Jump to content

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation on 07/02/2019 in all areas

  1. 17 points
    adeus 13, olá 14 começam a soar os alarmes em paço de arcos
  2. 17 points
    Ela reagiu mal. Foi uma pessoa minha conhecida que esteve com ela, no momento em que a autora lhe ligou a dizer que a personagem dela ia sair da novela. A Ana reagiu mal e chegou a insultar a novela de "merda" pedindo mesmo para se vir embora.
  3. 16 points
    Parabéns TVI!
  4. 15 points
    A Ana Cristina Oliveira foi despedida da novela, ontem.
  5. 12 points
    Terminado o primeiro semestre de 2019, a TVI foi o canal preferido dos portugueses no prime time com uma quota de 21.5%. O mês de junho fica marcado pela transmissão da final da Liga dos Campeões que obteve uma audiência média de 1 milhão e 329 mil espectadores, a que correspondeu um share de 35.9%. Também em junho terminou “A Teia”, em termos médios a telenovela liderou em 2019 com uma audiência média de cerca de 787 mil espectadores. Destaque ainda para os fins-de-semana com os bons resultados do “Conta-me como És” que obteve uma audiência média superior a 440 mil espectadores e também para o “Somos Portugal” que é visto por mais de 540 mil espectadores. A rubrica do Jornal das 8, “Gente Que Não Sabe Estar”, de Ricardo Araújo Pereira, foi de férias com liderança assegurada ao registar uma audiência média de 936 mil espectadores. De salientar ainda o desempenho da TVI24, que liderou o prime time em junho e também voltou a acumular no final do primeiro semestre do ano. https://tvi.iol.pt/novidadestvi/5d1a24d20cf21b7223150a4e Basicamente, tudo o que referem no comunicado, que efetivamente liderou, já acabou.
  6. 11 points
  7. 11 points
    O EF resumiu muito bem o descalabro que vai na TVI neste momento: OS ERROS DE PROGRAMAÇÃO QUE AFASTARAM A TVI DA LIDERANÇA O primeiro semestre de 2019 foi um pesadelo de audiências para a TVI. Depois de perder a liderança mensal em fevereiro, o canal de Queluz caiu pelo quinto mês consecutivo e obteve em junho o pior resultado mensal em muitos anos. Procuramos aqui perceber a dimensão da queda e as principais decisões e apostas que levaram a esta tendência. Daniel Oliveira assumiu a liderança da SIC há um ano, mais precisamente a 28 de junho de 2018, com o cargo de Diretor de Entretenimento da Impresa. Nessa altura, o terceiro canal ainda tinha a sua base em Carnaxide e a TVI de Bruno Santos era líder isolada há doze anos. O primeiro semestre de 2019 foi um pesadelo de audiências para a TVI. Depois de perder a liderança mensal em fevereiro, o canal de Queluz caiu pelo quinto mês consecutivo e obteve em junho o pior resultado mensal em muitos anos. Procuramos aqui perceber a dimensão da queda e as principais decisões e apostas que levaram a esta tendência. Daniel Oliveira assumiu a liderança da SIC há um ano, mais precisamente a 28 de junho de 2018, com o cargo de Diretor de Entretenimento da Impresa. Nessa altura, o terceiro canal ainda tinha a sua base em Carnaxide e a TVI de Bruno Santos era líder isolada há doze anos. Em junho de 2018, a TVI liderou com 19.4%, sendo seguida pela SIC com 16.1% e pela RTP1 com 14.1%. 12 meses volvidos, a SIC lidera precisamente com o valor obtido pela TVI há um ano, enquanto Queluz caiu para 14.9% e a RTP1 deslizou para 13.2%. Num espaço de doze meses, tudo correu mal para o canal da Media Capital: manhãs, tardes e noites. 1. Manhãs: com polémicas e más apostas, até a Praça já é ameaça Entre setembro e dezembro de 2018, Manuel Luís Goucha segurou o programa matinal sozinho. Durante esse período, foi sendo cultivado o mistério em torno de quem seria a nova apresentadora do talk-show. No início de novembro, o canal de Queluz anunciou que seria Maria Cerqueira Gomes a nova co-apresentadora, com a reformulação do Você na TV a arrancar no dia 2 de janeiro. Durante a segunda quinzena de dezembro, o canal procurou inovar e lançou o programa No Monte do Manel, que levou os espectadores durante duas semanas para dentro da casa do apresentador. Entrados em 2019, a estreia do novo cenário e da nova dupla foi sólida, com 32.7% de share. No segundo dia sobe para 33.3% e ao terceiro dia marca 32.2%. Mas, apesar da boa performance audiométrica, os apresentadores viram-se envolvidos numa forte polémica: na quinta-feira, dia 5 de janeiro, dia do segundo programa, os apresentadores receberam Mário Machado, líder de um movimento de extrema-direita, no contexto da rubrica Diga de Sua (In)Justiça. Sem contraditório e com uma contextualização fraca do convidado, o segmento foi alvo de grande polémica e debate nos dias seguintes, levando a que a rubrica fosse suspensa e Bruno Caetano, responsável pela mesma, fosse afastado do programa. Na semana seguinte, uma nova polémica: no dia 8, Manuel Luís Goucha anuncia que Alexandre Frota, ex-ator brasileiro e reconhecido apoiante de Jair Bolsonarono Brasil, iria participar no programa do dia 9. Sem qualquer esclarecimento adicional, e apesar de o próprio ter divulgado a sua presença nas redes sociais, o ator acabaria por não marcar presença. Nessa mesma semana, a SIC estreia O Programa da Cristina, com resultados demolidores que atiraram o Você na TV para perto dos 20% de share. A primeira semana de Cristina Ferreira na SIC fechou com 38.1%, seguido dos 21.1% do Você na TV e dos 8.9% da Praça da Alegria na RTP1. Incapaz de regressar à liderança do horário, o programa da TVI mantém-se em baixa de audiências, mas ainda assim num claro segundo lugar. A partir do dia 14 maio, Bruno Santos faz uma aposta arriscada com a estreia do segmento O Chef é Você: um concurso de culinária com concorrentes anónimos, integrado no próprio Você na TV e emitido todos os dias. A rubrica assumiu a última parte do talk-show. Contudo, Queluz não só não melhorou os resultados, como continuou a sair prejudicada e, ao longo das semanas seguintes, caiu ainda mais nas audiências e aproximou-se da RTP1, com A Praça da Alegria a ultrapassar vários dias a audiência do Você na TV. Ao analisar os resultados dos programas matinais da última semana de junho, entre os dias 24 e 28, a SIC liderou de forma isolada com 25.6%, seguido da RTP1com 14.4% e, em terceiro lugar, a TVI com 12.9%. 2. Tardes: a cada mês, uma programação diferente Se houve bloco horário que durante estes doze meses mais sofreu com instabilidade e jogadas precipitadas, foi o segmento das tardes entre as 14h e as 20h. Logo em fevereiro, quando a TVI receou que a liderança mensal poderia estar em causa pela primeira vez em mais de doze anos, iniciou uma contra-programação que passou por lançar a novela mexicana Maria Madalena após o Jornal da Uma. Estreou-a a meio da semana, no dia 13 de fevereiro. Como consequência, a reposição da novela Remédio Santo perdeu espaço e acabaria por sair inteiramente da faixa, sem concluir a sua exibição. Mais tarde, Bruno Santos procurou imitar a SIC às 18h, investindo também em novelas repetidas. O canal apostou em Belmonte para concorrer com Avenida Brasil. Os resultados não convenceram e a TVI optou por deslocar a repetição para as 14h após o término de Maria Madalena. A faixa das 18h voltou a ficar sob alçada do A Tarde é Sua. Às 19h, a TVI emitiu os programas já gravados de Apanha se Puderes até dezembro de 2018. Com o arranque do novo ano, a aposta recaiu sobre First Dates, arma usada para combater O Carro do Amor na SIC. Perante uma incapacidade de liderar de forma isolada e confortável, o programa não teve continuidade e foi substituído pelos diários de Quem Quer Casar com o Meu Filho?, num novo mimetismo face a Carnaxide. O programa fracassou nas audiências de domingo à noite e também não convenceu nos finais de tarde. Em ambos os casos, ficou na sombra do concorrente da SIC – Quem Quer Namorar com o Agricultor? Bruno Santos apostou novamente no Apanha se Puderes, encomendando mais episódios, mas agora com a apresentação de Rita Pereira e Pedro Teixeira. Os resultados foram anémicos e Quem Quer Namorar com o Agricultor? construiu gradualmente uma liderança isolada, levando a TVI a apostar num novo reality show encabeçado por Rúben Rua e Luana Piovani – Like Me. A aposta estreou a 27 de maio e, perante resultados desastrosos, o programa dispensou os diários da tarde após apenas uma semana e cingiu-se aos diários de late-night. Mais uma vez, A Tarde é Sua assumiu o papel de bombeiro e passou a cobrir também a faixa das 19h. Esta segunda-feira a TVI volta a ensaiar outra aposta, desta vez ao reciclar a rubrica O Chef é Você para a faixa das 19h. 3. Noites: um golpe de sorte fez o rombo final Este era um dos maiores desafios que Daniel Oliveira tinha por resolver quando chegou à liderança mensal em fevereiro: depois de reorganizar as manhãs e as tardes, faltava relançar o horário nobre. A SIC não mexeu nem arriscou nas noites e manteve as novelas que já estavam em exibição desde o outono: Alma e Coraçãoe Vidas Opostas. As duas novelas foram sempre incapazes de se impor face a Valor da Vida e A Teia. Chegados a maio, com o fim de Vidas Opostas, a SIC opta por adiar a estreia de mais uma novela de formato clássico e investe num novo projeto. Golpe de Sortefoi publicitada como uma série que iria mudar as noites televisivas, com um número de episódios mais reduzido e a funcionar numa lógica de temporadas com 20 episódios. O formato foi divulgado de forma massiva e contou com o apoio de episódios especiais de O Programa da Cristina às 19h30 e uma festa de lançamento. Como resultado da aposta, Golpe de Sorte roubou a liderança à novela Prisioneira, que se tinha estreado uma semana antes. Também Alma e Coração, a ser exibida mais tarde, passou para a frente dos últimos episódios de A Teia. Apenas três semanas depois da estreia de Golpe de Sorte, a TVI lança uma segunda série. Amar Depois de Amar arrancou no dia 17 de junho, sendo lançada na primeira faixa, para combater Golpe de Sorte. Contudo, as duas primeiras semanas desta nova grelha mostraram as novelas da TVI a estabilizar em segundo lugar e com frequência abaixo dos 20% de quota de mercado. Aos domingos, a TVI apostou em janeiro e fevereiro numa nova temporada do Dança com as Estrelas, apresentado por Rita Pereira e Pedro Teixeira. O programa foi capaz de atingir a liderança durante algumas das emissões, já que concorreu com o Lip Sync da SIC. A 10 de março, no mesmo dia que a SIC estreou o dating show com agricultores, Bruno Santos lançou em simultâneo Começar do Zero e Quem Quer Casar com o Meu Filho. Se o segundo foi cancelado no final desse mesmo mês, o primeiro prolongou-se até ao início de maio, ainda que sem nunca liderar as audiências. A mais recente aposta da TVI foi lançada a 19 de maio, com o arranque de uma nova temporada de A Tua Cara Não Me É Estranha, sem Cristina Ferreira nem Manuel Luís Goucha, mas só com Maria Cerqueira Gomes. A primeira experiência da apresentadora no horário nobre de Queluz não está a ser um desastre por completo, mas também não tem corrido bem: a segunda temporada de Quem Quer Namorar com o Agricultor segue com folga na liderança e empurrou a TVI para baixo dos 20% de share também nas noites de domingo. TVI chega a junho de 2019 sem nenhum motor na sua grelha Para se compreender melhor a intensidade da queda da TVI no espaço de ano, serão comparadas a última semana de junho de 2018 e a última semana de junho de 2019. No primeiro caso, que percorreu os dias 24 de junho a 30 de junho, falamos de uma semana em que SIC e RTP1 transmitiram jogos de futebol da fase de grupos e dos oitavos de final do Mundial 2018. A estação pública exibiu dois jogos da equipa portuguesa. Mesmo assim, a TVI liderou em 4 dos 7 dias. A quota média dessa semana foi de 18.5% para a TVI, seguida pela RTP1 com 15.8% e pela SIC com 15.5%. Considerando o número de programas de Queluz que superaram a barreira dos 20% de share em cada dia: domingo – seis programas; segunda-feira – quatro; terça-feira – seis; quarta-feira – quatro; quinta-feira – cinco; sexta-feira – seis; sábado – três. Comparemos agora com a última semana de junho de 2019, que percorreu os dias 23 de junho a 29 de junho: já sem nenhum jogo de futebol transmitido pelos três canais, as médias semanais foram de 19.3% para a SIC, 13.8% para a TVI e 12.7% para a RTP1. O mesmo exercício de verificar os programas da TVI com mais de 20% de share é igualmente revelador: domingo – um programa; segunda-feira – zero; terça-feira – zero; quarta-feira – um; quinta-feira – zero; sexta-feira – zero; sábado – zero. Ou seja, enquanto na semana de 2018 a TVI teve um total de 34 emissões a passar a fasquia dos 20%, na mesma semana de 2019 teve apenas duas. Estes valores representam não só uma quebra generalizada e muito forte das audiências de Queluz, como também são a demonstração de um canal que ficou desprovido de programas âncora, que ajudem a fidelizar a audiência e a conduzir o público para os programas seguintes. Quer falemos das manhãs, das tardes e agora também das noites, a grelha de Queluz ficou repleta de programas com shares fracos ou médios, em oposição à SIC, que se apresenta com âncoras de manhã, ao final da tarde e agora também no arranque da noite. Por isso mesmo, será muito difícil imaginar uma recuperação fácil da liderança durante o segundo semestre de 2019 por parte da TVI. https://espalhafactos.com/2019/07/01/os-erros-de-programacao-que-afastaram-a-tvi-da-lideranca/ Um resumo muito bom que eles fizeram. E muito mau também...
  8. 11 points
    Spoiler: SIC wins, next page
  9. 10 points
    Menos um candeeiro na novela Pronto, venham lá anti-dark fãs
  10. 10 points
    Depois da Ana Malhoa e do Marco Paulo chegou a vez do Toy entrar na novela. Cê quer Somos Portugal?
  11. 9 points
    L`Oreal é Patrocinadora Oficial dos Globos de Ouro 2019!
  12. 9 points
    Como assim não estou a ver a Oceana a servir um sumito de laranja?
  13. 9 points
    Já deve faltar bem pouco para a RTP3 em HD.
  14. 9 points
    Por acaso tinha já visto há uns dias um post no Instagram dela q depois retirou a dizer isso, que golpe de sorte é q era boa, e a pedir respeito pelos atores, ela até tem razão perde é na forma como se expressa, e tudo em inglês porque ela é de Hollywood
  15. 9 points
    Naquele post que eu fiz a comunicar a possibilidade de adiar o concurso, referi que o 1º Mercado passava para quarta. Mas pensei melhor e acho que vos beneficiará mais se for na quinta (4 de julho). Terão mais 1 dia para repensar as vossas compras e a vossa grelha (a não ser que prefiram que seja quarta). Agora decida neste tópico o melhor horário de mercado para todos. De qualquer das formas, eu farei uma sondagem aqui com as opções de manhã, tarde e noite, ao que peço que TODOS votem. Caso ninguém de uma certa equipa possa comparecer, tal como já tinha dito, podem recrutar alguém externo ao concurso para realizar as vossas compras. @Ambrósio @André @D007 @Duarte @fadokimi @Gabriel @JoãoCruz @Joel92 @Johnman @Miguel S. @RIKIPOWER @Televisão 10 @joaop @Miguel Habbo Também amanhã irão ser conhecidas as vantagens do @Ambrósio e do @Gabriel conquistadas na antestreia do concurso, no chat.
  16. 9 points
    A Patrícia Tavares diz ter novos projetos na SIC, por isso suponho que seja para aqui já que no elenco de Flor de Sal nunca se falou da possibilidade de ela lá estar e o elenco já estar fechado.
  17. 8 points
    E o TV Shop? Nem uma palavra! O silêncio do Burro Santos ao sucesso do TV Shop é ensurdecedor!
  18. 7 points
    Diria que tem a ver com a Revista Cristina... mas às tantas, como ‘fala em espécie de segredo’, os direitos da Casa dos Segredos passaram para SIC e vai apresentar o Secret Story. Edit: Pelos vistos tem a ver com um projeto da L’Oreal.
  19. 7 points
    Uma atriz da novela disse a um amigo meu isto sobre Prisioneira: "A TVI só quer novelas violentas porque julgam que dá audiência. Só querem caras bonitas e miúdos com bons corpos que atraiam. Eu quando chego a casa não quero ver nem bons corpos nem violência, quero acabar o dia Bem disposta". Depois disse que vê Golpe de Sorte e não a Prisioneira.
  20. 7 points
    Audiências: Totais de segunda-feira, 01 de julho de 2019 RTP1 – 12,9% RTP2 – 1,4% SIC – 19,8% TVI – 14,1% Total CABO – 37,9% Outros – 12,5% Os dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Inclui Vosdal.
  21. 7 points
    Temos finalmente a RTP2 em HD. Pelo menos na operadora NOS. Na NOStv (App) já RTP2 HD já está na posição 2.
  22. 7 points
    Hoje às 21h45! Notória a cumplicidade com os atores da série por parte do Daniel
  23. 6 points
    Dá para sugerir O Chef é Você? q
  24. 6 points
    Domingo: 12,3% / 27,4% Pico: 15,1% / 31,7%
  25. 6 points
    Não se esqueçam que hoje termina o prazo da entrega do nome, logotipo (com a cor de fundo que vocês escolheram), slogan e premissa. A premissa, ao contrário do que alguns me enviaram, pode ser só uma ou duas frases pequenas, só para contextualizar o objetivo do canal (Ex: "Canal inovador e moderno que pretende mudar o panorama televisivo com programas irreverentes e cuidado com o telespectador"). Esta parte do desafio não vai ser avaliada, é só para o tópico de cada canal.
  26. 6 points
    Então confirma-se a sua presença. Eu, pessoalmente, já estou farto de o ver na televisão APESAR de ser um ótimo ator.
  27. 6 points
    É a pior média mensal da TVI desde Dezembro de 1998, pelo menos: https://www.publico.pt/1999/02/03/jornal/tvi-foi-quem-mais-subiu-em-98-129151
  28. 5 points
    Até gostava de saber quem foi mas é verdade, as últimas novelas da TVI têm sido assim. AT por exemplo foi um policial, mas era uma novela bem estruturada e a violência (que nem era assim tanta) era justificada. As novelas da Mira têm violência só para encher olho, as pessoas já se começam a cansar disso e depois veem que são sempre as mesmas caras: Kelly, Lourenço, Paulo Pires...
  29. 5 points
    E a entrevista que a Fátima Lopes deu? Foi revelador do que se sente na TVI. Fátima Lopes desabafa “Estamos a perder em toda a linha. Ponto final!” Os últimos meses estão a ser devastadores para a TVI, no que diz respeito a audiências, e Fátima Lopes tem sentido o sabor da derrota, repetidamente, contra Júlia Pinheiro. A apresentadora esteve no podcast da Rádio Comercial, Cada Um Sabe De Si, de Diogo Beja e Joana Azevedo, e acabou por falar do fim da hegemonia da TVI no que diz respeito a audiências. “Tive oito anos para encher a barriguinha. Agora tenho de pegar nisso e fazer disso uma grande mais-valia para tentar fazer melhor a seguir. E eu, contrariamente a algumas pessoas, que fritam a pipoca quando veem as coisas ficar muito diferentes… Porque agora estão efetivamente diferentes. Não vale a pena andar aqui… Senão, parece os políticos que, quando estão a perder, dizem ‘Não é bem assim. Não está a ser feita uma leitura correta’. Não, não, é assim! Estamos a perder em toda a linha. Ponto final!” atirou a apresentadora do “A Tarde É Sua.” No entanto, Fátima Lopes vê esta situação como uma enorme oportunidade para a estação: “Esta é uma oportunidade gigante de renovação.Quando as coisas não correm bem, é altura de parar, refletir, ver o que podemos mudar e renascer. E isso é um desafio mega. Quem quiser olhar para isso, vai ser ótimo, vamos sair super-enriquecidos, muito mais capazes e muito mais resilientes. Quem quiser ficar a queixar-se daquilo que perdeu, se calhar tem de mudar de profissão, porque nesta não vai dar” Isto parece também uma indirecta ao Bruno Santos. Na minha opinião até que repetirem vezes sem conta os mesmo programas e dar tanta novela mais ao alargamento da Fátima até ás 20h e não inovarem com HD a TVI não vai lá. Outra coisa que reparei que começou por aí a descanbar foi a criação do TVI Reality metendo os diários nesse canal e negligenciado a TVI que tava a fazer sucesso com os diários do SS. Agora já nem falo da falta de futebol ao fim-de-semana, os filmes e outras coisas que dava, sobretudo filmes. Isto parece de propósito para o canal ser desvalorizado para ser vendido.
  30. 5 points
    Audiência das novelas das 21h : Golpe de Sorte : 12,8% / 24,4% Amar depois de Amar : 9,8% / 18,8% Audiência das novelas das 23h : A&C : 9,5% / 22,3% Prisioneira : 7,8 / 19,7% O Chef é Você fez 3,7% / 11,0%
  31. 5 points
    Eu estou a acabar de ver a Estreia da segunda temporada e achei o episódio bom mas é verdade que não houve muito humor mas viu se a correr 👍 Ontem fez : 12,8% / 24,4%
  32. 5 points
    Daqui a nada vem a Rosinha.
  33. 5 points
    Chegou a RTP2 em Alta Definição O canal RTP2 está agora disponível em Alta Definição, com a melhor qualidade de som e imagem. Assista nas posições: . UMA - #2 . Iris - #302 . Satélite - #2 . Canais sem box - #302 Alteração da posição de canais - 2 de julho 2019 A NOS está a proceder a alterações das posições dos canais da sua grelha, para que esta se torne mais intuitiva para si. Alteração a ocorrer a 2 de julho: . O Fuel TV HD passa da posição #144 para a #145 Fonte:https://www.nos.pt/particulares/televisao/canais/Pages/alteracoes-canais.aspx
  34. 5 points
    Finge que não tem esse "ed" Se for lá editar, demorarei meia hora (e um risco de explosão do computador) só para tirar isso
  35. 5 points
    Hoje descobri uma coisa caricata em relação a este programa. Portanto há um agricultor de Vilar Seco, uma vila da zona onde vivo (distrito de Viseu), e hoje o meu pai foi fazer trabalhos nessa zona. Ao parar numa padaria/pastelaria para comer qualquer coisa, deu conta do proprietário falar sobre o programa. É (ou foi), pelos vistos, o fornecedor de pães e bolos ao agricultor, às candidatas e à equipa presente em Vilar Seco. O trabalho dele era então simples, bastava ir entregar os pedidos da SIC, todos os dias, à quinta do agricultor. A coisa fica engraçada quando o senhor começa a explicar que as gravações já terminaram, não há mais gente da SIC no espaço a não ser o agricultor e a candidata que escolheu (que posso dizer quem foi, quem quiser saber), e não tem nada pago dos fornecimentos que fez, estando ainda à espera do pagamentos desde do início das gravações. E explicou que faltam-lhe ainda pagar 2000 a 2500 € (o que, para um pequeno negócio, ainda é bastante). Diz, ainda, que ninguém da SIC lhe contacta, e está mesmo preocupado com a situação. Fiquei um bocado a rir-me da situação quando o meu pai me disse. É claro que a equipa deverá pagar-lhe mais cedo ou mais tarde, mas é sempre curioso saber estas coisas.
  36. 5 points
    O primeiro erro, e muito provavelmente algo determinante, foi deixarem o Apanha se Puderes da Cristina durante tanto tempo no ar. Foi a maior burrice... a mudança devia ter sido feita com calma, pouco a pouco, para a Leonor. Mas pronto, aconteceu o que aconteceu
  37. 4 points
    Coitada da Oceana, parem lá de bater na ceguinha.
  38. 4 points
    Liderança nas Televendas!
  39. 4 points
  40. 4 points
    Parece que na RTP1 o documentário sobre Salgueiro Maia fez um grande resultado, mais de 750 mil espetadores, o que deve fazer deste um dos docs mais vistos de sempre. A diferença que o Joker fez na RTP...
  41. 4 points
    Também começo a achar que a cena da desvalorização é a sério. Eu, a partir de certa altura, passei a achar que a Gabriela Sobral fazia porcaria com as novelas brasileiras de propósito, porque era impossível tanta burrice em alguém que ocupava um cargo na direção de um canal, portanto...
  42. 4 points
    "Quem QUISER olhar para isso, vai ser ótimo, vamos sair super enriquecidos" É um bom desejo, Fatuxa. Mas o Bruno Santos só sabe fazer mais do mesmo. Safou-se quando a TVI não tinha competição forte. Agora que está a perder e sob pressão, vê-se que as ideias dele são um disparate e de amadorismo incrível: Rubrica flopada "O Chef É Você" às 19h Reality-show "Like Me" feito às três pancadas com mais cromos repetidos do Secret Story, que já se perdeu a conta dos realities em que participaram Nenhuma oferta de ficção nacional sem ser as novelas do costume (por mais que tentem disfarçar com o termo 'série', o público topa que não são séries!) Não há programas de comédia, sem ser a curta rubrica do Ricardo Araujo Pereira, mais nada Os talk-shows do daytime estão num desnorte total em termos de conteúdos Não há um grande programa de entretenimento em prime-time, tudo parece low-cost e feito à pressa (ex: "Quem Quer Casar Com o Meu Filho", "Começar do Zero", tudo parecia filmado à pressa e sem grande investimento) A TVI só vai sair "enriquecida" desta crise quando a administração finalmente meter uma direcção de programas com ambição e criatividade.
  43. 4 points
    Eu acho sinceramente que não pq aquilo foi basicamente o resumo da vida da seu... Que tava em risco e foi basicamente o passar lhe a vida à frente que é o que se costuma dizer que acontece quando tamos a morrer... Eu acho que foram 2/3 minutos muito bem encaixados... Então a parte do tiro muito boa. =)
  44. 4 points
    ‘GOLPE DE SORTE’ LÍDER ISOLADA NA ESTREIA DA SEGUNDA TEMPORADA O arranque da segunda temporada de Golpe de Sorte conquistou a liderança isolada das audiências esta segunda-feira (1), sendo o programa mais visto do dia e do horário, com mais 270 mil espectadores – em média – do que a concorrente Amar Depois de Amar. O primeiro episódio da nova fase da trama conquistou 12,8% de audiência média e 24,4% de share, contra 9,8% de audiência e 18,8% de share da aposta da TVI. A coqueluche da estação de Paço de Arcos ficou em primeiro lugar do início ao fim do capítulo, com a melhor quota de mercado a registar-se no Norte (27,3%), nas faixas etárias dos 25 aos 34 anos (28,7%) e dos 55 aos 64 (28,9%), bem como nos targets comerciais ABCD 15-64 (26,6%). Golpe de Sorte contribuiu para outro dia de vitória da SIC, que terminou a segunda com 19,8% de share, numa dianteira pronunciada face à TVI (14,1%) e RTP1 (12,9%). Alma e Coração (9,5% / 22,3%), emitida em sequência, também derrotou Prisioneira (7,8% / 19,7%), mantendo uma tendência que continuaria com A Dona do Pedaço (4,7% / 19,3%) frente a Like Me (2,5% / 11,1%). Outros destaques do dia O documentário Salgueiro Maia – Rumo à Eternidade conquistou a audiência de 751 mil espectadores, em média. 7,9% de rating e 16,6% de share para a produção histórica emitida pela RTP1; O Chef é Você estreou-se no horário das 18h45 com 3,7% de audiência média e 11% de share, numa ligeira recuperação face aos habituais resultados da TVI no horário; A estreia da aclamada série dinamarquesa Borgen, na SIC Radical, não foi além de 0,1% de audiência média e 0,1% de share. Nos primeiros cinco minutos de emissão, nem um único espectador do painel da GfK contactou com a nova aposta do horário nobre do canal dirigido por Pedro Boucherie Mendes. https://espalhafactos.com/2019/07/02/golpe-de-sorte-lider-isolada-na-estreia-da-segunda-temporada/
  45. 4 points
    Bom rating para Golpe de Sorte. Share fraco, o consumo esteve relativamente alto. A Dona do Pedaço segue abaixo das expectativas. O Chef É Você estreou com alguma dignidade, acima dos 10% de share pelo menos. Vamos ver quanto tempo se aguenta lá.
  46. 4 points
    Ontem fez 9,5% / 22,3%
  47. 4 points
    Gente, tou muito passada. Só soube desta novela ontem. Que nostalgia de NcT. Que saudades de um novelão na TVI, que saudades do Rui Vilhena. Que maravilhoso ter uma parte do elenco das duas melhores novelas juntos de novo. Queria que NcT repetisse, ia ser um sucesso novamente. Quem sabe se 14 anos depois, Rui Vilhena não volta a fazer história.
  48. 4 points
    Não desce porque assim tinham de haver pontos negativos.
  49. 4 points
    É gravíssimo olhar para a faixa das 19h e não ver um programa estável lá. A TVI limita-se a meter algo apenas para tentar remediar a bosta feita pelo anterior. Não há nada pensado com "cabeça membros e pernas" (como diz o outro) para o horário. É ir atirando o barro à parede à espera que alguma coisa cole.
  50. 4 points
    A SIC é líder no 1º semestre do ano de 2019 com 19.0% de share e, em junho, conquista a liderança no prime time com a série “Golpe de Sorte” a ser o programa de entretenimento mais visto da televisão portuguesa e com a liderança das novelas “Alma e Coração” e “A Dona do Pedaço”. A 3ª temporada de “E Se Fosse Consigo?”, rubrica apresentada por Conceição Lino, termina a liderar e “Primeiro Jornal” e “Jornal da Noite” lideram nos 7 dias de semana. A 2ª temporada de “Quem Quer Namorar com o Agricultor?” manteve a liderança nas noites de domingo e na faixa das 19 horas nos dias úteis e, em maio, a SIC mantém-se imbatível no “daytime”, com Cristina Ferreira a liderar manhãs, João Baião nas manhãs de fim-de-semana e Júlia Pinheiro nas tardes. A SIC Notícias mantém-se como o canal de informação mais visto pelos portugueses. A SIC consolidou em junho a liderança de audiências e é a estação mais vista no ano de 2019. A estação da IMPRESA terminou o mês de junho a liderar com 19.4% de share, subindo 0.2 p.p. face a maio e aumentando a distância para a TVI de 2.8 p.p. para 4.5 p.p.. A SIC lidera no 1º semestre do ano de 2019 com 19.0% de share contra 17.3% de share da TVI. A liderança estende-se aos targets comerciais. No A/B C D 15/54, a SIC liderou em junho, no universo dos canais generalistas, com 18.0% de share, contra os 10.0% da TVI e os 8.7% da RTP1. No target A/B C D 25/54, a SIC liderou em junho, no universo dos canais generalistas, com 18.8% de share, contra os 9.8% da TVI e os 9.0% da RTP1. A SIC conquistou em junho a liderança no prime time e terminou o mês com 21.8% de share contra 18.3% de share da TVI e 14.5% de share da RTP1, e manteve a liderança, no universo dos canais generalistas, em ambos os targets comerciais (A/B C D 15/54 e A/B C D 25/54). No target A/B C D 15/54, a SIC liderou com 20.3% de share, contra os 13.7% da TVI e a RTP1 terminou com 11.4% de share. No target A/B C D 25/54, a SIC liderou com 21.1% de share, contra os 13.3% da TVI e os 11.7% da RTP1. Para esta liderança contribuiu o excelente desempenho das 3 novelas que a SIC transmite no horário nobre. A série “Golpe de Sorte”, a mais recente aposta da SIC na ficção nacional, terminou o mês de junho a liderar, no universo dos canais generalistas, com 24.8% de share e 11.3% de audiência média, o que corresponde a 1 milhão 98 mil e 400 telespectadores. A novela “Alma e Coração” terminou o mês de junho também a liderar, no universo dos canais generalistas, com 22.7% de share e 8.5% de audiência média o que corresponde a 818 mil e 600 telespectadores. Finalmente a nova novela da Globo “Dona do Pedaço” terminou o mês de junho igualmente a liderar, no universo dos canais generalistas, com 21.1% de share. A 2ª temporada de “Quem Quer Namorar com o Agricultor?”, que estreou a 9 de junho, terminou o mês a liderar, no universo dos canais generalistas, com 26.9% de share e 11.2% de audiência média, o que corresponde a 1 milhão 87 mil e 400 telespectadores. O programa diário da 2ª temporada de “Quem Quer Namorar com o Agricultor?” terminou o mês de junho também a liderar, no universo dos canais generalistas, com 24.9% de share e 8.3% de audiência média, o que corresponde a 804 mil e 800 telespectadores. A 3ª temporada da rúbrica apresentada por Conceição Lino, “E Se Fosse Consigo?” terminou a liderar, no universo dos canais generalistas, com 24.3% de share e 11.4% de audiência média, o que corresponde a 1 milhão 103mil e 100 telespectadores. “JORNAL DA NOITE” É O PROGRAMA DE INFORMAÇÃO MAIS VISTO EM PORTUGAL Em junho, o “Jornal da Noite” foi mais uma vez o programa de informação mais visto em Portugal, de segunda a domingo, terminando o mês a liderar, no universo dos canais generalistas, com 20.3% de share. A rubrica “O Polígrafo” também terminou o mês de junho a liderar, no universo dos canais generalistas, com 22.1% de share. O outro destaque vai para o “Primeiro Jornal”, que terminou o mês a liderar, de segunda a domingo, no universo dos canais generalistas, com 26.1% de share, a uma distância de quase 10 p.p. da TVI. informação da SIC (Primeiro Jornal + Jornal da Noite) manteve assim a liderança em junho tanto no universo como em ambos os targets comerciais (A/B C D 15/54 e A/B C D 25/54). CRISTINA FERREIRA IMBATÍVEL NAS MANHÃS No período horário da manhã (entre as 08h e as 14h) a SIC manteve a liderança e terminou o mês de junho com 21.0% de share. De destacar, mais uma vez, a performance do “Programa da Cristina” que terminou o mês de junho a liderar, no universo dos canais generalistas, com 26.0% de share e 4.1% de audiência média, o que corresponde a 394 mil e 900 telespectadores. Destaque também para as manhãs de fins-de-semana – “Olhó Baião!” – que terminou o mês de junho a liderar, no universo dos canais generalistas, tanto no universo como em ambos os targets comerciais. “JÚLIA” LIDERA TARDES No período horário da tarde (entre as 14h e as 20h), a SIC consolidou a liderança que já tinha alcançado no final de 2018 e terminou o mês de junho com 17.9% de share. De destacar a performance do programa de Júlia Pinheiro que terminou o mês de junho a liderar, no universo dos canais generalistas, com 16.9% de share e 3.2% de audiência média, o que corresponde a 306 mil telespectadores. Para o bom desempenho das tardes da SIC contribuíram também, aos dias úteis, o programa “Linha Aberta” e as novelas “Amor Maior” e “Avenida Brasil” que terminaram o mês de junho a liderar, no universo dos canais generalistas, tanto no universo como em ambos os targets comerciais. Ao fim de semana, os magazines, “Alta Definição” e E-Especial, terminaram o mês de junho a liderar, no universo dos canais generalistas, tanto no universo como em ambos os targets comercias. O “Fama Show” e os filmes da tarde também terminaram o mês de junho a liderar no universo dos canais generalistas em ambos os targets comerciais. CANAIS SIC MANTÊM LIDERANÇA O grupo de canais SIC manteve a liderança em junho com 22.8% de share contra 17.6% do universo RTP e 17.1% do universo TVI. Nos targets comerciais A/B C D 15/54 e A/B C D 25/54 o grupo de canais SIC consolidou a sua liderança e terminou com 22.2% de share e 23.4% de share respetivamente. SIC NOTÍCIAS É O CANAL DE INFORMAÇÃO MAIS VISTO No universo dos canais por subscrição, a SIC Notícias continua a ser o canal de informação mais visto pelos portugueses terminando o mês de junho com 1.8% de share e o 1º semestre do ano também com 1.8% de share. A SIC Notícias estreou em junho um novo programa – Mercado Aberto -, um espaço dedicado ao mercado de transferências do futebol, que conta com duas edições diárias, uma às 17h30 e outra às 22h30. A SIC Mulher terminou o mês de junho com 0.7% de share, a SIC Radical com 0.3% de share, a SIC K com 0.3% de share e a SIC Caras com 0.2% de share.
This leaderboard is set to Lisbon/GMT+01:00
×
×
  • Create New...