Jump to content

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation on 12/28/2017 in all areas

  1. 14 points
    Ontem fez 15.4% / 30.9% contra 11.5% / 23% Pico 16.3% / 32.5%
  2. 10 points
    A personagem que estou a gostar mais neste momento é a Beatriz, impossível não ter pena dela depois do que ela tem sofrido na pele, aliado à ótima representação da Marafusta. Espero que ela destrua o burgesso do marido
  3. 10 points
    burr* car***** que ta f***
  4. 9 points
    Dalila vilã, e São José sofrida, pode ser TVI? Só para mudar os registos um bocado.
  5. 8 points
    @joanna, então mais valia ser Amour mesmo. Amoor é pavoroso, nem devia ser permitido. Quando tiverem meninos vão ser o Loove Viiktor e o Pénys Viiktor. Eu até gosto da Luciana, mas enfim. Não entendo mesmo (ainda bem que também não me cabe a mim entender).
  6. 8 points
    A mesma coisa que se passa comigo. Nunca vi a Dory e estava há muito tempo para ver. Não pensei que o estreassem já, nunca o anunciaram. Só mesmo hoje, e no site. Acho que é uma forma para combater os filmes da TVI, que são bastante fortes. Até o Missão Impossível 4 o é.
  7. 7 points
    E chega ao fim mais um ano, mas não é um ano qualquer, é o ano de 2017. Para mim, foi um bom ano no geral que começou pela minha primeira passagem de ano fora de casa em comparação a 2016, penso que no geral foi melhor A nível profissional (sim porque estudante é a minha profissão ), foi um bom ano, consegui subir a minha média ligeiramente, concluindo o segundo ano com sucesso e o terceiro, para já também está a correr bem. E ao passar para o terceiro ano, passei a poder praxar, e embora não pertença à Comissão de Faina, gosto de praxar de vez em quando e do ambiente em redor da praxe, acho muito giro. A nível sentimental, foi um ano morno, não aconteceu nada de especial nesse sentido. E quanto às amizades, conheci novas pessoas, umas que estou a gostar muito de conhecer e espero levá-las comigo para o ano que vem e daqui em diante! Em contrapartida, foi um ano em que abri os olhos em relação a algumas coisas e passei a tomar uma atitude mais "fria" quanto a isso e a c*gar quando devo c*gar nessas pessoas. O verão, esse, foi um dos melhores verões da minha vida, senão mesmo o melhor! Fui 15 dias ao Algarve (mais precisamente a Portimão), já tinha ido mas este ano foi o ano que fui mais tempo e ganhei uma cor bem gira, mas já se foi , e entre outras coisas, fui acampar no São Paio pela primeira vez e foi uma experiência maravilhosa que espero repetir para o ano O próximo ano será um ano de mudança para mim pois irei terminar a licenciatura (assim o espero), irei fazer o meu projeto e apresentá-lo e quiçá seguir para o mestrado, embora ainda não tenha bem a certeza do mestrado que quero, mas tenciono fazer! E espero que seja um bom ano, aliás, tenho fé. Bom 2018 a todos!
  8. 6 points
    Que DIVONA de charuto na mão! <3 E parece que ele vai mesmo continuar, contrariando o que a imprensa vinha a avançar, mas pelos vistos aposto que com novo par e com grande reviravolta no núcleo: Curioso para saber o que vai acontecer à mulher dele.
  9. 6 points
  10. 6 points
    Espero que, um dia, a TVI «entregue» uma vilã à Anna Eremin. Acho que ela desempenharia mesmo bem o papel. Pelo menos, nos episódios de IM, esteve soberba
  11. 6 points
    Nova série da RTP sobre um grupo de amigos que dividem casa em Lisboa. Os meus comentários: 1) Ridículo uma série com título de hashtag 2) Mais uma série da RTP com textos fraquíssimos 3) Parece que nem sequer actores experientes e que saibam o que estão a fazer conseguiram contratar (só a gaja de gorro parece ter algum talento para representar!) 4) Mais uma série da RTP para um nicho de público extremamente restrito. Mais um desperdício de dinheiro dos contribuintees, que poderia ser bem empregue em séries que tenham realmente impacto positivo junto do grande público português e se possam tornar em referências de qualidade. A RTP precisa de produzir mais séries ao nível de "Conta-me Como Foi", "Equador" (TVI), "Ministério do Tempo" ou a primeira temporada de "Sim, Chef", não estas xaropadas todas que fizeram no último ano que parece que o único objectivo é "fazer por fazer".
  12. 6 points
    Amei o ''Dormiu bem querida?'' da Mada para a Alexa, sabendo o que descobriu dela durante a noite anterior
  13. 6 points
    Não encontro nenhum desse género, senão colocava. Toma este para compensar:
  14. 5 points
    Uma verdadeira máquina do sexo. Você quer @LOT ?
  15. 5 points
    Jani Uau dando tudo, vai percorrer todo o elenco.
  16. 5 points
    Já era altura de acabarem de vez com as novelas com 1 ano de duração. Ainda se vão arrepender. Dão um passo à frente, resulta, esticam a corda com isso e lixam-se.
  17. 5 points
    Eu apostava mesmo na São para protagonista boazinha mas com garra. Acho que ela conseguia fazer uma Leonor Trigo por exemplo muito convincente. A Dalila humm... Ela já fez tanta coisa que arranjar um bom desafio para ela será complicado. Algo que puxe para a comédia seria o mais indicado
  18. 5 points
    Ahhh esse do "Quero Ser Tua" vi em direto, já não me lembrava! @Free Live
  19. 5 points
    Quem se lembra destes momentos?
  20. 5 points
    Uma alternativa mais realista seria voltarem com os simultâneos Euronews durante a madrugada na RTP3, já que na RTP2 quase desapareceram para dar lugar a 30 repetições.
  21. 5 points
  22. 5 points
    Quem não adorou este? kkkk As Polaroides da Minha Avó também foi brutal!
  23. 5 points
    Eu não sou contra simultâneos em geral (principalmente em ocasiões especiais ou em notícias de última hora), mas acho que em circunstâncias normais não fazem sentido, ainda por cima quando não acrescentam nada. Do ponto de vista das audiências até compensa: o Bom Dia Portugal tem sempre uns 3/4% de share na RTP3, e esse público não iria necessariamente ficar na RTP1 se eles deixassem de dar na 3, ia despersar-se e a 1 ia ganhar pouco. Mas como esse até é um horário de pouco consumo, não me chateia muito. Em horários como os do Jornal da Tarde e do Telejornal não concordo, nem na SICN e na TVI24, muito menos na RTP3.
  24. 4 points
    Para mim, o ano de 2017 foi um ano doido. Não a nível profissional. Nesse campo, fiz quase todas as cadeiras. Só não fiz uma, que tem de ser feita obrigatoriamente em 2018, porque o 5º ano do curso é barreira, isto é, só passo para o 6º se tiver todas as cadeiras feitas. Mas, pronto, como escrevi, fiz o resto, umas com melhor nota, outras com pior, não importa muito para mim, o que eu quero é passar, ainda que estude para todas como se fosse para tirar 20. A nível pessoal, houve doidices o ano todo. No início, a gaja de que eu gostava ainda falava para mim, ainda nos dávamos bem e ela sabia que eu gostava dela, tal como eu sabia que ela sabia. Assim estava a nossa vida até as nossas mãos se encontrarem a caminho de um exame, mas assim como se encontraram, passado 5-7 metros separaram. Era o último que ela ia fazer, então só nos voltaríamos a ver depois no 2º semestre. Nessa noite, ainda conversámos pelo facebook, perguntámos como correu o exame um ao outro, o que eu ainda tinha que fazer e ela não e eu no meio das respostas escrevi "Se tiver que gastar sorte, que seja com coisas mais importantes, tipo cirurgia ou namoro. É que a matéria de otorrino ao menos não é muita". Ela achou piada, portanto as coisas estavam, ou pareciam estar, normais entre nós. Começa o 2º semestre e ela deixa de falar para mim. Deixou, assim, sem mais nem menos. Nunca mais achou piada a memes que eu lhe mostrava, nunca mais nada, até me mandar uma indireta com a música "Vai tomar no c*" (muito engraçada essa música, já agora xD ). Aí, eu também fiquei "tô nem aí; pensava que eras uma mulher crescida, mas já que é assim, melhor, que eu não sou infantário para aguentar criancices". E, pronto, ela ficou sem falar para mim até muito recentemente. Em outubro, ela ainda não falava, mas em novembro a minha existência já não a incomodava e voltou a falar, não sei por que razão. Ao mesmo tempo, a meio do 2º semestre, uma outra amiga que ainda não tinha crescido na cabeça deixa de falar para mim, por causa de uma brincadeira que eu fiz no facebook. Naquela altura, a minha turma ainda era muito unida, portanto quase todas as raparigas vieram encher-me a paciência para eu pedir-lhe desculpas, mas eu não arredei pé, porque era uma mísera brincadeira, exatamente do mesmo género que eu e a @Ana Maria Peres às vezes fazemos com vocês. Para mim, se havia algum problema, era dela. Vou ser sincero com vocês, como fui para essas amigas que na altura tinham tomado o lado dela, se é que se pode considerar que há lados aqui: eu até estava contente por ela não me dirigir a palavra, porque ela, tal como eu, era solteira e éramos da mesma terra e sempre que alguém dizia que a gente se podia juntar, eu não dizia nada que pudesse ser mal interpretado para não correr o risco de a magoar e eu tinha sempre de ouvir "O Carlos, para mim, é como um irmão". Opá, é certo que eu não queria nada com ela, como explícito no 2º parágrafo, mas nenhum gajo quer deixar de ser um potencial parceiro para ser considerado "irmão". Não, quando se conhece mal a dita cuja. Ainda se tivéssemos sido criados juntos ou até sido amigos de infância... Aí, compreende-se. Portanto, não houve nenhum pedido de desculpas, porque eu, no meu entender, não fiz nada que a pudesse ter insultado e, de quebra, ia deixar de ouvir uma coisa chata. Ela voltou a falar para mim apenas por causa dos incêndios do mês de outubro. No meio de tanta coisa ruim, que eu já partilhei com vocês na altura, eu fui ver como estavam os pais dela. Ela estava em Coimbra e as comunicações estavam péssimas. Quando fui vê-los, ela afinal até já tinha falado com eles, mas deve ter ficado agradecida, porque aos poucos foi-me dirigindo mais a palavra e até já me pediu novamente amizade no facebook (ainda não aceitei). Com a supracitada, as coisas também mudaram, como já escrevi. O que eu não escrevi foi a versão dela. Ora bem, o que me chegou aos ouvidos foi que ela se sentia muito perseguida, que eu a identificava em muitas coisas no face e isso, ou seja, ela achava que eu andava com lanternas sinalizadoras para a alertar sobre a minha presença. Fiquei parvo, mas foi o que ela contou às nossas amigas. Sinceramente, fiquei tão parvo, que pensei que desta vez era eu que me ia pôr de mal por ela se achar a última bolacha do pacote. Eu nunca pensei que fosse isso, porque a taxa de identificações e conversas manteve-se igual entre o antes e o depois dela saber que eu gostava dela. As coisas só mudaram quando veio o 2º semestre. Eu pensei que era por causa do conteúdo dos memes, que tinha sobretudo comida e ela na altura começou a mania das dietas. Portanto, tendo em conta isto e o que me aconteceu no verão, já partilhado no tópico de sexualidade, mas sobretudo por conta disto, eu fechei-me para relacionamentos amorosos. Ao menos, o campo profissional depende mais de mim. É certo que há professores e cadeiras bem mais acessíveis do que outras, mas acho que continuam a depender mais de mim do que as matérias do campo pessoal. Resta-me desejar-vos um ótimo 2018, em que tudo vos corra bem, em todos os campos.
  25. 4 points
    O facebook da SIC está uma miséria, e não é de agora, já deixei de o seguir há mais de um ano precisamente por isso.
  26. 4 points
    Não é a RTP que está com dívidas às produtoras. As produtoras, no caso de "Ministério do Tempo", é que não pagavam às equipas, incluindo atores.
  27. 4 points
    Mas se o problema fosse só esta série estava eu bem... a RTP parece uma fábrica de fazer séries, não se preocupa com a qualidade das mesmas. É melhor pouco e bom.
  28. 4 points
    A Anna Eremin foi um bom achado da TVI e também quero muito que ela tenha um bom desafio.
  29. 4 points
    Eu acho que o 5 ganhou muito nestas últimas temporadas em que se tornou semanal. Era um programa praticamente morto e que renasceu completamente, na minha opinião. Deixem-no estar como está.
  30. 4 points
    Também acho que está bem como está, o 5 só está vivo porque deixou de ser diário. E agora com a Prova Oral que deve ir para as sextas o late-night fica bem composto, só as terças é que ficam um pouco mais fracas... Vamos ver se há alguma hipótese do Fugiram de Casa ser prolongado.
  31. 4 points
    Já não me lembrava desses! Muito bom! Mais alguns inesquecíveis: O primeiro também vi em direto. xD @Ambrósio
  32. 4 points
    He he he...na verdade, já li alguns poemas de Fernando Pessoa.
  33. 4 points
    E agora passou a promo dos Mínimos.
  34. 4 points
    Nos intervalos já passa promo do Velocidade Furiosa 7.
  35. 4 points
    Simplesmente abomino ver a Luz ao lado daquele chato do Vicente! Aquele noivado nunca devia ter acontecido, foi uma idiotice e tanto não concordam?! #Teamluzoniforever Gosto muito das cenas de confronto entre a Condessa e a Madalena, com a primeira a chegar muito bem para os devaneios e frescuras desta última! E que resultadão foi aquele de ontem?! A novela está a bombar em plena época festiva!
  36. 4 points
    Para mim, 2017 foi um ano bem melhor que 2016, que foi o pior ano da minha vida. Não começou da melhor forma, pois o meu avô esteve internado durante 3 meses (de Janeiro a Abril) e cheguei mesmo a pensar que o ia perder, mas felizmente correu tudo bem. O resto do ano foi marcado por altos e baixos, como acontece em todos. Não tenho assim nada a nível pessoal para destacar, porque nesse aspeto foi um ano igual a todos os outros. Quer dizer, posso falar das minhas férias de verão, em que fui passar uns dias a Lisboa e fiquei a conhecer muito mais da capital. Foi pouco tempo mas foi sem dúvida dos momentos do ano em que me senti mais feliz, junto da minha família, numa cidade lindíssima. A nível sentimental, continuo na mesma, com pouca sorte no amor... espero que 2018 traga mudanças nesse sentido. A nível escolar, concluí o 11ºAno, fiz pela primeira vez os exames do secundário, que não podiam ter corrido pior... e iniciei o 12ºAno, até agora está a correr relativamente bem. Ah, não posso esquecer o mês de Outubro, em particular a tragédia dos incêndios, que foi dos piores momentos do ano não só para mim como para praticamente todo o país. Enfim, posso definir 2017 como um ano calmo, tranquilo, basicamente foi o fim (assim espero) do pior que aconteceu em 2016 e um recomeço após esses contratempos do ano anterior. Como vêem, não tenho muito a dizer sobre este ano, por isso vou falar um pouco sobre o próximo, e o significado que o mesmo terá em mim. Então, 2018, para mim, a bem ou a mal, será O ano. Digo isto porque claramente irá marcar várias mudanças na minha vida. Irei atingir a maioridade, conto concluir o secundário, dando o meu melhor nestes dois períodos que faltam e nos exames, espero entrar na faculdade, de preferência no curso que quero (que ainda não está definido, mas já tenho alguns em mente), tirar a carta, conhecer lugares novos, pessoas novas... tanta coisa! Aguardo este ano que está prestes a chegar com grande expectativa e receios, muitos receios... bem, espero que realmente 2018 seja um bom ano, mais dinâmico do que 2017 foi para mim, e que essas mudanças que terei na minha vida corram pelo melhor. Acima de tudo, espero chegar a este tópico daqui a um ano e sorrir ao ler o que escrevi, é sinal de que as minhas indecisões e inseguranças em relação ao que aí vem foram ultrapassadas. Um excelente 2018 para todos!!
  37. 3 points
    Yap, e depois dava em coisas tão hilariantes como tristes. Hoje em dia, às vezes ser o último até pode ser melhor do que ser o primeiro com info errada. Problema da RTP3 é muitas vezes ser o último porque não se dão ao trabalho de cortar a emissão para um especial com o devido timing e não ser o último com a info correcta.
  38. 3 points
    Que falta de noção. Ela dá nomes às filhos como se elas fossem peluches... Mas elas é que vão ter que levar com aquele nome a vida toda.
  39. 3 points
    E mesmo em qualidade... Eu não sou muito consumidor da SIC Mulher, mas a grelha é ótima. Variada, cheia de grandes programas internacionais. É uma grelha com investimento razoável. A SIC Caras é só uma coisa mal armada e low-cost que vale por um ou outro programa.
  40. 3 points
    Confesso que me fartei de rir com este comentário no YouTube. Sinceramente, se querem em apostar em algo que se foque num público/tema específico, neste caso os LGBT, foquem-se em coisas que façam valer a pena. É que o trailer dá a entender que isto vai retrarar o nicho (pessoas que só parecem querer saber de sexo) do nicho (drag-queens e afins) do nicho (LGBT). "Olhem para nós, somos bué rebeldes, fazemos festas e gostamos de fazer gargantas fundas"? Aprendam com a DR e a NRK (ou mesmo outras), que fizeram grandes sucessos como Borgen e Skam. Entre ter um monte de séries/webséries com plots fraquíssimos e ter uma ou duas séries por ano com qualidade e plots que sejam mesmo interessantes, prefiro que o dinheiro público seja gasto em programas vistos por mais que 10 pessoas do que nisto, mesmo que o investimento para isto seja pouco.
  41. 3 points
    O cenário do Telejornal Açores em 1986
  42. 3 points
    A Dalila tem de ser vilã! E a São que mude de registo, uma personagem cómica ou boazinha...
  43. 3 points
  44. 3 points
    Socorro! A minha Dory vai estrear! Eu amo o Nemo, mas acabei por nunca ver a Dory. Quero ver. Agora sim, o dia 1 está muito bom. Só trocava a Dory pelo Zootrópolis, mas pronto.
  45. 3 points
    A RTP 3 deveria transmitir em direto sínteses informativas durante a madrugada, 15 min, a partir dos estúdios do Porto, das 01h às 06h. É o serviço público de televisão e a informação que aqueles que trabalham de madrugada merecem ter direito. Além do demorado processo de integração deste canal na TDT. Enviado do meu ME173X através do Tapatalk
  46. 3 points
    http://dioguinho.pt/telespectador-insulta-mulher-direto-hilariante/ lool só podia ser com a Zabel on top. @ZDK @D007
  47. 3 points
    O único que não gostava era o Carlos... Curiosamente um preferido da Teresa ou o único desocupado que entrava em tudo o que era relacionado ao SS.
  48. 3 points
    Para o ano já devem ter disponíveis estes filmes: A Bela e o Monstro (Live Action) À Procura de Dory Capitão América - Guerra Civil Doutor Estranho Moana Esquadrão Suicida Logan O Dragão de Pete Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los Star Wars - Despertar da Força X-Men: Apocalipse Kong: Ilha da Caveira
  49. 3 points
    Por acaso tenho pensado muitas vezes no que será 2017 para mim? Terá sido bom, terá sido mau? E acabo por chegar à conclusão de que foi um ano de novas experiências e de mudanças: mudanças no quotidiano, mudanças que irão dar frutos no futuro... e a maior parte boas, portanto só posso dizer que foi um ano bom para ti (ainda que tenha tido as suas fases más, ou não seria a mesma coisa xD) A começar o ano consegui finalmente comprar um carro, que era sem dúvida algo que já andava a precisar desde há muito tempo e que me fez logo diferença no dia-a-dia Depois a meio do ano tive uma fase um quanto atribulada, por questões de saúde e profissionais, mas que foi para o meu bem e que fará grande diferença no meu futuro E quase a acabar o ano, consegui finalmente começar uma nova fase da minha vida que é tirar a licenciatura No entanto, deparei-me depois com uma grande dificuldade em me conseguir adaptar à vida universitária, pois era tudo novo para mim e não estava preparado. Cheguei mesmo a entrar em crise existencial e a pensar várias vezes em desistir, mas depois pensei que tinha lutado muito para chegar aqui e que era o meu futuro que estava em causa e não podia desistir à primeira dificuldade, portanto segui em frente e não me arrependi nada, porque depois tudo começou a correr melhor e neste momento estou contente com o curso e com as pessoas que estou a conhecer A nível sentimental foi talvez um ano pacífico, mas agora no final de ano entrou numa espécie de stand-by. Vamos a ver qual será a continuação em 2018, e o que virá. Esperemos que sejam boas notícias Posto isto, que venha um 2018 um pouco melhor que este (mas se for igual não me queixo xD) e que seja a continuação de uma fase estável em que me encontro neste momento
  50. 3 points
    2017.... Bem, 2017 foi o melhor ano da minha vida, até agora. No campo profissional foi um ano estável em que consegui um emprego razoável (no entanto espero que temporário porque ficar aqui demasiado tempo é sinal que a minha vida não vai evoluir neste aspecto) que me possibilitou começar a ter mais alguma independência e a começar a juntar mais dinheiro para em breve investir no meu futuro e um dia conseguir melhores condições neste aspecto. A nível escolar anda tudo ainda em standy à anos, e preciso mesmo retomar para evoluir antes que um dia seja tarde demais. xD A nível sentimental foi um ano de afirmação para aquilo que 2016 me ofereceu. Nunca me senti tão feliz e acredito que o que encontrei será para a vida, tem sido tão especial que não há como exemplificar o que me vai no coração. 2017 foi excelente neste aspecto, tem sido uma longa e apaixonante caminhada para explorar melhor as coisas neste campo. Não há nada melhor como descobrir o outro e deixar-se descobrir. Que seja o primeiro de imensos anos de muito amor e felicidade ao lado do meu boy. E basicamente é isto, de resto anda tudo na normalidade. Para 2018 peço que seja tão bom ou melhor e se possível começar já o investimento que quero fazer na minha vida profissional para um dia ir mais além na vida. Votos de um Bom Ano de 2018 para todos os membros ATV!
This leaderboard is set to Lisbon/GMT+01:00
×
×
  • Create New...