Jump to content

Ruben Fonseca

Moderadores
  • Content Count

    14,327
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    43

Ruben Fonseca last won the day on November 4 2019

Ruben Fonseca had the most liked content!

Community Reputation

34,737 A Lena afastou a galdéria que há em mim

About Ruben Fonseca

  • Rank
    Percebo algo de VOSDAL
  • Birthday June 16

Informações de Perfil

  • Género
    Homem

Recent Profile Visitors

43,081 profile views
  1. Já não é a primeira vez que reages com confusos cada vez que te dizem algo que, ou não gostas, ou vai contra a tua opinião. Ainda num post meu em que eu claramente expliquei que, naquele jogo da lista, não se trata apenas de fazeres uma lista, reagiste com um confuso e até acho que fui bastante claro. Se não sabes usar o sistema de reações, não o usas, simples. E eu também não quero estar aqui a ensinar a seres bem-educado, algo que pelos vistos te faltou quando me mandas uma MP a dizer o seguinte: Espero que tenhas ficado esclarecido, quer pelo facto de não te ter respondido à mensagem, quer pela suspensão do uso de reações.
  2. Lista de coisas que devem fazer antes de fazer um post: Ler as regras do tópico Reler as regras do tópico caso não percebas bem Repetir pontos anteriores ou simplesmente não postar nada
  3. Ainda me lembro que achavam que isto ia vencer Dancin' Days Devem ter seguido a mesma lógica desta vez
  4. Ruben Fonseca

    Quer o Destino

    Tenham atenção às provocações! Estar de quarentena não vos dá liberdade para passarem o dia todo aos insultos de um lado e do outro como se do último rolo de papel higiénico se tratasse. É que se continuarem podem ter a certeza que o vosso destino é umas semanas de quarentena fora daqui. Controlem-se um pouco.
  5. Ruben Fonseca

    Atualidade

    Vamos todos passar com 20 Eu só tenho videoaulas a duas cadeiras. Tudo o resto foi substituído por trabalho autónomo e pseudo-trabalhos que demoram um dia a fazer, mas que servem apenas para compensar uma aula de 2h. Pior que nem os mandam corrigidos, mas para dizer que estão uma borrada já sabem spamar a caixa de email. Todas as minhas frequências são em abril, uma já foi cancelada (supostamente) e só dia 9 é que vou saber o resto das frequências, dependendo do que o governo decidir. Por um lado, acho que prefiro ter tudo cancelado que levar com 5 ou 6 frequências em duas semanas. Tinha estágio em meados de maio, mas nem sei como vai ser quanto a isso. Nada como ver o 2° semestre do meu último ano teórico a ir com os cães.
  6. As implicações do vírus nunca serão apenas até abril/maio. Controlos terão de ser feitos sistematicamente para lá de 2020 para evitar que aconteça um ressurgimento de casos. Basta só pensar que um ressurgimento de casos na Ásia é extremamente fácil de acontecer se uma pessoa que vem de um país europeu ou até mesmo dos EUA, onde o vírus continua a espalhar-se a grande velocidade, for parar a Wuhan, a Macau, etc. Por isso, a segunda onda ainda é para já algo pouco claro. Eventualmente, a vida normal tem de regressar e, a não ser que algo de extraordinário aconteça, assim que o vírus começa a estar controlado (o que seguindo os modelos será para maio), é o que vai acontecer a nível doméstico. Claro que a nível internacional terão de ser tomadas precauções, mas isso vai continuar a extender-se por muito mais tempo. Dito isto, não acho que seja assim tão logisticamente impossível quanto dizes. Não há assim tantas discussões a ocorrer entre maio, assim que um país ganha e aceita a organização, e outubro, que é quando começamos a ter novidades concretas acerca da escolha da cidade anfitriã, entre outros detalhes. E mesmo que houvesse, poderiam adiar o ESC 2021 para finais de maio ou até início de junho, o que não seria nenhuma novidade, e daria algum tempo extra para o país vencedor em 2020. Todos esses processos que tu referes são baseados numa onda hipotética. Não havendo onda nenhuma, mesmo países com regras mais relaxadas a nível de controlo da propagação teriam, em setembro, controlado suficientemente o vírus para organizar de forma mais calma. O dinheiro que se perdia comparado ao dinheiro que se perdeu com o cancelamento acabaria por ser menor, porque pelo menos haveria algum retorno em 2020. Quanto aos cantores, empresas de produção, etc, não estão em situações diferentes que todas as outras empresas, seja de que área for. Não há garantias de nada agora. Porque razão não poderiam alterar os contratos acordados para setembro e porque razão já o poderiam em maio de 2021? Eu entendo que setembro seja um prazo menor e há muita incerteza neste momento, entendo todas as razões inerentes à segurança da produção, etc, mas parece-me precipitado que, em março, tenham tomado uma decisão tão drástica quando tudo nos leva a querer que em setembro a situação já esteja controlada (o que não quer dizer resolvida, pois isso irá bem para lá de 2020). --- Entretanto, parece que vamos ter CD: https://escxtra.com/2020/03/21/eurovision-2020-cd-release/
  7. Fora de brincadeiras, mas em novembro já seria muito tarde e o país vencedor não teria tempo de preparar a edição do próximo ano. Mesmo que fosse escolhido um país para 2021, seria injusto para quem vencesse a Eurovisão desse ano e depois ficava um pouco confuso se fosse o país que ganhou em 2020 organizar em 2022 e assim sucessivamente. De resto, concordo com o que já foi dito aqui. Houve países que gastaram já imenso dinheiro para ter uma canção para este ano. Além disso, é demasiado mau pensar que a Bulgária (que podem nem participar em 2021), a Islândia ou a Lituânia tinham aqui uma chance única de poderem, quiçá, vencer pela primeira vez. A Suíça podia ter ainda um melhor resultado que em 2019. E sim, até podem ter a chance de apresentarem uma música melhor em 2021, mas podem também apresentar algo bem pior. Como já disse aqui antes, ficava extremamente frustrado se isto acontecesse em 2017 e não fosse possível levar Amar Pelos Dois à Eurovisão, potencialmente acabando com as nossas chances de uma 1ª vitória. Entendo que a EBU não queira um ESC com uma mistura de 2020 e 2021. Mas isto só demonstra a confusão que deu o cancelamento disto. Sim, há contratos, há todo um aparato que nós não fazemos a mínima ideia e sim, não sabemos quando isto vai passar. No entanto, era assim tão impossível esperar por uma altura mais tardia? Apesar de entender as razões, haverá sempre um lado que não consegue lidar com este cancelamento. Espero que tenhamos, pelo menos, um álbum com as músicas de 2020. Merecemos isso.
  8. Cancelem o JESC e façam o ESC na sua vez, que ninguém vai sentir falta das crianças
  9. Ruben Fonseca

    Atualidade

    O próprio filho do Bolsonaro confirmou à FOX News que o pai tinha testado positivo para o COVID-19. Pouco depois sai uma nova declaração oficial a dizer exatamente o oposto. A culpa aqui não foi dos jornalistas.
  10. Ruben Fonseca

    Atualidade

    Não é pensar pela negativa, é a realidade. A solução é testar o maior número de pessoas possíveis. Menos testes resultam em menos casos reportados. É um número promissor, mas ainda é muito cedo para celebrar. O mais provável é que isto tenha sido um outlier e não o início do achatamento da curva. Pelo contrário, ainda não estamos no pico sequer, longe disso, por isso é cedo para falar disso. Manterem-se em casa continua a ser essencial.
  11. Por mim terminavam a série nesta temporada, não gosto nada quando tentam espremer algo até ao tutano. A Lucrecia foi a rainha desta temporada. O Ander merece alguém melhor que o Omar (eles como casal nunca tiveram química nenhuma), e este quero/não quero do Guzman e da Nadia já começava a ser um pouco repetitivo (namorem de uma vez, por favor ). De resto, a temporada foi boa embora tenha preferido a 2ª também. Gostei sobretudo do desenvolvimento de algumas personagens como a Lucrecia e a Carla.
  12. Ruben Fonseca

    Atualidade

    Estado de emergência aprovado. Abstenção do PCP, PEV, IL e Joacine Katar Moreira.
  13. É bastante injusto para os cantores que não possam levar as músicas já escolhidas. Lituânia, Bulgária, Islândia, todos tinham ótimas chances de vencer pela primeira vez e com uma outra música simplesmente não há garantias que isso venha a acontecer. Já viram o que seria escolhermos Amar pelos Dois e depois a Eurovisão era cancelada? Isto para dizer que a EBU tem de dar garantias de que, se assim quiserem, deviam manter as músicas de 2020. Não faz sentido manter só os cantores, mesmo que isso implique menos finais nacionais e um ano extremamente invulgar devido a este cancelamento. Não deixa de ser o primeiro ano na história da Eurovisão em que 41 músicas, independentemente da qualidade de cada uma delas, não vão atuar em Roterdão.
×
×
  • Create New...