Ruben Fonseca

Moderadores
  • #Conteúdo

    9097
  • Registado Em

  • Última Visita

  • Days Won

    20

Tudo postado por Ruben Fonseca

  1. A partir de hoje o tópico “Notícias e Profissionais RTP1” será dividido em dois, originando assim o “Notícias RTP1” e o “Profissionais RTP1”. Isto surge de modo a separar, por exemplo, os estados que as inúmeras caras do canal fazem nas mais variadas redes sociais, das notícias relativas ao canal, tornando-se assim mais fácil para um utilizador do fórum poder comentar uma certa notícia acerca de uma personalidade, sem ter outra notícia relativa ao canal de televisão em que se encontra a sobrepor-se. Assim sendo, tudo o que seja relacionado com publicações de estados e/ou fotos nas diversas redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram), capas de revista, atividades ou eventos em que alguma cara do canal esteja presente ou envolvida, entre outros, passará a ser publicado neste tópico, enquanto que tudo o seja relacionado com transferências televisivas, mudanças de cargos, despedimentos, entre outros, passará a ser publicado no "Noticias RTP1".
  2. A partir de hoje o tópico “Notícias e Profissionais SIC” será dividido em dois, originando assim o “Notícias SIC” e o “Profissionais SIC”. Isto surge de modo a separar, por exemplo, os estados que as inúmeras caras do canal fazem nas mais variadas redes sociais, das notícias relativas ao canal, tornando-se assim mais fácil para um utilizador do fórum poder comentar uma certa notícia acerca de uma personalidade, sem ter outra notícia relativa ao canal de televisão em que se encontra a sobrepor-se. Assim sendo, tudo o que seja relacionado com publicações de estados e/ou fotos nas diversas redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram), capas de revista, atividades ou eventos em que alguma cara do canal esteja presente ou envolvida, entre outros, passará a ser publicado neste tópico, enquanto que tudo o seja relacionado com transferências televisivas, mudanças de cargos, despedimentos, entre outros, passará a ser publicado no "Noticias SIC".
  3. Mais uma vez, um caminho para a supremacia, seja lá do que for, requer uma maioria esmagadora. A percentagem de muçulmanos na Holanda não ronda sequer os 10% e antes que me venhas com a teoria de que toda a gente de origem muçulmana tem 5/6 filhos em 3 anos, para teres essa maioria esmagadora (75% pelo menos) demoraria pelo menos mais de meio século. É normal que no mundo dos negócios existam perdas de mil milhões de dólares num único ano? Ainda bem que não investes na bolsa, se continuasses a investir em pessoas assim bem que ficavas sem nada. E o "boicote" não se trata nada mais que capitalismo. Se as marcas não vendem, empresas privadas têm todo o direito de retirar essas marcas dos seus estabelecimentos. O estado não tem direito nenhum de intervir naquilo que não lhe pertence. E ele não mostrou rendimentos nenhuns, a MSNBC é que divulgou os rendimentos de 2004 (salvo erro), algo que a Casa Branca (vulgo, Trump) não gostou. Se ele não tivesse nada a esconder não teria de inventar um monte de desculpas sem sentido para não mostrar aquilo que paga de impostos. Tens uma das pessoas que esteve envolvida nos atentados de Paris e da Bélgica, e cujo nome não me lembro agora, como exemplo de que há pessoas que não acabam mortas pela polícia, nem se explodem. Quem vai para um país estrangeiro só incomoda quem tem de incomodar. Com esse tipo de argumentos só revelas que provavelmente nunca saíste do país. E, repito, se roubar dá logo direito a expulsão, terias muitos emigrantes portugueses de volta a casa há já muitos anos. Aposto que com eles já seria o drama, o horror e a tragédia. Dizes que não é por eles tratarem as mulheres abaixo de cão que não devemos fazer o mesmo mas depois contradizes-te completamente ao dizer que por eles não permitirem outras práticas religiosas que não as deles que devemos fazer o mesmo. E desde quando é que a religião islâmica é um perigo público? Desde quando é que essas pessoas que se explodem e que têm uma visão distorcida da religião que praticam representam toda uma religião? Conheço gente proveniente do Médio Oriente e ninguém se explodiu à minha frente, nem me chamaram infiel, nem nada que se pareça. Mas é como digo, pessoas como tu votariam no Hitler nos anos 30 porque acreditam que é tudo mais fácil se assumirmos um grupo de pessoas como toda uma religião e que a única maneira de resolver o assunto é erradicando esse novo problema. " 27 E quanto àqueles meus inimigos que não quiseram que eu reinasse sobre eles, trazei-os aqui, e matai-os diante de mim." - Lucas 19, 11-28. Não sabia que Lucas era do Velho Testamento. E eles não precisam de dizer isso, já se mostram completamente opostos ao assunto, tanto que continuam e continuarão a influenciar pessoas numa discriminação contra homossexuais como se isso fosse uma opção de vida.
  4. O partido político foi fundado por pessoas de origem turca que querem contribuir para a democracia do país. O programa deles não fala em supremacia turca e, tal como referi, é um partido no meio de tantos outros, logo não sei onde está o drama, o horror e a tragédia. Pessoas incompetentes também não têm perdas de quase mil milhões de dólares num ano. Trump herdou a fortuna que tinha do pai, tão simples quanto isso. Se fosse assim tão rico como diz que é também não teria problemas em mostrar quanto paga de impostos, algo que todos os presidentes têm feito nas últimas décadas. Não sou contra a expulsão de criminosos imigrantes, referia-me à proibição do Corão e das mesquitas. E a expulsão de criminosos imigrantes só mesmo em casos de terrorismo doméstico. Se um roubo der lugar a expulsão do país, coitadinhos de alguns dos nossos milhões de emigrantes, há muito que já estavam de malas feitas para voltarem para Portugal. Mas estás-te a comparar a Arábia Saudita? Estás mesmo a comparar uma democracia ocidental com a Arábia Saudita? É por essa ordem de ideias também posso fazer as seguintes perguntas: Se lá as mulheres só podem conduzir em situações extremas, porque é que as nossas podem passar tanto tempo fora da cozinha? Se lá não há separação de poderes entre a igreja/estado (tanto que a lei é a Lei Sharia), porque é que aqui há? Não podemos retribuir nesses casos também? Existe uma diferença entre preservar a cultura de um país e ser-se hipócrita. Que países como Arábia Saudita sejam hipócritas, isso só não vê quem não quer, mas isso não te dá justificação para sermos tão hipócritas quanto eles. Proibir uma religião é discriminação, ponto. Aliás, o facto de perseguires uma religião não te garante em nada que ela deixe de ser praticada. Os cristãos foram mortos e chacinados n vezes pelos Romanos e não impediu, em nenhum momento, que a religião cristã se espalhasse. Até eu que não sou cristão praticante sei que a religião de uma pessoa não deixa de existir só porque uma entidade governamental me proibiu de a exercer em público. Tens tantos exemplos ao longo da história, de caráter religioso e não religioso, de proibições que não resultaram em nada a não ser a prática desses novos "crimes" em espaços privados que só uma pessoa que não tem a mínima noção da realidade é que pensa que por se banir algo, ainda para mais uma religião, fica tudo resolvido. E tirares a referências de mortes de infiéis, etc, da Bíblia, já não?
  5. Os turcos não têm um partido próprio. O partido que te referes foi criado por dois deputados de origem turca que pertenciam ao PdvA e que saíram do partido, criando aquele. Não é nenhum partido dos turcos, nem nada que se pareça, é apenas mais um partido no meio de outros tantos na Holanda. O Trump não pode governar porque é um incompetente, ponto. Tem uma taxa de popularidade de 37%, o orçamento que ele apresentou é para lá de desastroso (basicamente corta em tudo exceto na defesa, o que não deixa de ser irónico visto que ele queria que os EUA deixassem de ser a "polícia do mundo"), o plano de saúde dos Republicanos é um autêntico desastre que deixa mais de 20 milhões de pessoas sem seguro de saúde e no entanto ele lá continua a insistir nas fake news e a jogar golf. De facto, ninguém o deixa governar. Coitadinho do Trump... São excelentes para quem? Para o ISIS? Eu juro que acho piada quando alguém me diz isso. Cada vez que alguém vem com essas ideias estão a dar toneladas de propaganda para futuros grupos extremistas que nos vêem como o inimigo. Não sei se sabes mas o ISIS é composto também por muitos sunitas que pertenciam ao regime de Saddam Hussein e que após a invasão dos EUA ficaram sem nada. Não há melhor forma de propaganda que esta. Juntas isso a "vamos banir uma religião só porque sim" e tens aí a combinação perfeita para atraires pessoas para as jihads. Sempre fui defensor de imigração controlada (aquela que a direita normal defende) e acho que o multiculturalismo é aceitável até determinado ponto, agora basicamente banir uma religião e pessoas de a praticarem só porque sim é puramente racismo. Pessoas como tu são aquelas que, na década de 30, votariam no Hitler sem pensar duas vezes. Arranja-se um bode expiatório e fazem acreditar que a única solução é removê-lo totalmente porque aparentemente não há alternativa. Acho que não preciso de dizer o que se passou a seguir e como os alemães reagiram quando souberam o que realmente se fazia com eles.
  6. Não seja por isso, é uma questão de fazer as contas. Consideremos que o número de muçulmanos que entrou nos últimos anos na Suécia foi de 250 mil. Somamos esses 250 mil aos 430 mil aí e tens 680000. A população da Suécia é esta: http://www.worldometers.info/world-population/sweden-population/, rondando assim os 10 milhões. Fazendo as contas, tens uma percentagem que ronda os 6.9% da população, mais uma vez fora das tuas estimativas. Tendo em conta que é impossível em dois/três anos teres 5/6 filhos (a não ser que tenhas mais do que um logo de uma vez), também não sei como é que essa percentagem sobe astronomicamente para os 10%. Podes fazer as mesmas contas na Alemanha, acho que não custa muito fazer uma média. Mas o que mais me surpreende é que consideras todos os muçulmanos como extremistas. Nem sequer vou entrar no tema do racismo porque não vale a pena, mas mostra perfeitamente o quão distorcido é o teu argumento. Quanto a esses casos, estás a esquecer-te que nos dois primeiros esses casos só existiam porque a constituição dos regimes assim o dita. Depois da queda da Alemanha Nazi, a Alemanha também esteve controlada em 4 zonas de ocupação e também aí mandavam na população alemã para manter a ordem até dar origem à RDA e à RFA. Não estou a ver sequer onde isso pode ser comparado à situação da Suécia até porque 1) o país não está a colapsar por forças invasoras e 2) estás, mais uma vez, a assumir que a população muçulmana no país é toda ela extremista e toda ela quer tomar conta do mundo e fazer um califado que nem ISIS.
  7. Na verdade eles nem sequer são 5% da população. A serem 10%, só mesmo em 2030, portanto também não estou a ver como é tens um governo islâmico com 10% da população. Para te elucidar um pouco até porque nota-se claramente que andas a ler demasiadas fake news por aí, a Suécia tem o maior número de casos reportados de violações na Europa e não o maior número de violações na Europa. E isto não é mau, aliás, é bom até porque muitas das vezes as pessoas nem sequer dizem nada quando sofrem de violações e muitas das vezes não é feito nada porque "ela estava a pedi-las", logo não fazem parte da estatística. Além disso, a lei sueca, no que toca a violações, é bastante restritiva. Há atos que são considerados violações lá que não o são em outros países (tens o Julian Assange como exemplo disso mesmo). Cada caso de violação é tratado de forma separada, mesmo que tenhas uma pessoa envolvida em dois ou mais casos de violação, o que também inflaciona as estatísticas. Mas claro, isso já não convém dizer porque torna o argumento inválido (cof cof "last night in Sweden" cof cof). Ah, e já agora, para ficares mais a par da população real de muçulmanos na Europa:
  8. Atentado? Não morreu ninguém à exceção do atacante, o aeroporto reabriu no dia seguinte, mal se falou na notícia. De facto, era mesmo esse "atentado" que ia mudar as eleições na Holanda. Não sei se te apercebeste mas a diferença entre o Rutte e o Wilders não foi de um ou dois lugares no parlamento. Foi de 13, o que na Holanda é uma diferença bastante considerável. O PVV nem sequer teve o seu melhor resultado de sempre. Pode-se até dizer que o Erdogan e a polémica entre a Holanda e a Turquia ajudou bastante o Rutte, mas não deixa de ser evidente que o PVV de Wilders esteve muito aquém das expectativas. A extrema direita é tão perigosa como a extrema esquerda. Felizmente, parece que a eleição de Trump nos EUA serviu para alguma coisa. Desde que Trump está na Casa Branca que todos aqueles que o apoiam têm vindo a perder o apoio que tinham. Na Áustria, o Höfer perdeu nas eleições presidenciais; na Holanda, o Rutte teve uma clara vitória e o PVV não vai sequer entrar no governo; no Reino Unido, o UKIP tem vindo a perder continuamente terreno nas sondagens; na França, Macron está empatado com Le Pen nalgumas sondagens à 1ª volta e na 2ª ganharia com cerca de 60% dos votos; na Alemanha, o AfD lá dá um tiro no pé de vez em quando e há muito que têm de baixar as expectativas para as próximas eleições. Depois de um 2016 louco, sabe bem ver que em 2017 as pessoas lá repararam que o populismo é perigoso e que a extrema-direita não apresenta soluções milagrosas para nada. Em caso de dúvidas, podem sempre olhar para a presidência de Trump, aquela pessoa que dizia que ia "trabalhar para o povo americano" mas que passa todos os fins-de-semana em Mar-a-Lago, na Flórida, a jogar golf.
  9. Tópico para partilha de grafismos feitos por vocês ou por outras pessoas que se destinam a canais nacionais ou internacionais. Poderão publicar desde grafismos completos a algo que acham que poderia, aos vossos olhos, ser melhor.
  10. Parabéns pela mais que merecida vitória @Yggdrasil. Sempre foste ao longo do concurso o melhor concorrente por isso esta vitória é mais que justa. Parabéns também ao @Miguel S. e ao @Gabriel_C pelo concurso. Apesar de não ter estado muito ativo por estes lados devo dizer que gostei bastante do conceito e achei que o concurso esteve mesmo muito bom. E já agora, quaisquer desaparecimentos futuros de ex-concorrentes do hospital são mera coincidência.
  11. Estou quase a chorar de tanto rir. Muito bom.
  12. Esta Eugénia parte-me todo.
  13. "Flamejava porque tinha kilos de merda em cima"
  14. É pena isto não mostrar cenas passado um mês ou assim. Aposto que aquilo já deve ser o maior patrocinador do Fula outra vez.
  15. Só me deu para pensar duas vezes nos sítios onde já comi enquanto sentia nojo do que estava a ver.
  16. Nota-se mesmo que eles não têm controlo naquilo. E sim, as intenções deles até podem ser boas, e acredito que sejam, mas nada justifica o estado daquela cozinha.
  17. "Então quando estão na casa de banho não têm tempo para limpar o cu?"
  18. Fogo, isto até faz parecer o restaurante da semana passada a melhor coisa de sempre.
  19. "A frigideira tem aspeto de uma sanita cagada que não é limpa há 3 anos".
  20. A cara dos clientes. Priceless
  21. Se tivesse algo assim que me pertencesse, eu enfiava-me num buraco e nunca mais de lá saía. Isto é muito mau mesmo e ela nem se preocupa sequer.
  22. Com o estado daquela cozinha eu também mandava toda a gente embora xD
  23. Eu juro que fico espantado com o facto da ASAE não ver aquilo na cozinha.
  24. Que clientes habituais? As moscas?
  25. Aqui está tudo ok também. Mas por acaso já li queixas no Twitter acerca disso.