Jump to content

miguelalex23

Moderadores
  • Content Count

    7,170
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by miguelalex23

  1. Pois, claro que estão lá... Estas negociatas da Sport TV vão acabar por prejudicar o futebol, não percebo porque é que os clubes ainda não tomaram uma posição sobre a não emissão da liga em sinal aberto.
  2. Bem, se a GfK está a ajustar o painel, espera-se que com o tempo os resultados sejam mais fiáveis e não haja tanta desconfiança.
  3. miguelalex23

    Maré Alta

    Acho que eles há uns tempos fizeram umas montagens com cenas de vários episódios, e provavelmente é isso que estão a repetir. Eu gostava era que repetissem outras séries de comédia antigas. Adorava rever O Fura-Vidas ou o Cuidado com as Aparências, por exemplo.
  4. Neste momento eu só não acredito porque parece que eles agora têm uma amostra muito mais pequena (não quer isto dizer que eu leve os dados da GfK totalmente a sério, principalmente os da RTP1). Telejornal continua a ser o noticiário mais visto na Marktest. Os Compadres com um resultado muitíssimo superior ao da GfK. Gostava de saber quanto faz o flop Desafio Final...
  5. miguelalex23

    Desporto

    As cerimónias de Pequim e de Londres são incomparáveis. É claro que eu gostei mais das de 2008, mas julgo que as de 2012 tiveram de ter um orçamento bem mais baixo. Não achei má. Pessoalmente preferia não ter de levar com as Spice Girls nem com a Jessie J a cantar Queen, mas gostos são gostos.
  6. Foi um disparate da RTP2 mudar as comédias de horário. Passaram a ter metade ou um terço da audiência que tinham às 20:45. Na altura foi por causa do Hoje às 19h, para não encurtarem o Zig Zag, mas agora já não faz sentido.
  7. Não vou perder, adoro a série. A RTP2 está um bocado atrasada, mas vou rever a 4ª temporada. Outra novidade de hoje foi a estreia da 4ª temporada da Teoria do Big Bang. Continuo a achar, é um desperdício dar as séries de comédia num horário de pouca visibilidade como as 18:30 (ainda por cima com a Fé dos Homens antes...).
  8. Sim, o grafismo da informação da RTP é muito fraco, mas o Top Chef não tem nada a ver, julgo que quem trata disso é a produtora.
  9. miguelalex23

    Cinema RTP2

    Talvez esta semana seja algum ciclo de cinema francês, se a RTP2 promovesse melhor o seu cinema criava um contexto. Assim parecem ser 5 filmes escolhidos ao acaso. Além disso, é obrigação da RTP fugir à hegemonia do cinema americano e dar destaque ao cinema europeu.
  10. O horário foi mesmo vergonhoso. Será que não podiam ao menos combinar com a organização das touradas para estas sem menos longas (pôr mais cedo está fora de questão porque acho que só podem dar touradas depois das 22h)?
  11. Vou espreitando de vez em quando, mas durante pouco tempo porque não tenho especial gosto por ver animais ensanguentados. Mas é um bocado imprevisível, há touradas que acabam ligeiramente mais cedo, outras estendem-se para lá da hora marcada.
  12. É normal, só quem ouve a Antena 3 ou os poucos espectadores do Canal Q é que a conhecem. Hoje o programa com a Ana Galvão vai para o ar tardíssimo (1h20) por causa da tourada. Eu não gosto de touradas e por mim a RTP deixava de transmiti-las, mas não seria melhor darem ao Domingo, como fizeram no outro dia?
  13. Eu até gostei da Inês Gonçalves. E não foi estreia em TV, porque ela participa em alguns programas no Canal Q e às vezes apresenta o "Inferno". Hoje não vi a Sílvia Alberto, mas estou curioso por ver a Joana Cruz e a Ana Galvão.
  14. miguelalex23

    Cinema RTP2

    Pena que para a semana já não haja 5 Noites 5 Filmes...
  15. Tudo o que foi adquirido sim, mas penso que a questão é saber o que foi adquirido e o que não foi (a RTP já anda a cortar imenso nestas compras). Provavelmente a RTP não vai comprar as temporadas seguintes de todas as séries, portanto decerto algumas vão ser "interrompidas" (a não ser que o canal privado pegue nelas).
  16. Sim, não consigo perceber uma RTP que tem mais canais de cabo do que em sinal aberto.
  17. Aí concordo. E se o cabo cresceu tanto, boa parte da culpa também é das generalistas, com a sua qualidade de programação a deixar muito a desejar, e por não terem feito para nada para evitar o que se passou com a TDT.
  18. E pronto, voltamos a 1968. Numa altura em que a maior parte das estaçõess de serviço público aumentam a sua oferta de canais (e em sinal aberto, não é no cabo), o Governo acha que a RTP só deve ter 1 canal, quando isto vai afectar a situação já preocupante do mercado audiovisual. Além do mais, como é que a RTP quer ter um canal próximo da actual RTP1 se esse canal único nem publicidade vai ter (porque se tivesse então aí é que era o descalabro para a SIC e a TVI)? Isto não é sustentável! Vamos ter um serviço mais reduzido, pior (não me parece que consegam fazem com 1 canal o que fazem com 2), e sem forma de se rentabilizar! Mas pronto, o Miguel Relvas já cumpriu a sua função, foi este o principal objectivo dele no Governo.
  19. Não é assim tão inédito, já tem havido registos de liderança da RTP2 mas em horários invisíveis, como ao fim-de-semana às 7h (quando os canais estão todos a dar desenhos animados e a RTP2 dá informativos) ou nas madrugadas. Mas claro, é um feito histórico.
  20. Concordo em parte com o Joel Neto nessa crónica "Juízo de gosto". Acho que nenhum género de música deve ser discriminado nesses programas, mas deviam convidar também outro tipo de bandas e grupos, e rejeitar a falta de qualidade que às vezes se vê. Por falar em Joel Neto, cá vai uma crónica que ele publicou há dias: O humorista no labirinto Tenho escrito aqui sobre os humoristas portugueses e os dolorosos dilemas que se lhes colocam. Reféns da urgência da piada seguinte, na sua vida profissional tanto quanto na pessoal, os humoristas já nascem personagens literárias por excelência. Entretanto, o lusitano anónimo define uma tarde bem passada com a frase: "Ai, a gente rimos-se tanto..." E, como se isso não bastasse, os defuntos Gato Fedorento deixaram tão alta a fasquia da qualidade que deixou de ser possível fazer humor sem ouvir em fundo a lengalenga do "Falam, falam...", como uma espécie de oráculo fantasma. O que Nuno Markl faz em 5 Para a Meia-Noite é, de alguma maneira, expressão disso tudo ao mesmo tempo. Primeiro porque assenta quase em exclusivo nos modelos em que o humor mainstream se deixou acantonar, autodepreciação à cabeça. Depois porque não sente qualquer necessidade de transcender as referências a que a geração em voga conseguiu reduzir-se, particularmente o saudosismo dos muito kitsch, muito ternos e muitíssimo batidos anos 80. E finalmente porque, no meio desse lodaçal de facilitismo, acabam por verter da sua apresentação sinais de um declínio que, na verdade, a sua idade e o seu talento não justificam. Nuno Markl não é Herman José. Não tem a idade de Herman, não tem o património artístico dele e, a avaliar por aquilo que ambos sempre fazem questão de revelar sobre a sua vida pessoal, não tem as contas para pagar que Herman tem. Que use tantas vezes a palavra "eu" ao longo de cada emissão de 5 Para a Meia-Noite não apenas é constrangedor, como é desnecessário. Ao contrário do que talvez tema, o fim do seu tempo não está assim tão próximo. E a resposta do Nuno Markl no facebook: https://www.facebook.com/notes/nuno-markl/resposta-a-um-homem-preocupado/10151131693142387 Às vezes este Joel Neto é de rir.
  21. Antes de o 5PMN começar saíram notícias de que a Joana Cruz tinha sido convidada (como se pode ver na 1ª página deste tópico). Depois escolheram a Filomena Cautela.
  22. Parece-me uma ideia engraçada, mas... Oceana Basílio?
  23. Também gosto do Euronews, e tenho pena que a RTP tenha desistido dele. O que era de valor é porem isto na TDT.
  24. Nunca achei grande piada a este grafismo dos quadrados. Preferi aquele que a SIC usou em 2008.
×
×
  • Create New...