k3o4

Atualidade

5175 posts neste tópico

Pois, não é bem toda a gente. Parece-me, pela notícia, que será uma coisa para quem demonstra alguma apetência para isso. Mesmo assim acho que é uma mudança a assinalar. Mostra o quão poderosa e temível é a Rússia do Putin, mostra a desconfiança da Europa na NATO e a necessidade de rearmamento dos países. 

Os países nórdicos são vistos como exemplo pelos sistemas políticos sociais-democratas que resultam muito bem, o que é demonstrado pelas suas economias, e também pelo seu Direito. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 16 minutos, Daniel_TV disse:

Pois, não é bem toda a gente. Parece-me, pela notícia, que será uma coisa para quem demonstra alguma apetência para isso. Mesmo assim acho que é uma mudança a assinalar. Mostra o quão poderosa e temível é a Rússia do Putin, mostra a desconfiança da Europa na NATO e a necessidade de rearmamento dos países. 

Os países nórdicos são vistos como exemplo pelos sistemas políticos sociais-democratas que resultam muito bem, o que é demonstrado pelas suas economias, e também pelo seu Direito. 

Podem ser exemplo no campo económico, no campo social não são com certeza, como se pode ver com esta lei ridícula que implementaram, e que a Dinamarca, Noruega e Finlândia também tem. Eles são adeptos de escravatura eu não, são valores diferentes :)

E podem dizer "ah, a teoria é uma coisa e a prática é outra", pois, mas só o facto de porem esta hipótese no ar da-me náuseas. Que os outros paises europeus não sigam o mau exemplo dos países escandinavos.

E escusam de pôr a culpa na Rússia, porque a culpa desta lei ridícula foi de quem a passou no Parlamento.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Ainda bem que aqui já não é obrigatório... mas tipo cá em Portugal como era nos anos 70/80/90? Tinham apenas de lá ir um dia? É que o meu pai cresceu nessa época e acho que só foi lá uma vez mas nunca andou na tropa nem nada disso. Alguém me pode explicar sff?

E mais uma coisa, quem não tem apetências para o serviço militar (tipo dificuldades visuais, motoras etc...) como é que é/era? :dontknow:

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 1 hora, Ambrósio disse:

Ainda bem que aqui já não é obrigatório... mas tipo cá em Portugal como era nos anos 70/80/90? Tinham apenas de lá ir um dia? É que o meu pai cresceu nessa época e acho que só foi lá uma vez mas nunca andou na tropa nem nada disso. Alguém me pode explicar sff?

E mais uma coisa, quem não tem apetências para o serviço militar (tipo dificuldades visuais, motoras etc...) como é que é/era? :dontknow:

Não ia Ambrosio, quem tinha deficiências não ia, o meu pai não vê de uma vista logo não fez serviço militar,, nem foi para guerra do ultramar.

Ambrósio gosta disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 8 horas, Forbidden disse:

Podem ser exemplo no campo económico, no campo social não são com certeza, como se pode ver com esta lei ridícula que implementaram, e que a Dinamarca, Noruega e Finlândia também tem. Eles são adeptos de escravatura eu não, são valores diferentes :)

E podem dizer "ah, a teoria é uma coisa e a prática é outra", pois, mas só o facto de porem esta hipótese no ar da-me náuseas. Que os outros paises europeus não sigam o mau exemplo dos países escandinavos.

E escusam de pôr a culpa na Rússia, porque a culpa desta lei ridícula foi de quem a passou no Parlamento.

 
 
 

E porque é que a passaram? Por causa da Rússia. :rolleyes: Tem tudo uma razão de ser, não passam as coisas só porque sim.

E no campo social também o são, quem afirma o contrário, ou desconhece completamente a realidade, ou então só seleciona casos específicos para mostrar algo distorcido da realidade.

Além disso, o serviço militar obrigatório é meramente uma forma de defesa, eles não ficam lá para sempre, e em casos de incapacidade eles nem sequer te convocam. Aquilo não é os comandos, não vais ser submetido a um tratamento de condições duríssimas, mas sim a um treino básico que te permite, no final daqueles meses, teres uma noção de como as coisas se processam em caso de guerra. E, pessoalmente, todas as pessoas que conheço que fizeram serviço militar em vários países europeus fizeram bastantes amigos. E podes achar que é escravatura mas quando uma situação de guerra acontece, não pedes por ela, nem ela se resolve cruzando os braços. Por exemplo, na Ucrânia os russos não lhes perguntaram se queriam uma guerra na zona do Donbass que ainda hoje dura. E nos países bálticos/escandinavos há o receio de um dia a Rússia aplicar o mesmo tratamento por causa das ambições de Putin, que sempre classificou a queda da União Soviética e o seu desmembramento em vários países como um erro gigante.

O mundo não é cor-de-rosa, a paz mundial não passa de uma ilusão e, gostes ou não, a realidade é que vivemos em tempos incertos e a possibilidade de uma guerra na Europa já esteve mais longe da realidade. Eles são adeptos de lutarem pelos valores que defendem, não vejo mal nenhum nisso. Afinal de contas, muitos dos valores que herdámos, seja em Portugal, seja na Europa, só existem hoje devido à luta armada entre milhões de pessoas, e não porque cruzaram os braços só porque pegar numa arma e ter um treino militar básico é "escravatura".

Ambrósio e srcbica gostam disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 25 minutos, JDuarte disse:

Não ia Ambrosio, quem tinha deficiências não ia, o meu pai não vê de uma vista logo não fez serviço militar,, nem foi para guerra do ultramar.

Eu de certeza que se vivesse nessa época tb não iria. Vejo mal ao longe e tenho ligeiros problemas num dos joelhos... xD

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 9 horas, Ruben Fonseca disse:

O mundo não é cor-de-rosa, a paz mundial não passa de uma ilusão e, gostes ou não, a realidade é que vivemos em tempos incertos e a possibilidade de uma guerra na Europa já esteve mais longe da realidade. Eles são adeptos de lutarem pelos valores que defendem, não vejo mal nenhum nisso. Afinal de contas, muitos dos valores que herdámos, seja em Portugal, seja na Europa, só existem hoje devido à luta armada entre milhões de pessoas, e não porque cruzaram os braços só porque pegar numa arma e ter um treino militar básico é "escravatura".

Eles tem os valores deles, eu tenho os meus e não os vou mudar. Pra mim não só esta lei é errada mas é profundamente imoral obrigar uma pessoa a escravatura militar durante meses (sim, podem dar um nome bonito, continua a ser escravatura, é trabalho forçado não pago). Se há quem goste? Bom pra eles, eles que o façam de livre vontade, agora não tem direito de obrigar quem não quer. Isto pra mim é simples de perceber. Antigamente não havia democracia, portanto nem vamos por aí, visto que só demos democracia em Portugal desde 1976.

Ambrósio, TheSecret e JoanaSantos gostam disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 1 hora, Forbidden disse:

Eles tem os valores deles, eu tenho os meus e não os vou mudar. Pra mim não só esta lei é errada mas é profundamente imoral obrigar uma pessoa a escravatura militar durante meses (sim, podem dar um nome bonito, continua a ser escravatura, é trabalho forçado não pago). Se há quem goste? Bom pra eles, eles que o façam de livre vontade, agora não tem direito de obrigar quem não quer. Isto pra mim é simples de perceber. Antigamente não havia democracia, portanto nem vamos por aí, visto que só demos democracia em Portugal desde 1976.

No caso sueco, de 13 mil pessoas nascidas em 1999 que irão à inspecção, apenas 4000 serão seleccionadas, de acordo com vários fatores, inclusive a vontade em participar no serviço militar. E, por essa ordem de ideias, estudar também é trabalho forçado não pago até ao momento em que és obrigado a estudar por lei, quer queiras, quer não. Também queres que todos os estudantes até ao limite mínimo obrigatório para se estudar sejam pagos também, não vá lá ser escravatura? :rolleyes:

A democracia é algo valioso e que precisa de ser defendido. Quer se goste ou não, nem sempre a diplomacia e palavras bonitas resultam. Os ucranianos também nunca pediram uma guerra e, por causa de quererem juntar-se ao bloco europeu em vez da Rússia, a Rússia ofereceu-lhes uma guerra quando menos esperavam. Mas não deixa de ser curioso, e no mínimo irónico, que aqueles que se mostram mais indignados com certas situações que se passam em países com regimes opressivos, são aqueles que, em casos destes, cruzam os braços primeiro.

Quem achas que lutou pelos valores de democracia na Europa durante a WW2/Guerra Fria? A União Soviética ou a Alemanha nazi não foram de certeza. E mesmo em Portugal, para teres a democracia que tens hoje, seja através do 25 de Abril, seja depois para parar um golpe de estado que quase nos tornou uma ditadura comunista em Novembro de 1975, muitos morreram e os que não morreram também lutaram pelos valores que acreditavam para termos a democracia que temos hoje. Esta lei serve para isso mesmo, defender os valores que acreditam e que atualmente se encontram ameaçados por uma potência em ascensão.

Pedro M., srcbica e Ambrósio gostam disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 2 minutos, JDuarte disse:

http://www.jn.pt/justica/interior/mariana-esta-desaparecida-desde-sexta-feira-em-ponte-de-lima-5704683.html

Esta juventude a serio, a continuar assim mais vale devolver o mundo aos dinossauros e pedir desculpa. :sleep:

Até parece que é só esta juventude, sempre foi assim, não há nada de novo. Simplesmente antigamente não queriam saber e punham as coisas debaixo do tapete, e agora não.

JoanaSantos gosta disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 38 minutos, Forbidden disse:

Até parece que é só esta juventude, sempre foi assim, não há nada de novo. Simplesmente antigamente não queriam saber e punham as coisas debaixo do tapete, e agora não.

E eu falei de antigamente? Falei em juventude.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
Agora mesmo, JDuarte disse:

E eu falei de antigamente? Falei em juventude.

Disseste "esta juventude". Porque te referes especificamente a esta, se dantes ainda era pior?! Ao menos agora podridão bem ao de cima, e sempre tens mais recursos pra te defenderes.

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
On 04/03/2017 at 00:51, Ruben Fonseca disse:

E porque é que a passaram? Por causa da Rússia. :rolleyes: Tem tudo uma razão de ser, não passam as coisas só porque sim.

E no campo social também o são, quem afirma o contrário, ou desconhece completamente a realidade, ou então só seleciona casos específicos para mostrar algo distorcido da realidade.

Além disso, o serviço militar obrigatório é meramente uma forma de defesa, eles não ficam lá para sempre, e em casos de incapacidade eles nem sequer te convocam. Aquilo não é os comandos, não vais ser submetido a um tratamento de condições duríssimas, mas sim a um treino básico que te permite, no final daqueles meses, teres uma noção de como as coisas se processam em caso de guerra. E, pessoalmente, todas as pessoas que conheço que fizeram serviço militar em vários países europeus fizeram bastantes amigos. E podes achar que é escravatura mas quando uma situação de guerra acontece, não pedes por ela, nem ela se resolve cruzando os braços. Por exemplo, na Ucrânia os russos não lhes perguntaram se queriam uma guerra na zona do Donbass que ainda hoje dura. E nos países bálticos/escandinavos há o receio de um dia a Rússia aplicar o mesmo tratamento por causa das ambições de Putin, que sempre classificou a queda da União Soviética e o seu desmembramento em vários países como um erro gigante.

Não creio que a Suécia tenha restaurado o serviço militar por causa da Rússia. Acho que o culpado nº 1 disso são umas pessoas que adoram a sharia. Eles são quase 10% da população de lá e pelo que se ouve dizer não são nada amigáveis com a população local. Já li na internet que Estocolmo é a capital das violações na Europa. Se os suecos não fizerem nada daqui a uns 20 anos correrão o risco de levar com um governo islâmico.

 

 

http://br.blastingnews.com/mundo/2017/02/crise-na-venezuela-populacao-come-lagartos-pombos-e-tamanduas-para-sobreviver-001488229.html

http://www.dn.pt/mundo/interior/guerra-do-pao-na-venezuela-padeiros-que-usem-farinha-para-doces-recebem-ordem-de-prisao-5731695.html

É triste ver o que se passa na Venezuela. Um país rico a morrer de fome por causa da estupidez de um homem. 

 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 8 horas, Ruben Fonseca disse:

Na verdade eles nem sequer são 5% da população. :huh: A serem 10%, só mesmo em 2030, portanto também não estou a ver como é tens um governo islâmico com 10% da população.

Para te elucidar um pouco até porque nota-se claramente que andas a ler demasiadas fake news por aí, a Suécia tem o maior número de casos reportados de violações na Europa e não o maior número de violações na Europa. E isto não é mau, aliás, é bom até porque muitas das vezes as pessoas nem sequer dizem nada quando sofrem de violações e muitas das vezes não é feito nada porque "ela estava a pedi-las", logo não fazem parte da estatística. Além disso, a lei sueca, no que toca a violações, é bastante restritiva. Há atos que são considerados violações lá que não o são em outros países (tens o Julian Assange como exemplo disso mesmo). Cada caso de violação é tratado de forma separada, mesmo que tenhas uma pessoa envolvida em dois ou mais casos de violação, o que também inflaciona as estatísticas. Mas claro, isso já não convém dizer porque torna o argumento inválido (cof cof "last night in Sweden" cof cof).

Ah, e já agora, para ficares mais a par da população real de muçulmanos na Europa:

FT_15.01.14_MuslimPopulation420px.png

Os dados que apresentaste são de 2010 por isso estão totalmente desactualizados. Os tais 4,6 % da Suécia já devem ser à vontade 8 a 9% da população. Só no ano de 2015 entraram 160 mil muçulmanos na Suécia. Tendo em conta que elas se reproduzem fartamente com 5 a 6 filhos a percentagem deve estar próxima dos 10%. Os números da Alemanha também estão desactualizados pois entraram mais de 1 milhão nos últimos 2 anos. Em relação a ter um governo islâmico com 10% da população não é nada do outro mundo: Na Africa do Sul os brancos cerca de 10% da população mandavam nos restantes 90% e na Rodésia os brancos eram apenas 5% e mandavam no resto da população. No Barein os sunitas 30% da população mandam sobre os restantes 70%. Depois da queda do império romano os bárbaros também eram uma minoria e mandavam na população romana.

Em relação ao facto da Suécia ser o país com o maior número de casos reportados de violações na Europa é extremamente preocupante pois se um país com 9,5 milhões de habitantes tem mais casos que a Alemanha isto dá que pensar. 

há 7 horas, joanna disse:

ui 0,3 em portugal, @Manuel Silva vai já para o bunker. 

Não sei se tu sabes mas há uns tempos houve noticias sobre a retirada de símbolos de Natal para não ofender os meninos. Não me espanta nada que daqui a uns anos as mulheres sejam obrigadas a tapar a cabeça para não ofender os islâmicos. Não é fugindo para o bunker e ignorando o problema que vamos resolver as coisas. Se os cristãos não tivessem lutado contra os árabes na península ibérica hoje estarias em casa certamente casada aos 12/13 anos e a cuidar de um rancho de filhos. 

há 2 horas, Ambrósio disse:

Já sabes como são os bloquistas só são defensores da "SUA" liberdade de expressão Eles não aceitam pessoas que tenham ideias diferentes das deles. Se eles fossem verdadeiramente democráticos tentavam debater as coisas. Eles podiam ter feito um brilhante debate de ideias entre os da extrema direita e eles, mas não, eles preferem usar os esquemas do fascismo ao proibir e censurar o quer não lhes interessa. 

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 49 minutos, Manuel Silva disse:

Já sabes como são os bloquistas só são defensores da "SUA" liberdade de expressão Eles não aceitam pessoas que tenham ideias diferentes das deles. Se eles fossem verdadeiramente democráticos tentavam debater as coisas. Eles podiam ter feito um brilhante debate de ideias entre os da extrema direita e eles, mas não, eles preferem usar os esquemas do fascismo ao proibir e censurar o quer não lhes interessa. 

Não digas disparates, isso não é verdade... e eu digo isto porque conheço várias pessoas do partido. E debater com a extrema direita para quê? Já se sabe como eles são... esses sim é que não aceitam pessoas que tenham ideias diferentes das deles... mas fica cada um com o seu pensamento... :)

Filipe Luís, srcbica e JoanaSantos gostam disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais
há 1 hora, Manuel Silva disse:

Já sabes como são os bloquistas só são defensores da "SUA" liberdade de expressão Eles não aceitam pessoas que tenham ideias diferentes das deles. Se eles fossem verdadeiramente democráticos tentavam debater as coisas. Eles podiam ter feito um brilhante debate de ideias entre os da extrema direita e eles, mas não, eles preferem usar os esquemas do fascismo ao proibir e censurar o quer não lhes interessa. 

e informaste direito sobre o que se passou? agora é o be que cancela conferências? lol

Ambrósio e JoanaSantos gostam disto!

Partilhar este post


Link para o post
Partilhar nas redes sociais

Regista-te ou entra para comentar!

Para deixar um comentário é necessário estar registado. É muito fácil!

Criar uma conta

Regista-te e vem fazer parte desta comunidade! É fácil!


Registar-me

Entrar

Já estás registado? Entra aqui!


Entrar agora