João

Memórias RTP1

511 posts neste tópico

Top... O VT de mudança de emissão nacional para as emissões regionais da RTP.

 

Já nem disso existe. Eu ainda sou do tempo do "Regiões" em que tinham emissão própria para norte, centro e sul, acho...

RCP e miguelalex23 gostam disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Já nem disso existe. Eu ainda sou do tempo do "Regiões" em que tinham emissão própria para norte, centro e sul, acho...

Acho que isso acabou em 2001, com a entrada do Rangel na RTP.

Se não me engano eram várias emissões: Porto e Minho; Trás-os-Montes; Beira Litoral; Beira Interior; Lisboa, Setúbal, Vale do Tejo; Alentejo e Algarve; 6 emissões, portanto.

miguelalex23 e Rmeteora gostam disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Acho que isso acabou em 2001, com a entrada do Rangel na RTP.

Se não me engano eram várias emissões: Porto e Minho; Trás-os-Montes; Beira Litoral; Beira Interior; Lisboa, Setúbal, Vale do Tejo; Alentejo e Algarve; 6 emissões, portanto.

 

Ás vezes parece que andamos para trás...

Com menos tecnologia fazia-se imensas coisas. As pessoas eram mais criativas.

Rmeteora e JDaman gostam disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Naquele tempo havia espaço para todo o tipo de programas nas generalistas. Olhando para esta programação da RTP1 temos ali uma novela, informação, programas infantis e entretenimento. E hoje temos uma programação mais pobre em todos os canais.

 

Concordo.

Actualmente preocupam-se mais com publicidade e 760 do que propriamente com o telespectador.

Eu sei que os canais têm que ter receitas de algum lado para funcionar mas se nos anos 90 funcionavam quase sem publicidade e 640 (era o indicativo da publicidade de valor acrescentado caso não se recordem) mas conseguiam ter uma programação mais rica, o que é que lhes impede agora?

LFTV, JDaman e miguelalex23 gostam disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Concordo.

Actualmente preocupam-se mais com publicidade e 760 do que propriamente com o telespectador.

Eu sei que os canais têm que ter receitas de algum lado para funcionar mas se nos anos 90 funcionavam quase sem publicidade e 640 (era o indicativo da publicidade de valor acrescentado caso não se recordem) mas conseguiam ter uma programação mais rica, o que é que lhes impede agora?

É diferente. Naquele tempo a TV por cabo era residual, canais em português só os 4 em sinal aberto, só a partir de 2000 passaram a haver os canais temáticos da SIC e mais tarde da RTP, etc... o que empobreceu a oferta das generalistas. Eu pelo menos notei nisso nessa época, quando começaram a emitir novelas e tudo o que era horário. Basta comprar uma grelha de 2002 com uma actual, a estrutura é praticamente a mesma: Informação + Talk Show + Informação + Novela(s) + Talk Show + Novela(s) + Informação + Novela(s).

Ou seja, se calhar fazem os mesmos programas que existiam na altura, mas tem de distribuir por vários canais, em vez de difundirem só num. 

Sofre quem apenas tem acesso à TDT. 

Editado por RCP
miguelalex23 e JDaman gostam disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

É diferente. Naquele tempo a TV por cabo era residual, canais em português só os 4 em sinal aberto, só a partir de 2000 passou a haver os canais temáticos da SIC, a Radical, a Notícias, etc...

Ou seja, se calhar fazem os mesmos programas que existiam na altura, mas tem de distribuir por vários canais, em vez de difundirem só num. 

Sofre quem apenas tem acesso à TDT. 

Também é verdade. Mas podiam ser mais originais e dar-nos uma oferta mais diversificada. A SIC e a TVI não nos precisam de nos bombardear as tardes inteiras de novelas e programas recheados de 760.

NEQ gosta disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

É diferente. Naquele tempo a TV por cabo era residual, canais em português só os 4 em sinal aberto, só a partir de 2000 passou a haver os canais temáticos da SIC, a Radical, a Notícias, etc...

Ou seja, se calhar fazem os mesmos programas que existiam na altura, mas tem de distribuir por vários canais, em vez de difundirem só num. 

Sofre quem apenas tem acesso à TDT. 

 

Eu percebo a tua teoria mas só concordo parcialmente contigo.

A nível das receitas/televisão por cabo acredito que tenha havido uma quebra mas a nível da qualidade de programas não consigo compreender como é que alguns transmitem, sendo o caso do Não Há Bela Sem João que é demasiado fraco. Eu já disse isto diversas vezes e volto a afirmar: Com um estúdio com aquela área podiam fazer algo muito melhor.

Eles podem ganhar dinheiro à mesma com o 760 mas sem massacrar tanto as pessoas pois o número está sempre no ecrã. Não existe a necessidade de por cada 2 minutos de programa, estarem outros 2 a tentar convencer o telespectador a ligar.

 

A nível dos canais temáticos, não acho que seja um problema, pelo contrário é um complemento à emissão do generalista.

Dando o exemplo da TVI com os canais temáticos:

 

A TVI 24 retirou alguma informação à TVI? Não me parece. Só nas autárquicas na minha opinião.

A TVI Ficção basicamente só transmite reposições da TVI, logo também não pode ter retirado nada.

Em relação ao +TVI não posso pronunciar-me pois não conheço a sua programação.

 

Na minha opinião mesmo assim, o único canal que continua com uma programação melhor dos 4 é mesmo a RTP 1. Só lamento a fraca qualidade da nova série cómica de Domingo.

Também é verdade. Mas podiam ser mais originais e dar-nos uma oferta mais diversificada. A SIC e a TVI não nos precisam de nos bombardear as tardes inteiras de novelas e programas recheados de 760.

 

Exactamente, o que eu critico é mesmo isso.

LFTV gosta disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

O fim do Estado de Graça é daquelas decisões que nunca vou entender. Agora, com os actores noutros projectos, é difícil regressar. Mas a RTP1 tornou-se um canal de séries diárias e concursos, portanto...  :dry:

JoanaSantos gosta disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

O fim do Estado de Graça é daquelas decisões que nunca vou entender. Agora, com os actores noutros projectos, é difícil regressar. Mas a RTP1 tornou-se um canal de séries diárias e concursos, portanto... :dry:

mais um sem identidade, agora só pensam em audiências, para além de terem umas tardes pavorosas, assim como as manhãs, tenho de levar com jornais de 80 minutos já e séries e concursos ultra repetidos.

Grande serie. :)

o.o o amanhã parece o grafismo da SIC

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

já tou farto do qqsm o concurso devia durar apenas até agora e podia voltar daqui a uns (largos) meses a versão alta pressão ou então outro concurso (sem ser repetido)

Hugo3 gosta disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

já tou farto do qqsm o concurso devia durar apenas até agora e podia voltar daqui a uns (largos) meses a versão alta pressão ou então outro concurso (sem ser repetido)

A mim chateia-me devido ao tempo em cada pergunta. Deveria de ser a versão Alta Pressão.

E já agora, acho que te enganaste no tópico. :P

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!


Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!


Entrar agora