem, principalmente a tentar finalizar. Vamos ver.

    • Like 1

  8. On 28/11/2019 at 19:18, tjspy disse:

    Verti meia lágrima com esta evolução :triste:

    O Daniel Oliveira é o meu ídolo. I mean, cria o conceito de um dos sítios que teve mais importância para mim e torna-se diretor de um canal de televisão e traz um novo vigor ao mundo da televisão em 2019 :triste:

    E realmente dá-me imensa pena ver o estado dos foruns hoje em dia. O Fantastic é mesmo depressivo, é um autêntico fóssil vivo. Eu tenho lá conta (não sei como :haha:) e entrar lá dá uma dor imensa no coração. Parece que estou a entrar num museu onde outrora se vivia uma vida ativa e existiam pessoas, que agora desapareceram e não deixaram mais nada sem ser o seu rasto e os seus comentários. Eu tenho muita pena que Zapping (e não me chocaria que até o próprio aTV) vá pelo mesmo caminho. Neste momento ambos coexistem de uma forma muito ténue. Um vai precisando do outro. O aTV transfere para o Zapping membros avulsos que não têm cá lugar, o Zapping devolve a divulgação de audiências completas. Mas não acredito que esta situação dure muito tempo. Já não há grande vontade de que os foruns se mantenham vivos. É pena. E cheira-me que a morte (literal, tipo Fantastic) de um será a morte do outro. Mesmo com audiências, duvido que alguém quisesse saber do Zapping (pelo menos mais dos que lá estão) se o aTV desaparecesse. As pessoas que estão aqui não me parece que quisessem "descer" ao submundo em termos de layout que é o Z. Se o Z acabar, sem audiências, a médio-prazo o aTV também não chegará muito longe. Os concursos foram erradicados. Os novos foristas são uns quantos gatos pingados e os mais antigos tenderão sempre a desaparecer. As próprias tabelas de likes andam com números reduzidissimos. Para a administração o fórum já é como se não existisse. O Zapping é um museu que ainda respira ligado às máquinas e o aTV é um último suspiro e esperança para este formato social.

    Ou então estou a exagerar, mas acho um bocado isto :triste:

    É como disse o @AGUI, basta um acontecimento marcante para entrar uma jorrada de gente. Aliás, basta olhar para as estatísticas: o fórum teve mais de 25 mil posts em janeiro de 2019, números que já não via desde julho de 2017. Mesmo essa marca dos 25 mil posts (ou até dos 20 mil, visto que é raro o fórum atingir essa marca) é algo que só se verifica em períodos pontuais desde 2013, altura do boom do aTV.

    A verdade é que antes havia muito mais interesse porque a oferta também era outra. Lembro-me que na altura em que comecei a acompanhar os fóruns de televisão, em 2012, havia todo o tipo de blogs (+TVI, SIC Blog, etc etc) para tudo e mais alguma coisa. Cresciam e morriam que nem cogumelos. Aliás, agradeço a muitos o trabalho de fazerem tabelas de audiências personalizadas até se fartarem e deixarem os respetivos blogs morrer, deu-me um jeito enorme para fazer o Projeto X nos anos de 2009-2011 :haha: . Não acho que sejam os fóruns, por si só, que estejam a morrer, mas sim os próprios hábitos de consumo que mudaram e, aqui em Portugal, os fóruns não acompanham muito essa tendência - em parte porque, uns 80% de todos os posts continuam ainda ser relativos aos canais generalistas; em parte porque as administrações dos respetivos fóruns andam a dormir há anos e deixaram de ter o rigor que tinham antes; em parte porque aqueles que tinham o bichinho da televisão e o rigor de fazer as coisas bem estão, na maior parte, licenciados ou a caminho disso e com cada vez menos tempo para participar em projetos deste tipo (e mesmo com membros passa-se a mesma coisa); em parte porque quem entra agora encontra uma realidade, dentro e fora do fórum, que em nada era igual à realidade que havia antes, com o chat a bombar (não nesse sentido, mas também nesse sentido :read: ) até às 3h ou 4h e com um spam de posts que hoje nunca seriam aceites. :mosking: 

    Depois também há aquilo que se quer num fórum. O Zapping vive muito das audiências, é verdade, mas o conteúdo do fórum é, na maioria dos casos, um aterro a céu aberto. Fanatismos ridículos, spam até dizer chega. Também o há aqui, também há fanáticos, também há situações que nem sempre são desejáveis, mas há maior controlo. Podemos também olhar para os brasileiros e ver como eles fazem os seus fóruns, como comentam, apesar da cultura de fóruns não ser a mesma. Acho que falta sobretudo a visão. Se essa visão vai chegar algum dia? Não sei, sinceramente acho que não, pelo menos não desta forma, mas aí não será culpa do fórum (ou dos fóruns em si), mas sim de quem achou que um fórum, tal como qualquer outra "experiência social" ( :ph34r: ), não precisa de mudar para lá das pequenas mudanças de design e tudo mais.

    • Like 4

  9. Um pie chart não é um logo. :clown: Ainda por cima com um slogan que diz Open Up. :ph34r: Mas até gosto do conceito, apesar de tudo. :mosking: O logotipo em si deve resultar muito melhor na TV, mas esperava mais. É simplista, talvez até ao mesmo nível de simplicidade que o de Lisboa 2018 (inicialmente). Os mockups estão muito giros:

     


  10. Acho que esta nova temporada é a melhor das três. O novo casting é perfeito e não fica em nada atrás ao anterior. Olivia Colman esteve completamente soberba e não me fez ter saudades da já brilhante interpretação da Claire Foy. O mesmo se pode dizer da Helena como Princesa Margaret, que finalmente teve o seu spotlight nesta temporada, no último episódio.

    A história em si continua bastante cativante: desta vez, os problemas externos tomam uma outra dimensão, numa altura em que o Reino Unido era considerado o "sick man of Europe". Acho que também se fica a conhecer uma nova faceta, que muitas vezes vem à tona, da família real, sobretudo através do Príncipe Carlos e do seu amor com a Camilla e, em parte, da Wallis com o Edward. A próxima temporada tem tudo para ser a melhor da série: a nível político, com a ascensão da Thatcher como primeira-ministra, a guerra das Malvinas e tudo mais; a nível interno, porque a 3ª temporada terminou a meses do Príncipe Carlos conhecer a Princesa Diana, com tudo o que isso implica.

    Espero é que não seja preciso mais que um ano de espera. :cryhappy: 

    • Like 3
×
×
  • Create New...