JDaman

Netflix

205 posts neste tópico

As séries que a Netflix vai passar em Portugal

 

http://expresso.sapo.pt/economia/2015-06-12-As-series-que-a-Netflix-vai-passar-em-Portugal-1

 

Para começar, parecem ser boas séries! :P 

 

O Expresso anda a dar muita cobertura à chegada da Netflix a Portugal. É normal? xD 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

​Claro que tem relevância. Se os americanos fazem, nós também temos de fazer, então? :rolleyes: É chique

É só mais uma maniazinha dos portugueses. Isto vai ser dos maiores fiascos. Quem é que quer mesmo isto? LOL

​Tal como já disseram, a Netflix pode ser uma porta para os produtores de conteúdo portugueses finalmente poderem ter o seu trabalho exposto.

E a popularidade do WareTuga e do Popcorn Time só vem a provar que esta é a forma que os portugueses querem para consumir televisão. Se te custa tanto a admitir isso, então estás a viver num mundo à parte.

Quanto a "House of Cards" e "Orange is the New Black", as próximas temporadas ainda devem estar asseguradas pelo TVCine, daí a Netflix ainda não ter acesso a essas duas séries. O mesmo acontece em França, onde "House of Cards" está no CanalPlay e não na Netflix.

Quanto à partilha de ficheiros, apoio. Contudo, o que é feito pelo WarezTuga e de forma ridiculamente pouco transparente que mete dó. Ninguém sabe para onde está a ir o dinheiro que arrecadam com publicidade, ninguém se responsabiliza por nada, não há um único canal de comunicação, a partilha é feito de um ponto para outro, ao contrário de plataformas como o TPB (o original), onde é tudo P2P e há um forte comunidade. Chamar ao "WarezTuga" de plataforma de partilha de ficheiros é de mijar a rir, sinceramente.

Fiquem Bem.

João F. e RCP gostam disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Há um pequeno (grande!) pormenor que ainda não consegui perceber bem. A Netflix tem a sua "própria rede de internet" ou é um serviço em que temos que ter internet para o usar? É a segunda opção né? Mas não encontro nada que me esclareça bem sobre isso.

Tendo em conta que em Portugal quem distribui internet são as mesmas empresas que fornessem a televisão isto causaria aqui um conflito de interesses, não?! 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Há um pequeno (grande!) pormenor que ainda não consegui perceber bem. A Netflix tem a sua "própria rede de internet" ou é um serviço em que temos que ter internet para o usar? É a segunda opção né? Mas não encontro nada que me esclareça bem sobre isso.

Tendo em conta que em Portugal quem distribui internet são as mesmas empresas que fornessem a televisão isto causaria aqui um conflito de interesses, não?! 

​Ui, que confusão. «Própria rede de internet» é uma afirmação que não faz qualquer sentido, o Netflix é sim um serviço de streaming em que acedes via internet, claro está, tal como o Popcorn Time ou o Warez Tuga, só que pagas para ter acesso a ele. Não há conflito nenhum se estiver tudo dentro da legalidade, que é o que a Netflix vai fazer. 
Nada como ir à wikipedia em inglês para ficares mais esclarecido. 
https://en.wikipedia.org/wiki/Netflix#Internet_video_streaming

Já agora comentar uma coisa: a ser verdade que não ter House of Cards, será uma grande pecha do Netflix.

Editado por RCP

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

​Ui, que confusão. «Própria rede de internet» é uma afirmação que não faz qualquer sentido, o Netflix é sim um serviço de streaming em que acedes via internet, claro está, tal como o Popcorn Time ou o Warez Tuga, só que pagas para ter acesso a ele. Não há conflito nenhum se estiver tudo dentro da legalidade, que é o que a Netflix vai fazer. 
Nada como ir à wikipedia em inglês para ficares mais esclarecido. 
https://en.wikipedia.org/wiki/Netflix#Internet_video_streaming

Já agora comentar uma coisa: a ser verdade que não ter House of Cards, será uma grande pecha do Netflix.

 ​Muito obrigado, fiquei mesmo esclarecido, já percebi onde estava o erro que me deixou em dúvida. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Wtf? Como é que as duas séries mais populares que são feitas originalmente pelo Netflix não vão chegar cá? Além de todos os filmes, séries, etc etc de outros canais e produtoras que o serviço tem, essas séries eram uns dos maiores trunfos do Netflix. 

O problema é que essas foram as duas primeiras séries a serem produzidas a sério pela Netflix, e por isso venderam os direitos, e agora não as podem ter nos novos países onde a Netflix vai entrar, mas eles já estão a tentar reaver os direitos de modo a todos os países com acesso ao Netflix consiga ter acesso a essas séries.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

​ Quanto à partilha de ficheiros, apoio. Contudo, o que é feito pelo WarezTuga e de forma ridiculamente pouco transparente que mete dó. Ninguém sabe para onde está a ir o dinheiro que arrecadam com publicidade, ninguém se responsabiliza por nada, não há um único canal de comunicação, a partilha é feito de um ponto para outro, ao contrário de plataformas como o TPB (o original), onde é tudo P2P e há um forte comunidade. Chamar ao "WarezTuga" de plataforma de partilha de ficheiros é de mijar a rir, sinceramente.

Fiquem Bem.

Das pessoas que usufruem do serviço, quem é que está preocupado com a transparência do warez? Eu tenho chromecast e a app do warez tem sido uma grande mais valia, pois a TV por cabo está uma treta e a TV nacional com a bosta das novelas,pimba e 760 bem, é melhor nem comentar. Não quero saber para onde vai o dinheiro. Quanto ao netflix, não me importava de pagar, se tivesse a grande quantidade de séries que o warez tem, o que não parece ser o caso, pelo que fico-me mesmo pelo warez. :) no entanto, concordo quando mencionas falta de comunicação, pois bloquearam - me de comentar (um moderador) lá e não posso enviar MP a justificar -me, pois não há forma de comunicar com eles. Enviado do meu GT-I9195 através de Tapatalk
JFSousa1995 gosta disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Das pessoas que usufruem do serviço, quem é que está preocupado com a transparência do warez? Eu tenho chromecast e a app do warez tem sido uma grande mais valia, pois a TV por cabo está uma treta e a TV nacional com as bosta das novelas, nem, é melhor nem comentar. Não quero saber para onde vai o dinheiro. Quanto ao netflix, não me importava de pagar, se tivesse a grande quantidade de séries que o warez tem, o que não parece ser o caso, p

elo que fico-me mesmo pelo warez.

:)

Enviado do meu GT-I9195 através de Tapatalk

E as suas ótimas (not really) legendas! O warez começava a ganhar muito mais se metesse legendas em inglês, porque há séries que ficam dias à espera de legendas, e controlasse melhor a qualidade dos vídeos.

João F. gosta disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

[BRASIL]:

Ministério das Comunicações tramita processo para tributar, regular e até mesmo banir o Netflix em território nacional:

11058590_1139627019384962_25565422097741

Texto sobre esta polémica:

 

A insatisfação das chamadas “teles” em relação aos novos serviços de internet tem se tornado um tópico bastante comentado há alguns dias. Esses serviços, como o Skype, Whatsapp, Youtube e Netflix se tornaram alvo de revolta por conta do seu acesso de forma facilitada e, segundo eles, sem uma fiscalização adequada.
 
Um exemplo forte foi a posição do presidente da operadora Vivo contra o Whatsapp ao afirmar que o aplicativo faz uso de um número das operadoras para oferecer um serviço que deveria ser fiscalizado e regulamentado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Isso, obviamente, acarretaria em recolhimento de impostos.
 
Essa guerra ganhou mais um personagem e aliado as teles, segundo o brasilpost, o ministro das Comunicações Ricardo Berzoini. Durante uma audiência da Casa, ele falou um pouco sobre essa situação e deixou seu ponto de vista bastante claro quanto a isso. Segundo Ricardo, esses serviços são responsáveis por perdas de emprego no país e que se utilizam da rede brasileira de forma muito pesada. Essa seria uma preocupação, já que essa rede é mantida principalmente pelas grandes empresas fiscalizadas e pagas.
 
O ministro também afirmou achar necessário que esses serviços tenham o mesmo tratamento de regularização dos outros serviços de telecomunicações no país, ou seja, com cargas tributárias. Daqui a cerca de dois meses as empresas garantem que já terão entregado para as autoridades brasileiras um documento contra esses serviços com provas concretas que corroboram suas reclamações.
 
A situação é bastante similar ao que acontece com o aplicativo Uber, que foi vítima de revolta dos motoristas de taxis pela falta de regulamentação para funcionar no Brasil.
 
Os dois argumentos principais do ministro é que, primeiro, a Lei Geral de Telecomunicações de 1997 está desatualizada e que o serviço de comunicação de voz fixo, que é o grande pilar do sistema de telecomunicações, está se esgotando. Segundo, ele afirma que as teles são as grandes responsáveis por ajudar a conter um pouco a inflação do país, e que quanto mais prejudicadas elas forem, mais essa inflação vai subir.
 
Não é a toa que esses serviços da internet venham chamando a atenção de gente grande. Só a Netflix já conta com cerca de 2,5 milhões de usuários e uma receita estimada de R$500 milhões no Brasil, superando assim grandes redes de televisão, como a Band e a RedeTV!.
 
E o que aconteceria caso essas medidas regulatórias e tributárias forem aprovadas? Bem, dessa forma o brasileiro passaria a pagar um valor superior pela assinatura do serviço, e com pacotes obrigatórios contendo programação nacional. Já os serviços que são gratuitos, como o Whatsapp, se tornariam pagos e a um valor bem salgado, e ainda com taxas extras por mensagens.

 

Fonte: Mobile Expert

Será que em Portugal, a Netflix tb vai ultrapassar a tv cabo? Eu acredito que sim, e apesar de continuar a achar que o fim do wareztuga teve mão do netflix gosto de Daredevil e outra séries da plataforma...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

A maior dificuldade do Netflix em Portugal acho que vai ser as operadoras não oferecerem pacotes só com internet fixa. Ou incluem telefone ou televisão e normalmente o mais vantajoso é ter as três coisas. Por isso as pessoas vão continuar a pagar TV cabo e podem ter o Netflix como complemento, não como substituto.

João F. gosta disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

A maior dificuldade do Netflix em Portugal acho que vai ser as operadoras não oferecerem pacotes só com internet fixa. Ou incluem telefone ou televisão e normalmente o mais vantajoso é ter as três coisas. Por isso as pessoas vão continuar a pagar TV cabo e podem ter o Netflix como complemento, não como substituto.

Que eu saiba, tanto a Vodafone como o MEO oferecerem pacotes só de internet, e no caso da Vodafone, com preços decentes.

Fiquem Bem.

João F. gosta disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Eu vou ser sincero, prefiro pagar um bluray de vez em quando e sacar séries dos torrents do que pagar por um serviço que, em Portugal, numa primeira fase, será tão limitado...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Que eu saiba, tanto a Vodafone como o MEO oferecerem pacotes só de internet, e no caso da Vodafone, com preços decentes.

Fiquem Bem.

Informa-te melhor.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Quem tiver dúvidas, está aqui um bom artigo acerca deste serviço:

 

O Netflix está a chegar a Portugal. Será já em Outubro que um dos mais famosos e mais usados serviços de TV pela Internet vai chegar ao nosso país. Para conhecer um pouco melhor este serviço e o que os portugueses podem esperar dele o Pplware esteve à conversa com um dos seus responsáveis.

Trazemos agora informação exclusiva sobre o que é o Netflix, o que trará de novidade e os preços do serviço que promete ser a próxima revolução na televisão.

netflix_1

 
 

A conversa do Pplware com a Netflix decorreu durante um dos vários dias da IFA e durante algum tempo tivemos a possibilidade de trocar algumas ideias com Neil Hunt, director de produtos do Netflix, sobre a chegada deste novo serviço de TV ao nosso país.

Será já em Outubro deste ano que vamos poder, finalmente, ter acesso ao mais conhecido e usado serviço de streaming de televisão da Internet.

O Netflix

Este é o serviço de streaming de TV mais conhecido que existe na Internet. Utilizando uma smartTV ou um qualquer computador, podemos aceder a centenas de filmes e de séries, em qualquer lugar ou a qualquer momento. O controlo dos conteúdos que podemos ver é feito pelo utilizador, podendo estes serem vistos ao ritmo que queremos. É aqui que o Netflix se distingue do normal serviço de TV, em que os utilizadores estão sujeitos ao que os canais querem apresentar.

Outro ponto de destaque do Netflix é a qualidade da transmissão, que mais uma vez pode ser controlado pelos utilizadores, mas que pode ir desde o mais básico SD até ao cada vez mais usado Ultra HD… ou 4K.

Quanto aos conteúdos, bom chegam após acordos que o Netflix  celebra com várias produtoras de renome, onde estão incluídas as séries que os portuguesas anseiam. Não é esperado que algum dia forneça serviços para além da TV, deixando de fora o mercado do streaming de música e também não esperam fornecer conteúdos de desporto ou notícias.

A chegada a Portugal e ao resto da Europa

Portugal será um dos primeiros países da Europa a ter acesso ao Netflix. A chegada ao nosso mercado mostra que o Netflix está atento ao nosso consumo e que somos interessantes para a empresa se lançar em novos mercados. A chegada a Portugal será em Outubro, ficando o serviço disponível de imediato para todos os que o quiserem usar.

Os conteúdos que vão ser disponibilizados são os mesmos que qualquer utilizador de outro país vai ter acesso, devidamente legendado. A interface do serviço será também em português e preparada para os utilizadores de todas a idades.

O maior desafio que o Netflix se prepara para encontrar em Portugal está associado aos conteúdos. Se a maioria das séries e dos filmes são conhecidas de muitos portugueses, algumas podem ser dirigidas a públicos alvo diferentes. Apesar de não se esperar para um futuro imediato, o Netflix não descarta a produção de conteúdos dedicados ao nosso país.

Para os que se preocupam com os conteúdos em qualidade HD ou superior, a Netflix tem uma boa novidade. Estes vão estar disponíveis desde o primeiro dia.

 

Preços e pacotes

Os preços que o Netflix vai praticar em Portugal estão alinhados com os que vão ser usados para comercializar o serviço nos restantes países da Europa.

Vão existir três pacotes que os utilizadores vão poder subscrever, mas que dão acesso aos mesmos conteúdos. A diferenciação será feita na qualidade do streaming e no número de dispositivos que vão poder ser usados em simultâneo.

PacoteQualidadeDispositivosPreço
BaseSD1 dispositivo7,99 euros
ComumHD2 dispositivos8,99 euros
HighHD4 dispositivos11,99 euros

Uma das facilidades que o Netflix tem é que os utilizadores podem, a qualquer momento, cancelar a sua subscrição ficando esta efectivamente terminada no primeiro dia do mês seguinte, sem qualquer necessidade de intervenção do utilizador.

Para poder usar o Netflix os utilizadores precisam de ter no mínimo uma ligação de 1.5 Megabits, para o streaming em SD. Caso queiram ter acesso aos conteúdos em 4K então precisam de ter uma ligação com um mínimo de 5 Megabits.

O sistema é adaptativo e caso não tenham a largura de banda suficiente em todos os momentos, o Netflix trata de gerir os conteúdos e a sua qualidade.

 

Parcerias

O Netflix está a procurar parcerias nos países em que se está agora a implementar, para que possa dar algumas facilidades aos seus utilizadores.

A primeira que está já estabelecida em Portugal e também noutros países, é com a Vodafone. Esta parceria irá trazer a aplicação do Netflix directamente para a box TV da Vodafone, garantindo acesso imediato aos clientes, sem a necessidade de uma smartTV ou outro dispositivo.

 

Plataformas

A versatilidade do Netflix permite-lhe estar disponível em mais de 400 plataformas, desde a mais óbvia TV, até ao smartphone. Pode ser usada nas mais recentes consolas, tablets, Apple TV ou até no Chromecast da Google. Se mesmo assim não tiver uma destas plataformas, existe sempre a possibilidade do Netflix ser visto directamente num qualquer computador, pelo browser.

Com uma ligação à Internet os utilizadores têm acesso imediato ao Netflix, bastando configurar os seus dispositivos e escolher qual o filme ou série que querem ver.

 

Desafios

O Netflix é um serviço que está sempre a procurar melhorar e a tentar oferecer inovação aos seus utilizadores. Apenas desta forma conseguem qualidade de serviço e isso oferece melhor televisão. Para isso a sua equipa de investigadores procura constantemente criar as melhoradas formas de transmitir os streamings pela Internet, optimizando a largura de banda necessária.

 

A investigação é sempre no desafio de criar um serviço optimizado para o hardware existente e para as novas tecnologias, como por exemplo o 4k e é também o ir mais longe no que toca à interface que o utilizador vai usar. Quanto mais simples e atractiva melhor é para o utilizador.

 

As expectativas do Netflix para o nosso país são altas e quer manter no nosso país o grau de sucesso que tem tido noutros mercados. Assim, os preços revelam alguma cuidado, o Netflix baseia-se em pacotes que os utilizadores podem rapidamente alterar.

O Netflix tem tudo para vingar no nosso país, em que cada vez mais o modelo tradicional de televisão está a desaparecer. As maiores operadoras já se adaptaram com algumas ofertas, mas nunca com o modelo que o Netflix apresenta.

Será em Outubro deste ano que a nossa televisão irá sofrer uma revolução, mas para melhor. Com o Netflix finalmente teremos acesso em primeira mão às séries mais procuradas e num modelo de visualização em que temos o controlo da forma e do momento em que as vamos ver.

Fonte: http://pplware.sapo.pt/internet/netflix-fomos-conhecer-a-proxima-revolucao-da-tv-em-portugal/

Editado por Daniel_TV

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Eu quero mesmo é saber a lista dos conteúdos disponíveis pelo menos no primeiro mês... só com base nisso é que vou aderir.

Pelo que diz no artigo, é tudo o que tem em qualquer outro país. É uma questão de pesquisares as ofertas que há lá fora.

Os conteúdos que vão ser disponibilizados são os mesmos que qualquer utilizador de outro país vai ter acesso, devidamente legendado

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
 

Pelo que diz no artigo, é tudo o que tem em qualquer outro país. É uma questão de pesquisares as ofertas que há lá fora.

Os conteúdos dos EUA são region locked, a oferta e Portugal vai ser mais reduzida. Nenhum país tem os mesmos conteúdos que os EUA. É por isso que o netfix em Portugal não vai compensar. Por exemplo, no Brasil eles acabaram de disponibilizar as 2 primeiras temporadas do Pokemon, mas é apenas no Brasil e não no resto do mundo...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!


Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!


Entrar agora