João

RTP Internacional | RTP África

242 posts neste tópico

Deputado do PS acusa RTPi e RTP África de estarem "ultrapassadas"

 

O deputado do PS Paulo Pisco apresenta hoje na Assembleia da República um requerimento à administração da Rádio e Televisão Portuguesa (RTP) sobre o estado dos canais internacionais, RTP Internacional (RTPi) e RTP África. "É uma antena sem ambição, um desperdício de recursos e oportunidades para chegar aos luso-falantes", critica o político. "Ultrapassadas", considera.

 

As críticas do deputado, eleito pelo círculo da Europa, começam na oferta da RTPi, que "repete modelos de programação pouco diferentes do que era quando foi criada", passam pela "falta de sentido estratégico dos canais internacionais", e terminam na na "falta de autonomia financeira e administrativa em relação aos canais generalistas". Acrescenta: "Há um total sub-aproveitamento dos recursos e têm cada vez menos interesse nos canais internacionais".

 

A avaliação dos canais internacionais resulta do contacto com os portugueses espalhadas pelo mundo, refere. "Têm uma imagem deplorável do País", nota, por um lado. "As nossas comunidades são tratadas com uma displicência inaceitável", considera, por outro.

 

As perguntas que constam do requerimento "vão no sentido da redefinição da estratégia para os canais", comenta. São dirigidas à administração da RTP e ao Governo, que tutela esta pasta, através do ministério dos Assuntos Parlamentares.

 

Paulo Pisco defende a "autonomia administrativa e financeira dos canais internacionais" e "mais informação que interesse aos portugueses, sobre os portugueses em Portugal e em todo o mundo", sublinha. Modelos como os que chegam de França, do Reino Unido ou de Espanha estão mais próximos do que Paulo Pisco defende para os canais internacionais. Os conteúdos "têm de atrair as novas gerações, criar uma preocupação cívica, serem um catalisador de relações económicas entre países e criar uma imagem positiva de Portugal".

 

Fonte: DN

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Não concordo de todo, o programa da rtpi, tem em grande parte programas em directo, como a rtp (bom dia portugal, praça da alegria, jornal da tarde, portugal no coração, telejornal). Ou será que está a chamar a rtp ultrapassada? :duvida:

Para além dos programas em directo e de informação tem programas de interesse para as comunidades portuguesas como "contacto".

O canal interessa aos lusodescendentes, e não me parece que tenha sido criado para atrair o público internacional.

Acho que se possa sempre melhorar, mas o objectivo do canal foi alcançado. :uh:

Amanhã a rtpAfrica faz anos... :happybirthday2:

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

RTP podia ter uma melhor programaçao para as comunidades estrangeiras, já reparei que a RTP Açores/RTP Madeira também sofrem do mesmo mal, tem uma programaçao ultrapassada e velha, excepto os directos, os programas que são apresentados são um pouco antigos. Assim como a RTP recorre a TVI para mostrar as novelas, podia era mostrar as séries portuguesas que tem feito nos ultimos 4/5 anos que tem grande qualidade.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

RTP podia ter uma melhor programaçao para as comunidades estrangeiras, já reparei que a RTP Açores/RTP Madeira também sofrem do mesmo mal, tem uma programaçao ultrapassada e velha, excepto os directos, os programas que são apresentados são um pouco antigos. Assim como a RTP recorre a TVI para mostrar as novelas, podia era mostrar as séries portuguesas que tem feito nos ultimos 4/5 anos que tem grande qualidade.

Não deixa de estar um bocado ultrapassado!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Privatizar a RTP?

Tem toda a razão, o deputado Paulo Pisco: a RTP Internacional e a RTP África estão ultrapassadas. A RTP Internacional, a RTP África e, aliás, a RTP Açores e a RTP Madeira. Há décadas que se convencionou que seriam assim, como são - e, quando alguém tentou que fossem de outra maneira, já não havia na casa gente, know how ou paciência para mover a montanha. Resultado: esgotadas de recursos, são hoje todas, de alguma forma, uma janelinha para um certo Portugal antigo, dialogando pouco com este tempo e menos ainda com o público a que se destinam. E o problema está na RTP1. Queira-se ou não, qualquer debate sobre o serviço público de TV terá necessariamente de ir dar a ele. É ele que enferma do equívoco original da auto-sustentação (de resto nunca conseguida) - e é ele que, sorvendo persistentemente todos os recursos da estação, verdadeiramente a afunda no pântano em tempos de crise publicitária. Tanto quanto parece a quem quer que se preocupe com este universo, a RTP deveria ter hoje cinco canais apenas: a RTP2 (incorporando o melhor da RTPN), os dois canais regionais, um só canal internacional e a RTP Memória. Igualmente desprovida de recursos, a RTPN não se distingue o suficiente da concorrência privada. Já a RTP África simplesmente não tem sentido: a TV portuguesa não deve sentir obrigações de serviço público para com África. E todos os canais seriam francamente melhores com o dinheiro poupado com a privatização da RTP1. Eis a mudança que toda a gente sabe ser a mais sensata - e eis aquilo que levaria os portugueses a pagarem a RTP com outra bonomia. Mas quem terá algum dia coragem para atacar este problema?

Joel Neto

Tem muita razão.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

RTP tirando a RTP1, mesmo assim acho que os canais da RTP deviam-se actualizar para o século XXI.

Se os canais RTP África e RTP Internacional tivessem uma programação própria podiam concorrer com os seus canais rivais.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Relvas: “Queremos que a RTP Internacional seja a TV Portugal”

O ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, disse hoje que a RTP Internacional deve ser a “grande aposta” da empresa para o futuro mais imediato. “Queremos que a RTP Internacional seja a TV Portugal”, disse o governante aos deputados da Comissão de Ética, Cidadania e Comunicação, onde está a ser ouvido esta manhã. Actualmente decorrem estudos para criar uma nova assinatura e imagem para o canal, que, sustentou Miguel Relvas, deve contar com o “envolvimento dos operadores privados” para mostrar um “Portugal afirmativo” ao estrangeiro.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Concordo com uma imagem mais moderna e seria muito bom que na RTP Internacional houvesse um programa de locais a visitar em Portugal, era bom tanto para os portugueses lá fora como para os estrangeiros.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Podiam fazer o mesmo com a RTP Madeira, Açores e até com a internacional. Pequenos esquemas das ilhas e do próprio mundo. Isto vem na linha da renovação do logótipo da RTP Informação, na tentativa de representação das mais variadas figuras dentro da linha do logótipo mãe da RTP. Excelente ideia!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Isso ainda está por decidir. Ao que parece a ideia de encurtar a emissão para as 20/24h é a mais plausível...

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!


Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!


Entrar agora